Principal suspeito de matar Beatriz, pode ser usuário de drogas

0

Menos de 24 horas após uma criança de ter sido assassinada dentro de um colégio particular em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a polícia já identificou o principal suspeito do crime. Trata-se de um morador de rua, usuário de drogas. A identidade dele está sendo mantida em sigilo por enquanto. Policiais chegaram até o suspeito após testemunhas afirmarem que o viram circulando durante a festa de formatura que acontecia no colégio na noite dessa quinta-feira (10). O corpo de Beatriz Angélica Mota foi encontrado com uma faca cravada na barrida dentro de um armário do vestiário.

O suspeito prestou depoimento, mas negou participação no crime. Ele foi encaminhado ao Instituto de Criminalística de Petrolina, onde passou por exames para comprovar se há vestígios do DNA da criança. Ele foi liberado por falta de provas.

Nenhuma linha de investigação, por enquanto, está descartada. No entanto, a polícia já afirmou que não houve nenhum tipo de abuso sexual.

No momento em que o corpo foi encontrado, várias pessoas estavam no Colégio Maria Auxiliadora, na Avenida Guararapes, Centro de Petrolina. A menina estudava no colégio e era filha de um professor de Inglês da unidade. Ainda de acordo com a polícia, os pais da criança, que também estavam na festa, notaram o desaparecimento da menina e a chamaram pelo microfone do palco que estava montado na quadra do colégio. “A criança se afastou dos pais por alguns instantes. As pessoas que estavam na festa em se mobilizaram e formaram duplas para procurar pela menina”, conta a delegada Sara Machado.

Um circuito das câmeras de segurança do colégio já foi entregue à polícia e pode esclarecer o crime. Quem tiver informações pode entrar em contato com a polícia por meio dos telefones: (87) 3866.6781 ou (87) 3866.6782. (RONDA JC)

Deixe uma resposta