Registrada segunda morte por chikungunya no Recife

Foi registrada, na sexta-feira (18), a segunda morte por chikungunya no Recife. A vítima foi uma mulher de 54 anos que morava no bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife. Ela faleceu no dia 30 de janeiro, mas apenas nesta semana a causa da morte foi confirmada pela Secretaria Executiva de vigilância do município. De acordo com o secretário de saúde da cidade, Jaílson Correia, existe a ciência de que a chicungunha é uma doença pode causar a morte e registro desta semana “reforça toda a mensagem do controle do mosquito do Aedes Aegypti”.

“Nós procuramos fazer uma capacitação com toda a equipe da saúde para saberem manejar melhor os casos. A partir do dia 23 haverá uma agenda específica para isso. Também foi feito um protocolo para aquisição de medicamentos”, disse o secretário, referindo-se às ações desenvolvidas na cidade. O primeiro caso de morte por em decorrência de contágio com chicungunha foi registrado pela Prefeitura do Recife no dia 8 de março. Ele dizia respeito ao falecimento de uma paciente de 88 anos no dia 21 de fevereiro. A senhora estava internada em um hospital particular do Recife. Os nomes das vítimas não são divulgados.

De acordo com a Secretaria de Vigilância à Saúde, até a 9ª Semana Episdemológica de 2016, foram notificados 24 óbitos com suspeita de dengue. Em cinco desses casos foi confirmado que o motivou da morte era outro. “Nessa fase de análise dos casos e nessa fase de surto há uma tendência de alerta maior dos profissionais que podem colocar na notificação. O que tem que haver observação é com os casos confirmados”, completou Correia.

Com informações do Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta