PRF divulga o número de acidentes e de mortos em estradas federais da Bahia

(Foto: Internet)

Um balanço dos números de acidentes em rodovias federais da Bahia em 2016 foi divulgado nesta quinta-feira (19). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a quantidade de mortos, feridos e de acidentes teve redução em relação a 2015.

Os dados são relativos ao período de 1º de janeiro de 2016 até 31 de dezembro do mesmo ano. Os policiais registraram 5424 acidentes em 2016, o que representa uma queda de 22,8% em comparação aos registros de 2015, quando 7027 ocorrências foram contabilizadas.

Já o número de feridos, que também diminuiu, passou de 5431 para 5039, uma queda de 7,21%. O número de mortes nas rodovias baixou 3,1%, saindo de 631 em 2015 para 611 em 2016.

O menor índice de queda ocorreu nos acidentes considerados graves, quando há pelo menos uma vítima com lesão grave ou uma morte. Esses casos ocorreram 0,3% vezes menos, sendo 1291 em 2015 e 1287 em 2016. O único indicador que apresentou aumento foi a quantidade de feridos graves, indo de 1197 para 1212, cerca de 1,25% de diferença.

As colisões frontais somaram 294 registros, com 239 vítimas fatais e ainda 289 feridos graves. Esse número transforma esse tipo de acidente em mais letal.  Em segundo lugar estão as colisões laterais, aquelas em que os veículos colidem de maneira perpendicular. Esse tipo de acidente vitimou 63 pessoas e deixou outras 201 feridas com gravidade.

Por fim, as colisões traseiras, que tiveram 133 registros, 46 mortes e 129 vítimas; saída de pista, contabilizando 128 casos, 65 mortos e 140 feridos; e os atropelamento, que somam 127 ocorrências, 66 óbitos e 77 pessoas feridas gravemente, completam a lista de acidentes mais graves.

Deixe uma resposta