Santa Cruz e Sport buscam vitória por motivos distintos

Mesmo sem taça envolvida, há um clima de decisão entre os times/Foto:Diego NigroMesmo sem taça envolvida, há um clima de decisão entre os times/Foto:Diego Nigro

Não é final de campeonato, mas o clássico desta quarta-feira, às 21h, entre Santa Cruz e Sport, no Arruda, tem um sabor especial para tricolores e rubro-negros. Pelo lado dos donos da casa, que estão em terceiro na Série A com 8 pontos, a chance de emplacar uma sequência de 19 partidas invictas na temporada, algo que ocorreu pela última vez em 2005. Já no lado dos visitantes, a oportunidade de acabar não só com o jejum de vitória, que já está em oito jogos, como também de aliviar a pressão que ronda a Ilha do Retiro ultimamente – o Leão é lanterna do Brasileirão com apenas um ponto. Além disso, vale o tira-teima das duas equipes na temporada. Até agora, foram quatro confrontos com uma vitória para cada lado e dois empates. Portanto, mesmo sem taça envolvida, há um clima de decisão entre os times.

Tricolor humilde

Apesar de ter começado o campeonato melhor do que o rival, o Santa Cruz é 100% humildade quando o assunto é o favoritismo no Clássico das Multidões. Do técnico aos jogadores, todos pregaram respeito ao Sport e consideram o confronto mais uma partida difícil do Brasileirão. “Na minha forma de trabalho no futebol, o jogo mais importante é o próximo. Em um clássico sempre existe uma atmosfera diferente”, afirmou o técnico Milton Mendes.

Em relação ao time, o comandante coral vai repetir quase a mesma escalação que empatou com a Chapecoense por 1×1 na última rodada. A única mudança é a saída do lateral-esquerdo Tiago Costa, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O técnico não pensou duas vezes e o novato Roberto vai ser o seu substituto. Além de Tiago, Mendes não poderá contar com o zagueiro Néris, o lateral-direito Vitor e o volante Wellington Cezar. O trio está vetado pelo departamento médico.

Leão definido

O Sport não vai com mistério para o clássico. O técnico Oswaldo de Oliveira deve repetir a escalação do time que perdeu para o Corinthians, no último sábado. De mudança mesmo só a postura da equipe. O objetivo é reagir na temporada, afinal já são 8 jogos sem vencer. E nada melhor do que reencontrar a vitória contra o rival histórico. “Temos pressão todos os dias. Mas nestes momentos difíceis temos que trabalhar quietinhos”, disse o meia-atacante Diego Souza. O camisa 87 enfrentará pela primeira vez o Tricolor.

Durante a preparação, Oliveira resolveu preservar os seus jogadores no aspecto físico. Por isso, não fez treinos com bola com os titulares. Ainda assim, os rubro-negros garantem que vão entrar ligados, principalmente no ataque, que só marcou uma vez na Série A.

FICHA TÉCNICA – SANTA CRUZ X SPORT

Santa Cruz – Tiago Cardoso; Léo Moura, Alemão, Danny Morais, Roberto; Uillian Correia, João Paulo, Wallyson; Arthur, Keno e Grafite. Técnico: Milton Mendes.

Sport –Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Serginho, Rithely e Diego Souza; Éverton Felipe, Gabriel Xavier e Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Brasileirão (5ª rodada). Local: Estádio do Arruda, Recife (PE). Horário: Quarta, às 21h.Árbitro: Raphael Claus (SP). Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (Ambos de PE).

Com informações do Blog do Torcedor

Deixe uma resposta