Prefeitura de Juazeiro rebate denúncia e diz que paciente foi atendida na maternidade, mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar

(Foto: ASCOM)

O Blog Waldiney Passos publicou, nesta segunda-feira (13), uma matéria sobre uma gestante que denunciou um médico do Hospital Materno Infantil de Juazeiro (BA). Segundo a denunciante, o médico destratou ela e uma enfermeira, após questionar o quadro da paciente, que segundo ele deveria ser tratado no posto de saúde.

LEIA TAMBÉM

Após ser destratada, paciente denuncia descaso de médico na Maternidade de Juazeiro

Em nota enviada ao Blog, a prefeitura de Juazeiro confirmou a falta de médicos no posto de saúde do bairro Pedra do Lorde, onde mora a denunciante, mas rebateu a denúncia e afirmou que a paciente “recebeu atendimento no Hospital Materno Infantil de Juazeiro (HMIJ) mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar”. Confira a íntegra da nota:

“A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que a paciente citada recebeu atendimento no Hospital Materno Infantil de Juazeiro (HMIJ) mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar, uma vez que o médico da UBS Pedra do Lorde solicitou desligamento.

A SESAU reforça que as unidades hospitalares são para tratamento de urgência e emergência e que os demais casos devem ser destinados às unidades de saúde. De todas as 63 equipes de saúde da família existentes no município de Juazeiro, apenas 3 estão sem médico, uma destas é a do posto da Pedra do Lorde, mas nesta terça-feira  a unidade estará recebendo novo profissional.”

Deixe uma resposta