Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Recife: filho que sobreviveu a tiro do pai pode perder movimento do braço, diz parente

Hospital Getúlio Vargas, Zona Oeste do Recife. (Foto: Internet)

O filho que sobreviveu à tragédia familiar provocada por um sargento da Polícia Militar  no último domingo (2), no Recife, pode ficar com sequela no braço. A informação foi repassada à FolhaPE pelo cunhado da mãe de Moisés de Lima de Carvalho Filho, de 27 anos, baleado pelo pai. “O que temos de informação é de que Moisés vai ficar com sequela no braço porque a bala dilacerou o osso e talvez ele perca o movimento do braço”, disse José Genivaldo.

Moisés Filho, que está internado no Hospital Getúlio Vargas, Zona Oeste do Recife, ainda não sabe da morte do irmão, Diego Lima de Carvalho, de 24 anos, que também foi alvejado pelo pai. Entre gritos e lágrimas de emoção e dor, Diego teve o corpo velado e enterrado no final da tarde desta segunda-feira (3), no Cemitério de Santo Amaro.

LEIA TAMBÉM

Após briga familiar, PM atira contra próprios filhos em Recife

PM que matou filho em Recife tem prisão preventiva decretada

Ainda segundo o familiar, os parentes foram orientados a não noticiar a informação da morte do irmão. “Devido ao quadro de saúde, os médicos pediram para que não falássemos que o irmão tinha morrido”, completou Genivaldo.

Moisés Filho foi baleado no braço quando tentava proteger a mãe, Teresa Carvalho, durante uma discussão com o pai, o sargento de polícia Moisés de Lima Carvalho, de 49 anos, na manhã do último domingo, na residência da família, no bairro do Cordeiro.

O irmão, Diego Lima Carvalho, de 25 anos, foi baleado na barriga. Ele passou por cirurgia no Hospital da Restauração (HR), no Derby, mas teve complicações e morreu por volta das 17h desse domingo.

Deixe uma resposta