Saiba como fazer boas compras no “Black Friday”

black friday

Sexta-feira (27) é dia de ficar atendo em busca de uma megapromoção de produtos, sejam vendidos pela internet ou em lojas físicas de todo o país. A ação do comércio é inspirada na chamada Black Friday, tradicional data de liquidação nos Estados Unidos (EUA), que acontece todos os anos na primeira sexta-feira depois do dia de Ação de Graças.

No Brasil, a data é realizada na última sexta-feira de novembro e ainda gera muita dor de cabeça aos consumidores. Para que o evento comercial não vire um dia mal assombrado como Halloween, montamos um breve passo a passo com dicas feitas por especialistas desde 2010, quando o evento começou no Brasil.

O 1º PASSO é SE INFORMAR, conferindo atentamente o Código de Ética para o Black Friday e as lojas aprovadas pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

Em síntese, o documento diz que as lojas se comprometem a não realizar ofertas falsas e a divulgarem o preço real do produto.

Contudo, há empresas que não são idôneas e são mapeadas por entidades como o Proteste.org.br ou a Serasa Experian. Ao entrar no site dos dois órgãos é possível consultar o CPNJ e o nome fantasia da empresa e conferir se ela está com tudo em dia com a Justiça e, principalmente, com o cliente.

O 2º e 3º PASSOS continuam sendo os mais eficientes. PESQUISE e COMPARE ofertas dos sites antes e durante a Black Friday.

Em alguns, os consumidores reclamaram das promoções que seguiam a fórmula “a metade do dobro”. Ou seja, as lojas que vendiam normalmente um produto por R$ 100 aumentavam para R$ 200 e depois ofereciam 50% de desconto na sexta-feira, vendendo pela “bagatela” de R$ 100.

Uma forma simples de saber se os produtos estão com preços realmente promocionais é fazer uma pesquisa de preços em pelo menos três estabelecimentos diferentes, com antecedência de pelo menos duas semanas. Mas se você esquecer de pesquisar com antecedência, há outras soluções. A internet é bastante criativa e existem diferentes sites que listam o histórico de preços.

Os serviços são gratuitos, mas ganham com propagandas. E como a ideia deste passo a passo não é fazer publicidade para ninguém, basta você acessar algum buscador de sua preferência (Google, Bing, Yahoo etc) e colocar as seguintes palavras-chave: “buscar desconto”, “comparar histórico de preços”. Certamente você vai encontrar diversos sites que oferecem esse serviço e  poderão te ajudar a mostrar os preços de um produto nos últimos dias e meses antes da promoção.

Diferente do que ocorreu principalmente em 2012, a Black Friday brasileira não é mais vista apenas como uma grande jogada de marketing sem efeitos reais de economia para o bolso do consumidor. Logo, você poderá encontrar preços convidativos. Mas, espere: todos sabemos que comprar por impulso pode doer muito no bolso no futuro.

4º PASSO é REFLITA bem e avalie se o seu orçamento contempla a compra de determinado produto e se você realmente precisa dele

(Com informações EBC)

Deixe uma resposta