Servidores municipais param atividades nesta quinta para acompanhar sessão

walber lins

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), Walber Lins, concedeu entrevista esta manhã (30) para o Blog Waldiney Passos e abordou temas como a campanha salarial dos servidores e a proposta oferecida pelo município as categorias. Para ele, o ajuste de 5% é muito abaixo do que merece o funcionalismo público.
“O salario base dos servidores não vai chegar nem ao salário mínimo, fica num extremo descontentamento, por que a categoria de longe, não enxerga isso como um ajuste, ela enxerga isso de certa forma como uma condição aviltante, não merecedora, não valorizadora do servidor público municipal. “
Ele ressaltou que uma das características motivacionais para ingressar em cargo público é o salário “se você não tem o reconhecimento dessa remuneração, se você não é bem remunerado, você também não é bem reconhecido. Seu serviço não se entende como bem reconhecido”.
E avisou que amanhã haverá paralisação, em regime de assembleia, para que todos os servidores possam ir a Câmara municipal acompanhar a votação da proposta do executivo. O projeto foi retirado de pauta na última terça-feira (29), segundo walber,  a pedido do sindicato por haver pontos que não foram discutidos.

O presidente afirma que o canal de diálogo entre o sindicato e o município continua aberto, mas caso o governo municipal não se sensibilize e faça a mudança no reajuste, mantendo sua atual posição, os servidores junto com o sindicato podem chegar a um estado de greve “se não houver a gente vai começar realmente conduzir toda sistemática de paradas e se não houver uma discussão e um fechamento em cima da revisão anual geral, podemos chegar a uma situação extrema”. afirmou Walber Lins.

Deixe uma resposta