Secretário de Governo e Agricultura destaca ações no interior de Petrolina

Simão fala em resgate e valorização ao homem do interior (Foto: Arquivo)

Melhorias nas estradas, iluminação, mais lazer, saúde e suporte técnico ao homem do campo. É assim que a Prefeitura de Petrolina quer trabalhar para recuperar a autoestima do agricultor. De acordo com o secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando, até 2020 diversas ações serão aplicadas com o intuito de fortalecer a população rural.

De imediato a pasta está realizando o peixamento das barragens, como a de Pau Ferro. Rajada e Cristália também estão na programação e os interessados em receber os peixes distribuídos gratuitamente pela Prefeitura de Petrolina podem entrar em contato com a secretaria de Agricultura.

LEIA TAMBÉM:

Secretário de Governo e Agricultura cita diálogo com a comunidade para sucesso das ações em Petrolina

“A gente vai fazer um repovoamento com várias espécies. Estamos soltando esses alevinos e está sendo bem aceito. Vale salientar que as barragens que são para consumo humano não devem receber esses alevinos, estamos soltando nas barragens para consumo animal. Qualquer pessoa pode nos procurar munidos do seu GTA, a Guia de Transporte Animal”, explica o secretário.

Os agricultores podem se dirigir à Prefeitura de Petrolina e na secretaria de Agricultura, hoje funcionando próximo a Havan (na Avenida Honorato Viana) e que logo se mudará para as redondezas da Praça do Galo, no Centro. Outra cobrança do homem e da mulher do campo é a recuperação das estradas também está na lista de serviços. Em três meses, afirma Simão, já foram recuperados 300 km, contemplando localidades como Caititu e Uruás.

Metas para o final do mandato

O mandato do prefeito Miguel Coelho termina em dezembro de 2020 e segundo Simão, muitas ações serão levadas ao interior. “Estamos atrás de recurso para voltar o programa de cisternas de polietileno implantadas quando Fernando Bezerra era Ministro da Integração, para deixar Petrolina com cobertura de 100%. A gente também está fazendo esse trabalho de obter recurso para o melhoramento genético do rebanho”, afirmou.

Em pauta ainda estão o reflorestamento da caatinga – em parceria com a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e Aeronáutica – tratamento de água para consumo humano e o reuso da chamada água cinza, através de parceria com o IF-Sertão e da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). “A água cinza é a água da torneira que a dona de casa usa para lavar a roupa e do chuveiro a gente vai fazer um tratamento para irrigar a palma”, finalizou Simão.

Deixe uma resposta