Provas do Enem vão ser canceladas em escolas alvo de ocupação de estudantes

mendonca-filho

O Enem será realizado nos dias 5 e 6 de novembro. Ao todo, mais de 8,6 milhões de candidatos confirmaram a inscrição. Eles farão as provas em 1,7 mil municípios e 16 mil locais de prova

O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou nesta quarta-feira (19) que vai cancelar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nas escolas ocupadas por estudantes, caso não sejam desocupadas até o dia 31 de outubro. Se for cancelada, a prova será posteriormente remarcada para esses estudantes. O ministro acrescentou que isso vai significar um custo adicional de R$ 90 por prova.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), a realização do Enem está prevista 181 escolas ocupadas, sendo 145 delas localizadas no estado do Paraná. No total, as escolas ocupadas, onde estão previstas as provas, se distribuem em 11 estados e impactam mais de 95 mil candidatos.

As ocupações que ocorrem no país têm como alvo principal a Medida Provisória do Novo Ensino Médio, encaminhada no mês passado ao Congresso Nacional e também a PEC 241, que controla o limite de gastos do governo federal. Os estudantes dizem temer a precarização do ensino, caso os repasses para educação sejam reduzidos, e pedem a possibilidade de uma contraproposta.

Deixe uma resposta