Secretaria de Defesa Social de Pernambuco desencadeia “Operação Petardo” que investiga uso de explosivos por organização criminosa em Recife

Na manhã desta quinta-feira (29), a Secretaria de Defesa Social, através da Polícia Civil de Pernambuco, desencadeou a 44° Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada “PETARDO”. A operação tem o objetivo de cumprir mandados de prisão em desfavor de suspeitos pela prática de organização criminosa e uso irregular de material explosivo com atuação na cidade de Recife e Região metropolitana.

Ao todo serão cumpridos sete Mandados de Prisão Preventiva e um mandado de condução coercitiva expedidos pelo Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Recife. Do total de mandados, quatro são de pessoas que já estão recolhidas no complexo prisional do Curado e três são de alvos soltos. Na execução do trabalho operacional, participam cerca de 40 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Prisões

Em uma parcial divulgada pela polícia, a operação já contava com 100℅ de aproveitamento com 11 presos, sendo 09 mandados de prisão preventiva cumpridos, entre eles, 03 contra detentos do sistema prisional (Complexo do Curado) que foram presos durante à investigação e mais 02 presos em flagrante delito por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Um deles confessou a tentativa de latrocínio de um policial militar na Av. Antônio de Góes, Boa Viagem. 

Durante às buscas, foram apreendidos Cocaína, pistola Glock, balança de precisão, além dos 3kg de explosivos apreendidos durante às investigações e que seriam utilizados para destruir o muro do complexo prisional do Curado, em Jaboatão dos Guararapes, com o objetivo de promover uma fuga em massa de detentos daquele estabelecimento prisional.

Os materiais apreendidos serão encaminhados a 3ª Delegacia Seccional de Polícia – Boa Viagem, onde, às 7h, será apresentado o balanço parcial da operação pelo Diretor da DIM.

Investigações

As investigações tiveram início há nove meses e foram efetuadas pela pela 3ª Delegacia Seccional de Polícia – Boa Viagem, com assessoria do Núcleo de Inteligência – NI/DIM, com o apoio operacional da Diretoria de Inteligência da PCPE -DINTEL.

A operação é supervisionada pela Chefia da Polícia Civil e coordenada pela DIM – Diretoria Integrada Metropolitana, a GCOM – Gerência de Controle Operacional Metropolitana e pela 3a Delegacia Seccional de Polícia – Boa Viagem.

Deixe uma resposta