Petrolina: de olho na matrícula pais dormem em filas, mas Prefeitura afirma que situação não é necessária

Pais e mães encaram filas no João de Deus (Foto: Carlos Enfermeiro/Cortesia)

O período de matrículas na rede municipal de ensino de Petrolina foi aberto nessa segunda-feira (6), mas no João de Deus os pais fazem filas desde a última sexta-feira (3). De acordo com o presidente da Associação de Moradores, Carlos Enfermeiro, o motivo são as poucas vagas nas unidades do bairro.

“O João de Deus não é só o João de Deus, tem o Nova Vida I, o Nova Vida II e as ocupações. Os pais estão aqui desde sexta-feira, pais e mães com crianças. As vagas são poucas”, afirmou ao Blog Waldiney Passos. Os problemas mostrados foram observados no CMEI João Paulo I, na Rua 13 e na Nova Semente da Rua 45.

Outro lado

Procurada pelo Blog a Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Educação, enviou uma nota lembrando que são ofertadas mais de 2.600 vagas em toda rede e que as matrículas vão até sexta-feira (10). Confira a resposta do município:

“A Prefeitura de Petrolina esclarece que para o ano letivo de 2020 estão sendo ofertadas mais de 2.600 vagas para as unidades da Educação Infantil, que abrange o Programa Nova Semente, os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e turmas de pré-escola da sede e interior do município.

Até a próxima sexta-feira (10), os pais e responsáveis poderão se dirigir até uma das unidades na região em que residem para consultar a disponibilidade de vagas para a série que eles precisam matricular suas crianças. Sobre a formação de filas, a Secretaria Executiva da Primeira Infância esclarece que, não e necessário tal esforço, contudo, infelizmente, trata-se de uma questão cultural sobre a qual a gestão não tem controle diretamente.

A prefeitura esclarece ainda que as equipes de todas as unidades estão mobilizadas para tornar essa etapa de matrículas, a mais tranquila e humanizada possível, mas que infelizmente essa situação se repete todos os anos.”

Deixe uma resposta