Polícia Civil firma acordo com governo do Estado e decreta fim do estado de greve

SINPOL

Desde a última sexta-feira (27/11) que os policiais civis de Pernambuco encontravam-se em estado de greve reivindicando melhorias para a categoria que reclamava da falta de sensibilidade por parte da atual gestão com os problemas que afetam não só o classe mas, principalmente a população.

O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco) conseguiu nesta noite (03) firmar acordo com o governo do Estado e a categoria conquistou a criação de um Grupo de Trabalho para discutir e elaborar em 90 dias uma reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV),  progressão de 1,5% em dezembro, retroativo a março deste ano, auxílio transporte de R$ 350,00 para todos os policiais civis da ativa no Estado,  alteração no percentual do PCCV de 1,5% para 2% a partir de abril de 2016 para toda a categoria, ativos e aposentados e a devolução dos descontos das faltas dos plantões decorrentes do abandono do Programa de Jornada Extra da Segurança (PJES).

Para Áureo Cisneiros, presidente do Sinpol, a elaboração da Lei Orgânica será uma oportunidade de melhorar e modernizar a polícia civil, melhorar o atendimento à população e promover o trabalho de investigação.

Já a elaboração do PCCV será realizada com a presença de cinco membros do Sinpol e três membros do Governo e, já agora em dezembro, será discutido. “Esse é o documento da valorização do policial. Precisamos sair da pecha de ter a o pior salário de polícia civil do Estado”, disse.

“É um acordo firmado com o Governo do Estado. Melhorou o PCCV da gente, mas está aquém. Só que em um momento de uma conjuntura difícil, foi o que deu para negociar com o Governo do Estado. Esperamos que em 2016 a coisa melhore para todo mundo, para todos os trabalhadores”, afirmou Áureo Cisneiros.

Deixe uma resposta