Petrolina recebe a 10ª edição do Salão Universitário de Arte Contemporânea

(Foto: Ascom)

A Galeria de Artes Ana das Carrancas, do Sesc Petrolina, recebe, a partir de sexta-feira (22), a décima edição do Salão Universitário de Arte Contemporânea do Sesc – UNICO.  Com o tema “Fabulações para um mundo em catástrofe”, a exposição apresenta trabalhos que estimulam o debate sobre o entendimento político e ético da estrutura social e como buscar estratégias poéticas para essa realidade. A vernissage será às 19h e aberta ao público. O momento também vai marcar os 10 anos do Salão com o lançamento de um catálogo sobre a trajetória do projeto.

Com curadoria assinada por Marcelo Coutinho, o Salão Universitário já passou pelo Recife, com temporada no Sesc Santo Amaro, e agora chega ao Sertão, onde fica aberto para visitação até o dia 18 de maio. “O Salão Universitário tem como proposta despertar o olhar crítico do público e chamar atenção para a importância de falar sobre temas atuais, por meio do conceito subjetivo das artes visuais”, explica a coordenadora do Salão Universitário de Arte Contemporânea, Valkíria Dias.

Estarão em exposição 10 projetos de artistas/estudantes para compor a mostra, que poderá ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 16h às 20h. Serão apresentados: “Convite à Alforria”, de Abiniel João do Nascimento; “Vomita que Passa”, de Ana Flávia Mendonça; “Além da Necessidade”, de Fredson Adjair; “Propriedade Privada”, de João Pedro Rodrigues; “Mônada”, de Letícia Barros; “Urtiga”, do Coletivo Encruzilhada; “Orgão Político”, de Thaik Santos; “TransVive”, de Thiago Brito; “Baronesa”, do Coletivo Baronesa;  “No princípio era o Verbo… e o Verbo se fez carne, e do nosso Verbo? E da nossa carne?”, de Ziel Mendes.

Criado em 2008, o Salão Universitário de Arte Contemporânea é voltado para estudantes universitários ou coletivos de estudantes de quaisquer instituições de Ensino Superior de Pernambuco, e oportuniza espaço para difusão e reflexão sobre a produção artística universitária estadual, por meio de ações que objetivam seu desenvolvimento artístico e profissional. Este é o quarto ano que Petrolina recebe a mostra.

Deixe uma resposta