Pernambuco: Sindicombustíveis estima que abastecimento seja normalizado em até oito dias

Aos poucos a vida dos petrolinenses volta ao normal, mesmo com a manutenção de alguns bloqueios nas rodovias do estado pelos caminhoneiros em greve. Na tarde dessa quarta-feira (30) alguns postos receberam combustível em Petrolina e paulatinamente o gás de cozinha deve chegar à cidade.

A informação é do presidente do Sindicato de Combustíveis de Pernambuco (Sindicombustívei), Alfredo Pinheiro. Ele concedeu uma entrevista ao programa Super Manhã da Rádio Jornal e explicou a situação no Porto de Suape, cuja entrada foi liberada durante a madrugada com ajuda da Polícia Militar.

“Em virtude de o bloqueio ter sido de madrugada, mais de 120 caminhões já entraram para descarregar, inclusive para o interior. A gente tem um conhecimento que Petrolina tem uma dificuldade muito grande, mas já existem distribuidores indo para Petrolina, no transcorrer do dia, com ajuda da Polícia Militar, os caminhões vão chegar em todas localidades de Pernambuco”, assegurou.

Assim como os caminhões de combustível estão circulando, os distribuidores de gás de cozinha também devem chegar aos municípios pernambucanos. A previsão é que todo o abastecimento seja normalizado em até oito dias.

“Hoje saiu mais de 10 milhões de gás de cozinha e nessa mesma proporção deve estar se normalizando ao longo da semana. Os caminhões estão entrando e saindo e consequentemente é só a distância que vai demorar um pouquinho mais”, disse.

O presidente do Sindicombustíveis pede paciência aos consumidores de Petrolina. Nossa equipe apurou na tarde de hoje que a maioria das distribuidoras estão sem gás de cozinha desde a última sexta-feira (25), deixando a população desabastecida.

Deixe uma resposta