Pfizer afirma que vacina preveniu 90% das infecções provocadas pela covid

Vacina pode sair ainda no final deste ano.

A semana começa com uma novidade sobre a pandemia da covid-19. A farmacêutica norte-americana Pfizer, que desenvolve uma vacina contra o novo coronavírus em parceria com o laboratório alemão BioNTech, afirmou que seu imunizante preveniu mais de 90% das infecções.

A eficácia foi alcançada sete dias depois da segunda dose da vacina e 28 dias após a primeira, anunciou o grupo em um comunicado divulgado nessa segunda-feira (9). “Um grande dia para a ciência e para a humanidade”, afirmou o CEO da Pfizer, Albert Bourla.

A vacina está prestes a concluir sua última fase de testes e mais de 43.000 voluntários já a receberam. Entretanto, o Brasil ainda não possui acordo com a farmacêutica para receber doses dessa vacina. A expectativa é que sejam produzidas cerca de 100 milhões de doses ainda nesse ano e uma porcentagem entre 5% a 10% poderia chegar ao país mediante um entendimento.

Deixe uma resposta