Senador e Prefeito da região do São Francisco, são citados na lista da PF no caixa 2 da Odebrecht

policia federal pf

Documentos apreendidos pela Polícia Federal listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 24 partidos políticos. É o mais completo acervo do que pode ser a contabilidade paralela descoberta e revelada nesta semana, pela força-tarefa da Operação Lava Jato. As planilhas estavam com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, e conhecido no mundo empresarial como “BJ”. Foram apreendidas na 23ª fase da operação Lava Jato, batizada de “Acarajé”, realizada no dia 22.fev.2016.

Da região do Vale do São Francisco estão na lista os seguintes políticos: o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e o prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho (PC do B).

As planilhas são riquíssimas em detalhes –embora os nomes dos políticos e os valores relacionados não devam ser automaticamente considerados como prova de que houve dinheiro de caixa 2 da empreiteira para os citados. São indícios que serão esclarecidos no curso das investigações da Lava Jato.

Os documentos relacionam nomes da oposição e do governo: são mencionados, por exemplo, Aécio Neves (PSDB-MG)Romero Jucá (PMDB-RR), Humberto Costa (PT-PE) e Eduardo Campos (PSB), morto em 2014, entre vários outros.

Em nota o prefeito Isaac Carvalho garante não ter recebido nenhuma doação oficial ou extraoficial da Odebrecht para sua campanha. O prefeito informa ainda que não existe sequer uma obra em Juazeiro – concluída ou em andamento – realizada pela Odebrecht e, portanto, não mantém nenhum tipo de ligação com a empreiteira. Ainda aguardamos a nota da assessoria do senador Fernando Bezerra, também citado na operação.

Com informações de Fernando Rodrigues

2 Comentários

  • Sempre Atento

    24 de março de 2016 at 08:18

    Sobre as ultimas notícias de políticos da nossa região envolvidos com a doação da Odebrecht isto é uma vergonha,agora quero lembrar um nome de honestidade que nunca se ouviu falar de corrupção o senhor OSVALDO COELHO.Pois o mesmo era um homem batalhador e morreu lutando pela nossa cidade e região e mesmo assim um povo mal agradecido que nunca reconheceram seu trabalho,por isso tinha políticos que saíram do lado dele,pois o mesmo não dava dinheiro a ninguém,quem dá dinheiro de graça deve roubar em algum lugar,como tem muitos por aqui consertando asfaltos tirando de algum lugar ,e depois fica dizendo que tirou dinheiro de seu bolso ,me engana que eu gosto.Petrolina cuidado neste santos vamos botar todos pra fora.E digo mas uma coisa se o tribunal de contas fizesse um investigação nesta câmara sobre cargos fantasma, muito nego desta casa sairia preso.

    Responder
  • marcos antonio brasil

    24 de março de 2016 at 10:30

    Ninguém falou de um nome de um pernambucano que aparece na lista de políticos que receberam doação. trata-se de Orlando Tolentino, que está na lista disponibilizada por Fernando Rodrigues do UOL. A informação está no Arquivo 9 página 20. É o Tolentino de Petrolina? teria ele recebido para o Prefeito Júlio Lóssio?

    Responder

Deixe uma resposta