Julianeli Tolentino tomará posse hoje em Brasília para o segundo mandato de Reitor da Univasf

????????????????????????????????????

O reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Julianeli Tolentino de Lima, será empossado hoje (6), em Brasília, no Edifício Sede do Ministério da Educação (MEC), para o segundo mandato como dirigente da instituição, quadriênio 2016-2020. O ato de nomeação asinado pela presidente Dilma Rouseff foi publicado no último dia 29 de março, no Diário Oficial da União (DOU).

O evento que será presidido pelo ministro Aloizio Mercadante poderá ser acompanhado pela Internet, com transmissão ao vivo da TV Caatinga.

A indicação de Julianeli, o primeiro nome da lista tríplice encaminhada ao MEC para escolha do reitor da Univasf, ocorreu por votação no Conselho Universitário (Conuni) que referendou o resultado da pesquisa eleitoral informal realizada junto à comunidade acadêmica em novembro de 2015, na qual a chapa formada por ele e pelo vice-reitor Telio Nobre Leite recebeu mais de 53% dos votos de estudantes, professores e técnico-administrativos, percentual que lhes garantiu a reeleição em primeiro turno.

Empossados no primeiro mandato em fevereiro de 2012, Julianeli e Telio deram início ao Programa de Gestão Participativa e Democrática, cujos princípios nortearam as ações nas áreas de ensino, pesquisa, extensão e administrativa, entre as quais, a expansão para o município de Paulo Afonso (BA) que marcou o funcionamento do segundo curso de Medicina oferecido pela Univasf, a abertura do sexto campus, terceiro no estado da Bahia, uma das mais jovens universidades do País que tem como missão o desenvolvimento regional, no âmbito da política de interiorização das instituições federais de ensino superior, iniciada há pouco mais de uma década.

Os investimentos também possibilitaram a ampliação da oferta de graduações presenciais nos campi de São Raimundo Nonato (PI) e Senhor do Bonfim (BA), novos programas de pós-graduação stricto sensu, cursos de graduação, especialização, de formação de professores e extensão na modalidade de Ensino a Distância (EAD), presente em diversos polos de municípios do semiárido. Outro beneficío com impacto direto na formação dos estudantes, a incorporação do antigo Hospital de Urgências e Traumas (HUT) pela Univasf, sob gestão da Empresa Brasileira de Serviços Hospitales (Ebserh), configurando-o como hospital universitário, importante equipamento para a população de quase 60 municípios.

Além de melhorias na infraestrutura de todos os campi, novos equipamentos foram entregues à comunidade, a exemplo da nova biblioteca, auditório, laboratórios e salas de aula no campus de São Raimundo Nonato, os três primeiros Restaurantes Universitários (RUs), inaugurados entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015 nos campi de Petrolina (Sede/Ciências Agrárias), em Pernambuco, e de Juazeiro (BA). No final do ano também foi inaugurado, em Petrolina, no Campus Sede, o Complexo Esportivo, vinculado ao Colegiado de Educação Física, integrando diferentes projetos e onde foram investidos mais de R$ 5 milhões. Na área de comunicação, o projeto da TV Universitária da Univasf é efetivado em 2012 com a primeira transmissão da TV Caatinga, em pleno funcionamento, em plataforma digital, com produção de conteúdos e transmissões ao vivo pela Internet.

Entre os avanços Julianeli enfatiza a maior autonomia aos setores de base na definição das prioridades de investimentos institucionais; isonomia na distribuição do orçamento, também viabilizada pelo sistema de Levantamento de Demandas Setoriais (Leds) com calendário regular para recepção dos pedidos e execução dos procedimentos para as respectivas aquisições; a participação dos estudantes nos processos decisórios, por meio da Câmara de Assistência Estudantil (CAE), composta por 70% de representação discente, instância com poder deliberativo sobre a aplicação dos recursos financeiros do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), complementados com fomento da universidade.

Com base no Programa de Gestão Participativa e Democrática também foram criados os Fóruns Permanentes, instituídos como ambientes formais de interlocução com a administração superior, abrangendo cinco instâncias consultivas: discentes, técnico-administrativos, colegiados acadêmicos, pró-reitorias e administrativa, onde são discutidas pautas de interesse dos respectivos segmentos, cujas demandas são apresentadas em reuniões regulares com a Reitoria.

NOVOS PROJETOS

De acordo com Julianeli, a perspectiva para o segundo mandato é de consolidação das ações implementadas e a execução de novos projetos, conforme metas e diretrizes do novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) que deverá ser levado para apreciação do Conuni neste ano. Julianeli cita ainda, a necessidade de institucionalização dos fóruns, o fortalecimento da pesquisa e da pós-graduação, da extensão universitária, além de iniciativas que visam à internacionalização da universidade. “Estamos conscientes da responsabilidade que nos foi delegada e motivados para superar os novos desafios, diante de um novo cenário político e econômico do País”, afirma.

A equipe de pró-reitores, escolhida mediante candidaturas apresentadas à Reitoria já está definida. Os nomes foram divulgados em reunião do Conuni, no dia 21 de março. Para Pró-reitoria de Ensino (Proen), professora Mônica Tomé, do Colegiado de Psicologia; Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPPGI), professor Jakcson Guedes, do Colegiado de Ciências Farmacêuticas; Pró-reitoria de Assistência Estudantil (Proae), professora Marcia Medeiros, do Colegiado de Zootecnia; Pró-reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Propladi), técnico-administrativo Bruno Cezar Silva. À frente da Pró-reitoria de Orçamento e Gestão (Progest) e da Pró-reitoria de Extensão (Proex) permanecem os professores Antonio Pires Crisóstomo e Lúcia Marisy, respectivamente.

“Contamos com o apoio de uma equipe que dia-a-dia tem nos demostrado grande capacidade de trabalho, de fazer escolhas, que participa dos processos decisórios efetivamente. Escolhemos este caminho, não os caminhos mais fáceis, mas aqueles que possibilitam a consolidação dos espaços democráticos já constituídos, excelência acadêmica, maior qualificação dos nossos equipamentos e serviços e a inserção efetiva da nossa universidade na comunidade local”, ressalta Julianeli.

A cerimônia de posse, por ato do reitor, aos cargos de vice-reitor, pró-reitores e demais membros do corpo diretivo será realizada na Univasf em data a ser divulgada pelo Gabinete da Reitoria. “Não temos dúvida que o projeto construído neste período recente será fortalecido nos próximos quatro anos com a ampliação do diálogo, estimulo às atividades de pesquisa, ensino, extensão, iniciativas que envolvem diretamente os nossos estudantes, professores e técnico-administrativos”, avalia.

Com informações de Ascom

Deixe uma resposta