Projeto Senoca encerra as atividades dos alunos dos Programas de Correção de Fluxo, em Juazeiro

(Foto: ASCOM)

(Foto: ASCOM)

Durante esta semana, de 05 e 09 de Dezembro, as escolas da Rede Municipal de Ensino, que trabalham com os programas de Correção de Fluxo ‘Se Liga’ e ‘Acelera Brasil’, uma parceria da Secretaria de Educação e Esportes – SEDUC e o Instituto Airton Sena, em Juazeiro (BA), estão realizando o encerramento das atividades do Projeto Senoca, que incentiva o aluno a permanecer na escola e a desenvolver o hábito da leitura.

A coordenadora do Programa de Correção de Fluxo, Denise Farias disse que há cinco anos a equipe está trabalhando com o Projeto Senoca em 30 escolas municipais, com 41 turmas, atendendo alunos que estão com distorção de no mínimo dois anos.

“Este ano os resultados foram positivos, houve uma superação nas metas estabelecidas pelo projeto. O Senoca é uma das ferramentas que utilizamos para zerar o índice de evasão, promover 100% da frequência dos alunos e garantir a leitura de no mínimo três livros no mês. Nós elaboramos a moeda Senoca para que os alunos acumulem ‘dinheiro’, e a medida que vão alcançando as metas, troquem no final do ano por brindes”, explicou Denise.

A equipe da Escola Nossa Senhora das Grotas, no bairro Alagadiço montou uma feira livre na sala de aula, onde os alunos tiveram opções variadas de brindes para trocar pelas senocas, como: material escolar, livros, jogos educativos, brinquedos, alimentos, acessórios, roupas, sapatos, entre outros.

Jaqueline Oliveira foi a aluna da turma que teve o melhor desempenho, acumulou 260 senocas. “Eu me comportei, fazendo as atividades, as lições de casa, respeitei as professoras e li 300 livros este ano. Depois do projeto estou mais estudiosa e não falto às aulas. Valeu a pena o meu esforço, com as senocas comprei a boneca Barbie, uma caixa surpresa com muitos brindes, material escolar para o próximo ano e mais livros”, pontou a aluna. Já o aluno Paulo Vinicius disse que juntou 180 senocas. “Melhorei muito a leitura este ano, antes eu não sabia ler direito. Hoje troquei as senocas por uma bola de couro que eu tanto sonhava, e muitos outros brindes”, comemorou.

A professora, Rejanilde Vargas evidenciou que é muito gratificante trabalhar com esta turma e com o projeto. “Eles melhoraram muito, principalmente a leitura e a escrita. Este projeto trouxe motivação, interesse, participação, concentração, além da frequência, é um incentivo muito bom para os alunos”, ressaltou a professora.

A gestora e a coordenadora pedagógica da Escola Nossa Senhora das Grotas, Katianne Soares e Maria Jesilda, respectivamente, também participaram da culminância do Projeto Senoca 2016.

Com informações de ASCOM

Deixe uma resposta