Prouni divulga resultado no dia 6 de fevereiro

(Cartaz Divulgação)

Problemas “técnicos” obrigaram o Ministério da Educação (MEC) a adiar o início das inscrições para a primeira edição de 2017 do Programa Universidade para Todos (Prouni). Com nova data as inscrições começam nesta terça-feira (31) e seguem até as 23h59 do dia 3 de fevereiro. O edital foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26).

O Ministério da Educação ainda não divulgou quantas bolsas serão oferecidas nesta edição. O programa distribui bolsas de estudo totais e parciais na rede particular de ensino superior de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e situação socioeconômica da família do candidato.

Somente poderá participar da disputa o candidato que tenha feito o Enem 2016, que tenha cursado o ensino médio completo na rede pública ou na privada, como bolsista. Só terão direito à bolsa integral, os candidatos com renda familiar bruta mensal de até um 1,5 salário mínimo; e à bolsa parcial, aqueles com renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos.

Confira as datas:

Programa Universidade para Todos (Prouni)

Inscrições: 31 de janeiro a 3 de fevereiro
Primeira chamada: 6 de fevereiro, com comprovação das informações entre 6 a 13 de fevereiro
Segunda chamada: 20 de fevereiro, com comprovação das informações entre 20 e 24 de fevereiro
Lista de espera: candidatos manifestam interesse entre 7 e 8 de março; universidades podem consultar a partir do dia 10 de março
Os alunos que não foram contemplados pelo Prouni, podem recorrer ao Financiamento Estudantil Fies. Veja o calendário:

Financiamento Estudantil (Fies)

Inscrições: 7 a 10 de fevereiro
Para que serve: Sistema on-line que reúne vagas de financiamento estudantil em cursos de graduação em universidades particulares.
Como funciona: Os estudantes que já estão matriculados em cursos de instituições participantes podem pleitear um contrato de financiamento estudantil custeado pelo governo federal.
Número de vagas: Ainda não foi divulgado pelo MEC. O ministro da Educação, Mendonça Filho, porém, garantiu que o número de novos contratos do Fies no ano de 2017 deverá ser pelo menos o mesmo que em 2016.

Outras informações através do telefone 0800-616161.

Deixe uma resposta