Servidores Municipais de Petrolina acatam proposta de 10.67% de revisão salarial

sindsemp assembleia

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, 31, os servidores públicos municipais de Petrolina aceitaram, por ampla maioria, a nova proposta do Executivo para o projeto de Lei que versa sobre o reajuste salarial. O encontro foi realizado no auditório da Câmara de Vereadores e contou com centenas de trabalhadores.

A proposta aprovada contempla o pagamento de 10.67% de revisão inflacionária em dois momentos: 5% de imediato e 5.67% de forma escalonada acompanhando o incremento da receita. De acordo com a prefeitura, em 30 de julho será realizada uma análise do balancete financeiro da gestão, caso as contas públicas tenham um incremento de R$14 milhões, será concedido ao servidor este valor, ou sua representação proporcional.

Após a apreciação da assembleia, a diretoria do sindicato que representa os servidores municipais, o Sindsemp, entregou aos vereadores o resultado da consulta para que os parlamentares pudessem votar no projeto, acordo feito em reunião previamente realizada. O projeto foi aprovado por maioria absoluta dos parlamentares presentes.

“Foi um avanço. Fruto da nossa luta. Não concordamos com aquela primeira proposta e continuamos na mesa de negociação que culminou com essa nova situação. A categoria decidiu seguir essa proposta, mas continuaremos na luta pela revisão geral anual. Estaremos atentos para que o projeto seja implementado. Não vamos deixar de ficar mobilizados”, pontua Walber Lins, presidente do Sindsemp.

Durante o debate do projeto, os vereadores Manoel da Acosap, Pérsio Antunes e Ronaldo Cancão apresentaram uma emenda suprimindo o artigo que resguardava o direito para as categorias sem lei específica de reajusta. A emenda foi apreciada pelo plenário e aprovada. Com o novo entendimento, todas as categorias do quadro municipal receberão o reajuste como determina a Lei.

Para a servidora Maria Claudia, a decisão dos colegas foi ‘a melhor saída’. “Não estamos conformados, mas foi um avanço. Lutaremos por nossos direitos sempre, mas essa proposta, por ora, contempla nossos anseios. A condução do Sindicato foi bastante propositiva, ouvindo, abrindo o dialogo e priorizando sempre o desejo da maioria dos servidores. Agora vamos continuar atentos, pois novas lutas virão”, ressalta.

Deixe uma resposta