Pesquisa Datafolha aponta que brasileiros acham que Dilma e Cunha devem se afastar do poder

A corrupção é o problema que mais incomoda os brasileiros atualmente. Segundo a pesquisa do Instituto Datafolha divulgada no início da semana pelo jornal Folha de S.Paulo. Para 34% dos entrevistados, a corrupção é apontada como o principal mal a ser enfrentado no país. Em seguida vem saúde (16%); desemprego (10%); educação (8%); violência e segurança 8%); e, por fim, a economia (5%).

O Datafolha ouviu 3.541 pessoas em 185 municípios de todo o país nos dias 25 e 26 de novembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Segundo o instituto, esta é a primeira vez, desde que o levantamento começou a ser feito, em 1996, que a corrupção aparece como o principal problema na avaliação dos entrevistados.

A pesquisa também perguntou aos entrevistados como avaliam o governo da presidente Dilma Rousseff. Para 10%, a gestão é ótima/boa; regular (22%); e 67% consideram que é ruim/péssima. Segundo o instituto, a avaliação negativa é a segunda pior para a presidente desde a posse de Dilma no primeiro mandato, em 2011. A pior foi em agosto de 2015, quando a presidente teve 71% de reprovação.

A pesquisa também quis saber se os entrevistados acham que o Congresso deve abrir processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Do total, 65% acham que sim. Mas 56% dos brasileiros acham que a presidente não será afastada. Por fim, o Datafolha quis saber se os entrevistados entendem que a presidente deveria renunciar (62% acham que sim).

A maioria dos entrevistados (81%) é a favor da cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Segundo o instituto, o atual patamar de avaliação do Congresso é o pior desde setembro de 1993, quando 56% responderam ruim ou péssimo.

O Datafolha também mostra as intenções de votos dos brasileiros em duas simulações da corrida presidencial: No primeiro cenário, o senador Aécio Neves (PSDB/MG) aparece em primeiro (31%), seguido do ex-presidente Lula (21%); Marina Silva (21%); Luciana Genro (3%) Eduardo Paes (2%); e Eduardo Jorge (2%). Em outro cenário, com o governador Geraldo Alckmin na disputa, Marina fica em primeiro lugar, com 28%.

Deixe uma resposta