Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Reforma na rodoviária de Petrolina traz esperança para usuários e comerciantes

Mau cheiro, aglomeração de usuário de drogas, insegurança e muriçocas, são alguns dos mais conhecidos problemas da rodoviária de Petrolina (PE), que agora está passando por uma reforma. As denúncias sobre as condições do equipamento público, administrado pela Socicam, empresa que atua há 40 anos como uma das principais gestoras de terminais rodoviários do Brasil, são várias e acontecem cotidianamente.

Basta adentrar a rodoviária de Petrolina, para perceber que há muito tempo, o local deixou de ser um dos mais importantes equipamentos da cidade. Segundo os comerciantes, a sensação é de abandono, o fluxo de pessoas diminuiu muito de uns tempos pra cá, e a causa da baixa no movimento é principalmente a infraestrutura decadente da rodoviária.

A situação é tão crítica, que a reforma dos banheiros e de outras poucas áreas da rodoviária já trouxe esperança e ânimo para os usuários e comerciantes. “Já faz um tempo que andei aqui. Acho que está melhor, mas ainda precisa melhorar muito, por que o banheiro não tem porta. Hoje não tem tanto mau cheiro, já esteve pior”, disse dona Márcia da Silva, moradora de Nova Descoberta (PE).

Usuários fazem críticas aos sanitários

Os banheiros são os principais alvos de reclamação. Hoje, ainda com a reforma em andamento, já é possível notar algumas melhorias como conta dona Márcia. Segundo Caroline Souza, a segurança também foi reforçada. “O banheiro feminino melhorou, o masculino ainda está uma porcaria. No banheiro feminino colocaram espelho e renovaram a cerâmica. Antigamente tinha muitos pedintes e usuários de drogas, hoje eu me sinto mais segura, era uma coisa que incomodava e a gora colocaram uns seguranças, então já melhorou”. A estudante relata que “o mau cheiro do banheiro masculino ainda incomoda bastante, a falta de bebedouro, também é complicada”, segundo ela, fundamental num espaço como este.

Comerciante há mais de vinte anos, Fabiane Gomes conta que desde quando começou a trabalhar no local, essa é a primeira vez que ela vê uma reforma na rodoviária. “Graças a Deus os banheiros estão sendo reformados; a obra está atrasada, mas já estão terminando. O problema é o mau cheiro do banheiro masculino, por que o pessoal da empresa só vem lavar dia sim dia não. Às vezes eles passam uma semana sem lavar, os passageiros não aguentam nem ficar aí”.

Mau cheiro atrapalha comércio

“Para mim que trabalho com comida, traz prejuízo por que o freguês não vem. Quem vai comer no fedor? Eu espero que com as reformas o movimento aumente, por que a rodoviária de Petrolina era cheia de “nóia”; ainda tem, mas graças a Deus nós temos segurança durante o dia e a noite. Hoje a gente pode circular aqui dentro, mas antes não podia por que os passageiros eram roubados. A rodoviária é o cartão postal da cidade, e não pode ficar assim, uma vergonha dessas. Uma área de lazer aqui dentro não tem, aqui é moradia das muriçocas”, completou.

Obras

Um encarregado da obra que não quis gravar entrevista, adiantou que a reforma dos banheiros deve ser concluída dentro de 15 dias.Tentamos gravar com o gerente da Socicam, mas o mesmo informou que não era autorizado a falar e orientou que entrássemos em contato com a empresa, através de e-mail.

Por e-mail a nossa produção solicitou uma nota a Socicam, para que a empresa pudesse responder aos questionamentos dos entrevistados, bem como alguns questionamentos sobre a reforma que está sendo feita na rodoviária de Petrolina. Até o momento não obtivemos respostas.

Deixe uma resposta