Romero Jucá anuncia licença do cargo de ministro do Planejamento

O peemedebista negou que tenha a intenção de atrapalhar as investigações da Lava-Jato e afirmou que, inclusive, tem "defendido separar o joio do trigo"/Foto: Edilson Rodrigues

O peemedebista negou que tenha a intenção de atrapalhar as investigações da Lava-Jato e afirmou que, inclusive, tem “defendido separar o joio do trigo”/Foto: Edilson Rodrigues

O ministro do Planejamento, Romero Jucá, anunciou, na tarde desta segunda-feira (23/5), que vai se afastar da pasta até que o Ministério Público se manifeste sobre o conteúdo dos áudios vazados, em que ele pede um “pacto” para supostamente barrar as investigações da Operação Lava-Jato.

Durante um rápido pronunciamento, Jucá disse que é um dos “construtores desse novo governo” e que não permitiria “de forma nenhuma que manipulações mal intencionadas” atrapalhassem a gestão de Michel Temer.

Assim como fez em entrevista coletiva concedida pela manhã, o peemedebista negou que tenha a intenção de atrapalhar as investigações da Lava-Jato e afirmou que, inclusive, tem “defendido separar o joio do trigo para que não pairem dúvidas sobre a classe política brasileira”.

Com informações do Correio Braziliense

Deixe uma resposta