PSDB lança novo Código de Ética, mas isenta Aécio de punição imediata

(Foto: Internet)

O PSDB quer recuperar a imagem, após ter o nome do partido envolto em denúncias de corrupção nos últimos anos. Para isso a cúpula tucana lançará na próxima semana o novo Código de Ética, o qual prevê punição a filiados os quais se envolvam em ilegalidades.

Essa é a primeira vez que o partido elabora um documento específico para punir corrupções. No novo Código é prevista a expulsão de filiados, mas um dos nomes mais conhecidos do PSDB deve ficar impune. Aécio Neves delatado por Joesley Batista, empresário da J&F não deve ser punido de imediato pela cúpula, de acordo com o jornal O Estado de Minas.

Punição só após STF dar veredito

Qualquer punição contra Aécio somente será tomada após condenação ou não do Supremo Tribunal Federal (STF). Presidente nacional da sigla, Geraldo Alckmin comentou as mudanças. “Não estamos analisando casos, mas estabelecendo regras. Não há nada parecido no Brasil em termos de rigor e elaboração com o Código de Ética do PSDB”, disse.

O Código

Em sete páginas o Código de Ética do PSDB prevê sanções também em caso de infidelidade, indisciplina e ferimento da ética partidária. O artigo 19 permite que a Comissão Executiva instaure um “procedimento sumaríssimo” contra filiados que cometerem atos com potencial de “causar dano irreparável ao partido”. O texto não exemplifica quais atos.

Deixe uma resposta