Público aguardado para a décima edição da Expovale é de 30 mil pessoas 

caprinos

Com o objetivo de oportunizar aos pecuaristas da região melhorias tecnológicas e discutir avanços e perspectivas de mercado para o setor pecuário do Vale do São Francisco, a secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA) e a Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Sertão do São Francisco (ACCOSSF)realizam entre os próximos dias 17 a 22 de maio, na Orla II de Juazeiro, a X Exposição de Caprinos e Ovinos do Vale do São Francisco (EXPOVALE).

O evento contará com a participação de entidades, empresários rurais, técnicos, pesquisadores, fabricantes de máquina e equipamentos, produtores de insumos e de sistemas agroindustriais, além de fabricantes e distribuidores de embalagens.

A programação pretende “contemplar os diferentes produtores envolvidos com a atividade, desde aquele considerado de base familiar ao grande produtor”, explica o secretário de Agricultura, Jorge Cerqueira, informando também que “o evento contará com o lançamento do projeto ‘Cabra Produtiva e Rota do Leite’, que consiste na fabricação de queijos com alto valor agregado e tecnologia francesa. “O projeto chega a Juazeiro para somar com as ações realizadas pela Prefeitura através das feiras de caprinos e ovinos e da Expovale”.

Animais, máquinas, tratores, veículos, implementos agrícolas, estarão presentes em uma área de 5 mil m². Segundo Salvador Júnior, diretor financeiro da ACCOSSF, “o público estimado para este ano é de 30 mil pessoas, onde estarão presentes mais de 150 expositores e 1500 animais, para ocupar as 200 baias disponíveis”. O evento também conta com a parceria do governo da Bahia e da Associação Brasileira dos Criadores da Raça Anglo-Nubiana (ABC Anglo).

Para um dos coordenadores do evento e técnico da SEAPA, José Neide, o principal objetivo da Expovale é fomentar e divulgar a exposição dos caprinos e ovinos da região. “A Bahia é o primeiro produtor nacional de caprinos e o segundo de ovinos, sendo Juazeiro a maior região produtora do estado. Este evento irá fomentar a cadeia produtiva da caprinovinocultura, possibilitando uma qualidade de vida melhor ao produtor rural e, consequentemente, estimulando a permanência deste no campo”.

Com informações da Assessoria

Deixe uma resposta