“Se Osvaldo Coelho fosse vivo, era capaz de adoecer e morrer naquele instante dessa indicação” diz José Batista sobre indicação de Lossio

zé-batista2

O vereador foi enfático e diz que o prefeito de Petrolina virou as costas para quem foi seu padrinho político./ Foto: arquivo

O pronunciamento do candidato a sucessor de Julio Lossio (PMDB), prefeito de Petrolina, Sertão de Pernambuco, tem provocado reações de diversos políticos da cidade. Dessa vez, o vereador José Batista da Gama (PDT) criticou a escolha e afirma que se Osvaldo Coelho fosse vivo, morreria de desgosto.

“Ele procurou um boneco para ser o prefeito de Petrolina, uma marionete, uma Maria vai com as outras. Ele vai ser mais um pau mandado. Eu tenho que falar é do meu candidato que vai ser anunciado dia dois pelo governador de Pernambuco” alfineta o vereador.

De acordo com José Batista, depois dessa escolha o grupo do PMDB poderia estar havendo um racha. “Tem um boneco indicando outro. Vocês vão ver a qualquer momento o esfacelamento do grupo dele em indicar essa marionete a prefeito de Petrolina” afirma.

O vereador foi enfático e diz que o prefeito de Petrolina virou as costas para quem foi seu padrinho político, quando não indicou Guilherme Coelho (PSDB), que era o vice da cidade e agora ocupa o cargo de deputado federal.

“Se Osvaldo Coelho fosse vivo, era capaz de adoecer e morrer naquele instante dessa indicação. Ele está sendo ingrato com a memória de Osvaldo Coelho que quem foi que colocou ele na vida Pública em Petrolina” pontua.

Deixe uma resposta