PSB confirma oposição a governo de Bolsonaro: “O partido se oporá a qualquer governo de natureza autoritária”

Principal aliado do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições de 2018, o PSB confirmou sua oposição ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O posicionamento foi ratificado em uma reunião da executiva nacional na noite de segunda-feira (5).

Presidente da sigla, Carlos Siqueira comentou a decisão dos membros. “Fomos colocados na oposição pelo resultado eleitoral porque não apoiamos o candidato que ganhou e, por outro lado, e até mais importante, é porque o candidato que ganhou pensa diametralmente o oposto do que pensamos”, disse ontem ao final da reunião.

No entanto, Siqueira afirmou que a oposição visará questões apresentadas pelo próximo presidente da República. De acordo com Siqueira, a sigla fará oposição de acordo com as questões que serão apresentadas pelo novo governo.

“Não será uma oposição sistemática, mas uma oposição em face de questões concretas que sejam colocadas e em defesa intransigente da democracia, da liberdade de imprensa, da preservação dos direitos sociais conquistados nos 30 anos de democracia”, afirmou.

Coerência

Siqueira destaca a história do partido para se manter como oposição e citou uma postura coerente do PSB. “O partido se oporá a qualquer governo de natureza autoritária“, disse. A sigla agora busca apoio de outros partidos para formar um bloco de oposição. PDT e PC do B já iniciaram diálogos com os socialistas, enquanto o PT ainda não foi acionado.

Deixe uma resposta