“Paulo Câmara tem que rever a política que ele tem a nível de Pernambuco”, afirma vereadora Cristina Costa

(Foto: Reprodução/Internet)

A retirada da candidatura de Marília Arraes (PT) ao Governo de Pernambuco escancarou a divisão no partido, já que a decisão final veio como ordem do Diretório Nacional, mesmo com a executiva estadual ter apoiado a vereadora do Recife.

Uma das principais apoiadoras de Marília, a vereadora Cristina Costa (PT) e agora candidata a deputada estadual conversou com Waldiney Passos por telefone no programa Super Manhã de quarta-feira (15), onde reafirmou que não apoiará Paulo Câmara (PSB) em sua caminhada à reeleição.

LEIA TAMBÉM:

Cristina Costa ratifica sua saída da Câmara de Vereadores e confirma Cabo Horácio em sua vaga

“A vereadora Cristina Costa está decidida a votar em Paulo Câmara? De jeito nenhum, não estou. Estou a esperar, estamos debatendo, tenho um compromisso com o partido, sempre coloquei que o mandato não era meu, o mandato pertence ao partido”, disse Costa.

Segundo a edil, caso haja sinalização de mudança no projeto do PSB de não prejudicar o trabalhador e pensar uma política que valorize os direitos das classes mais necessitadas, ela pode sim apoiar Câmara.

“Paulo Câmara tem que rever a política que ele tem a nível de Pernambuco pra fortalecer a segurança pública, tem que investir mais na educação, valorizar a pauta dos trabalhadores na educação. Paulo Câmara tem que ir pra cima da Compesa”, destacou a vereadora.

Marília Arraes será candidata a deputada federal, assim como o ex-prefeito de Petrolina, Odacy Amorim (PT) e Cristina deixou claro seu apoio. “Me prontifiquei de fazer essa dobradinha com ela, mas respeitando a decisão de quem quer votar em Odacy”, finalizou.

Deixe uma resposta