Polícia Civil avalia Operação Fênix 2 como exitosa e apresenta suspeitos de integrar organização criminosa

33 mandados de busca e apreensão e 5 de prisão foram cumpridos (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil de Petrolina apresentou em uma coletiva de imprensa na manhã dessa terça-feira (26) um balanço da Operação Fênix 2, deflagrada no começo da manhã. As investigações tiveram início em 1º de julho de 2018, quando foi descoberto que o grupo atuava não apenas no município.

Segundo a polícia, os criminosos agiam ainda em Juazeiro e Curaçá (BA), além de Salgueiro (PE) e Brasília (DF). O delegado Marceone Ferreira, gestor operacional do DINTER 2 avaliou como positiva a ação policial. “A operação teve início  no ano de 2018, uma operação bastante exitosa” disse.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil cumpre mandados de prisão e busca e apreensão durante Operação Fênix 2, em Petrolina

Suspeitos de cometer homicídio em fevereiro são presos durante Operação Fênix

Polícia Civil de Petrolina apreende 12 kg de pasta base de cocaína durante Operação Fênix

33 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão foram cumpridos. De acordo com a Polícia Civil, 18 pessoas integravam a organização criminosa descoberta após um homicídio praticado no Loteamento Topázio no ano passado.

Algumas pessoas do grupo já estavam presas (Foto: Reprodução)

“A organização criminosa era comandada por Dionato Evangelista. Nós temos algumas pessoas ainda não localizadas, encontram-se foragidas e as diligências continuam. O trabalho agora é concluir o inquérito policial e submeter o processo”, destacou o delegado Magno Neves, da Delegacia de Homicídios.

Integrantes

Além de Dionato, integravam o grupo José Rogério de Souza Lima, vulgo Didi; Antomar Alves de Brito; Jailson de Menezes Silva; Pedro Gabriel Alves do Nascimento; João Evangelista Pereira da Silva Júnior; Mirian de Carvalho Oliveira; Marilda dos Santos; Erivonaldo Gomes de Souza; Cristiano Cleusson Pereira; Nívea Kelly da Silva Nascimento; José Carlos dos Santos; Paulo Iury de Moraes Lima; Maria do Socorro Tavares Oliveira e Tatiana Ferreira Lidio.

Apreensão

O grupo traficava drogas como cocaína e crack, também distribuindo maconha nas cidades mencionadas. 23 kg de cocaína, 4 kg de crack, uma pistola de fabricação artesanal, balanças de precisão e mais de 500 gramas de maconha foram apreendidas na operação.

Um Comentário

Deixe uma resposta