SESC abre janelas culturais em Petrolina com Festival Janeiro Tem Mais Artes

A cidade de Petrolina, no sertão pernambucano, abre alas para o incentivo à cultura popular por meio do Festival Janeiro Tem Mais Artes do SESC da cidade. A programação do evento que será aberta nesta sexta-feira, 22, terá a exposição Máscaras, do artista plástico Sebastião Simão a partir das 16 no SESC, no Centro do município.janeirotemmaisartes1

De acordo com a coordenação do evento as máscaras, inspiradas nas artes Kathakali, Commedia Dell Arte e tradições ritualísticas, dão as boas vindas ao público no Hall do Teatro Dona Amélia.

Depois, às 19h, na Biblioteca o convite é uma viagem pela literatura de cordel e a cantoria com o lançamento do livro Claranã, da poeta pernambucana Cida Pedrosa, seguido de um recital com poesias da autora apresentado pelo grupo Pé Nu Palco. E concluindo a noite de abertura do festival, as cantoras Camila Yasmine e Carol Guimarães fazem a primeira apresentação do ano no Teatro Dona Amélia, às 21h, com o show Dolores Drinks, musical inspirado e ambientado em um bordel.

No sábado (23) a programação do Janeiro Tem Mais Artes começa às 17h, no Teatro Dona Amélia com a Cia de Máscaras de Olinda – PE apresentando A Revolta das Chupetas. Um teatro de bonecos que conta a história de Teleco, menino dentuço que inventa brinquedos e geringonças e se mete em muitas aventuras. A mesma companhia volta ao palco às 20h, com o Mistério das Figuras de Barro, do escritor pernambucano Osman Lins. Um espetáculo que discute a sociologia religiosa popular nordestina em meio a uma fábula imaginosa e mítica de um triângulo amoroso.

E no domingo (24), às 20h, também no Teatro Dona Amélia, o público poderá desvendar os segredos de Cordelina, uma mulher viajante e sua carroça cheia de estórias. O espetáculo teatral encenado pela Trupe Puxincói – Teatro e Variedades de Ingazeira – PE tem a direção de Odília Nunes.

Na segunda-feira (25), a programação começa às 16h, na Biblioteca com a conversa Máscaras: raízes e percursos – encontro de artistas que nasceram na Cia Máscara, dirigida por Sebastião Simão e segue às 18h, na Praça do Bambuzinho, onde se apresentam o Reisado do Lambedor, do município de Lagoa Grande e o Samba de Véio da Ilha do Massangano. E de volta ao Teatro Dona Amélia, às 20h, a Cia de Dança do Sesc apresenta a Mostra Dois Minutos para Dançar.

Deixe uma resposta