Petrolina será a primeira parada do circuito Sonora Brasil, do SESC

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados/Foto:Assessoria

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados/Foto:Assessoria

Dez cidades do interior do Estado recebem, a partir da próxima terça-feira (17), o circuito do Sonora Brasil, projeto considerado o maior de circulação musical do país, movimentado pelo Sesc. Aqui, se apresentam os músicos Sidnei Duarte, Rodolfo Vidal e Maurício Romão, que formam o grupo Violas Singulares. A primeira parada da iniciativa acontece em Petrolina, com show na unidade do Sesc, às 20h. A entrada é gratuita.

Os artistas vão mostrar gêneros musicais regionalizados. O músico e professor Sidnei Duarte será o responsável por apresentar a viola-de-cocho, instrumento em que é especialista tanto no sentido técnico quanto acadêmico. Já Rodofo Vidal, vai mostrar a tradição da viola fandangueira e suas próprias criações musicais para o instrumento. Completando o trio, Maurício Ribeiro, chega com a viola de buriti, pouco conhecida fora do estado de Tocantins, mas que possui sonoridade e características físicas peculiares.

O grupo se apresentará ainda nas cidades de Araripina (18), Bodocó (19), Triunfo (21), Arcoverde (22), Garanhuns (23), Belo Jardim (25), Surubim (26), Goiana (27) e São Lourenço da Mata (28).

Sonora Brasil – Neste ano, oito grupos circularão por 114 cidades de todas as regiões do Brasil, totalizando 418 concertos. O tema Sonoros Ofícios – Cantos de Trabalho passa pelas regiões Sul e Sudeste, e Violas Brasileiras pelo Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, invertendo o circuito do ano passado. Todas as apresentações são essencialmente acústicas, valorizando a qualidade sonora das obras e de seus intérpretes. O projeto, desde a sua primeira edição, em 1988, já contou com a participação de cerca de 80 grupos em mais de 4.900 apresentações por todo o país, alcançando um público superior a 520 mil espectadores. A cada dois anos, dois temas são desenvolvidos, buscando aprofundar a relação do público com aspectos relevantes da música no país.

Com informações da Assessoria

 

 

Deixe uma resposta