SEDUC apresenta Relatório Preliminar do Plano Municipal de Educação de Juazeiro

(Foto: Divulgação)

Durante audiência pública na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (13) a Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) de Juazeiro apresentou o Relatório Preliminar de Acompanhamento e Monitoramento do Plano Municipal de Educação.

A apresentação aconteceu de acordo com a Lei municipal nº 2.541/15, prevê as avaliações a cada dois anos, e esta foi a primeira a ser realizada. A secretária da SEDUC, Lucinete Alves apresentou as 20 metas estabelecidas pelo PME, e falou também sobre os desafios e avanços da Educação no município.

“A Rede Municipal de Ensino conseguiu muitos avanços dentro das Metas do PME, com destaque para a Educação Infantil, onde triplicamos a oferta de vagas para as crianças de 0 a 5 anos; a Educação Especial com o atendimento especializado para alunos com deficiência; a melhoria da infraestrutura das escolas, com reformas, ampliação e climatização, atendendo quase 80% das unidades da Rede; a formação continuada dos professores, entre outros”, pontuou Lucinete. A secretária também solicitou o apoio dos educadores, autoridades e das pessoas presentes para juntos conseguirem alternativas e enfrentar os desafios, que ainda são muitos, destacando os Investimentos Públicos em Educação a nível Federal, que deixam a desejar. Dentro das metas estabelecidas pelo PME foram apresentadas a situação da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e Médio, Educação Superior, Formação Profissional, Educação Especial, Educação Integral, Alfabetização, Qualidade na Educação Básica, Educação do Campo, Educação de Jovens e Adultos, Valorização do Magistério, Plano de Cargos e Carreira, Gestão Democrática e Investimento Público em Educação.

Ao final da apresentação do relatório, a plenária fez suas considerações. “Este é um momento muito oportuno para pensar a Educação. A UNEB tem um núcleo de Educação Infantil e uma das nossas metas é dialogar com a SEDUC, buscar essa parceria para envolver os nossos alunos de Pedagogia e poder vivenciar essa experiência dentro das escolas municipais”, sugeriu a representante da UNEB, Francis Santana.

O professor da Univasf, Nilton de Almeida representante do Conselho Municipal de Igualdade Racial cobrou a aplicação da Lei da LDB, que diz respeito ao ensino das Histórias e Culturas Afro-brasileira e Indígena nas escolas. “O Conselho está à disposição da SEDUC, e vamos trabalhar nos próximos seis meses para que isso seja efetivado”, evidenciou. “Precisamos que a escola dialogue sobre as questões que envolvem a comunidade LGBT. Fizemos algumas propostas para que seja inserido no Plano como a inserção obrigatória no currículo das escolas municipais, as temáticas Gênero, Sexualidade, Preconceito e Intolerância”, destacou o professor e presidente do Conselho de Direitos Humanos, William Soares.

O presidente da Câmara de Vereadores, Alex Tanuri parabenizou a secretária Lucinete pelo trabalho que vem desenvolvendo a frente da pasta da Educação, e se colocou à disposição para contribuir no que for preciso. “Acreditamos no prefeito Paulo Bomfim, que está dando continuidade à transformação na Educação de Juazeiro, que começou no Governo Isaac Carvalho. Tenho certeza que a Educação vai melhorar ainda mais nos próximos anos, porque esta equipe de professores, gestores e educadores da Rede são comprometidos com o desenvolvimento da nossa cidade”, finalizou o vereador.

Estavam presentes na audiência vereadores, a presidente do Conselho de Educação, Rosilda Carvalho, representantes da equipe técnica, do Fórum Municipal de Educação, da UNEB, Univasf, entre outras instituições.

Deixe uma resposta