Secretaria de Educação e Sindicato avançam em pautas em favor do servidor

(Foto: ASCOM)

Cumprindo seu compromisso em receber regulamente a representação sindical dos profissionais em Educação, a secretária da pasta em Petrolina, Maéve Melo, esteve reunida nesta quinta-feira (22), com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsemp); a Associação dos Professores e representes de outras categorias do setor para encaminhar demandas e encontrar soluções para os anseios dos servidores.  O encontro aconteceu no gabinete da secretária.

Na pauta da reunião, questões referentes ao recesso escolar; a condição salarial dos secretários escolares; a nova normatização dos professores readaptados; a nomenclatura dos professores alfabetizadores e informações sobre o precatório do Fundeb. De acordo com Inês Silva, vice-presidente do Sindsemp, o encontro foi bastante proveitoso.

“Essa é mais uma reunião de tantas outras que temos com a secretária. Sentar para tratar com alguém que entende, que vive a educação, que conhece a Rede é muito importante. Saímos entusiasmados. Percebemos a boa intenção de Maéve em nos ouvir, a apontar saídas e soluções. Assim,  ganha o município, ganha a luta sindical e ganha toda sociedade”, frisou.

O presidente do Sindsemp, Walber Lins, destacou os avanços conquistados na educação nesta gestão e ressaltou a postura da gestora da pasta no diálogo com a categoria.

“Temos uma excelente relação com a Secretaria de Educação e, aqui, ressalto a condição técnica da secretária que é e bem sensível aos anseios dos servidores da Educação. Destaco os avanços na normativa do recesso escolar, estendendo aos assistentes de criança que antes não tinham o direito; o debate acerca da nova nomenclatura dos professores alfabetizadores que a secretária se comprometeu em estudar e enviar uma emenda na lei substitutiva refazendo o texto; a normativa em favor dos servidores readaptados que está em fase de conclusão e de responsabilidade da companheira Rosane Costa; a criação do Grupo de Trabalho para estudar os impactos financeiros da reserva do 1/3 hora aula-atividade e também da gratificação de difícil acesso dos secretários escolares. Estamos avançando no diálogo, na convivência e resolutividade das ações”, destacou.

A secretária de Educação do Município, também avaliou de forma positiva o encontro e se comprometeu em continuar aberta a mesa de diálogo com os servidores.

“Sou educadora, já fui servidora da Educação do município de Petrolina e sou sensível à demanda da categoria. Junto com o sindicato e com a associação estamos em busca de soluções para demandas que antigamente não foram bem planejadas e, agora, serão rediscutidas. Sabemos que já avançamos muito, mas vamos continuar com muita responsabilidade, pois tudo que me comprometo é com base em estudos de viabilidade administrativa e econômica. Saímos daqui com outras reuniões marcadas para avançar nas conquistas da categoria. Temos essa orientação do prefeito Miguel Coelho em ter uma relação de proximidade e cuidado com os servidores do município e estamos buscando atender a esta recomendação da melhor forma possível, ainda que, a princípio, não tenhamos condições de atender a todos os pleitos”, pontuou.

Deixe uma resposta