Santa Cruz é favorito, mas Sport não é finalista por acaso

Enfrentar uma equipe arrumada como o Santa Cruz é muito mais difícil quando não se tem um time encaixado, que é o caso do Leão/Foto:André Nery-JC Imagem

Enfrentar uma equipe arrumada como o Santa Cruz é muito mais difícil quando não se tem um time encaixado, que é o caso do Leão/Foto:André Nery-JC Imagem

Apesar de ser final e de existir todo o histórico de um clássico, podemos dizer que o Santa Cruz é favorito nas decisões do Pernambucano deste ano. Não somente porque ganhou o Nordestão, mas porque está mais arrumado do que o Leão neste momento da temporada. Se existe um lado para a balança do duelo pender é o lado coral.

Obviamente que isso não significa que o Santa já é campeão. Em Pernambuco mesmo temos vários exemplos de finais em que o favorito não levou. O próprio Tricolor já provou isso quando superou os rivais da capital estando em divisões inferiores do Brasileirão. O caso mais emblemático foi em 2011, quando o clube do Arruda levou o Estadual.

Também há de se levar em conta que do outro lado existe um adversário com muita qualidade. O Sport não chegou até a final por acaso. Vale lembrar que não perdeu para o próprio Santa Cruz nesta temporada. Além disso, tem o aspecto do fator surpresa do técnico Oswaldo de Oliveira, que fará o seu primeiro jogo no comando dos rubro-negros.

Ainda assim o favoritismo coral existe e deve ser levando em conta. Por mais que futebol não seja uma questão de lógica, há um certo raciocínio que faz os favoritos ganharem, ainda mais quando esse favoritismo leva em consideração o aspecto tático. Enfrentar uma equipe arrumada como o Santa Cruz é muito mais difícil quando não se tem um time encaixado, que é o caso do Leão.

Com informações do Blog do Torcedor

Deixe uma resposta