Sindsemp e Prefeitura se reúnem para debater rateio de recursos destinados a covid

Sexta-feira foi de manifestação na Secretaria de Saúde (Foto: Ascom Sindsemp)

A manhã dessa sexta-feira (20) foi de protestos dos servidores municipais da saúde de Petrolina. Eles foram até a Secretaria de Saúde reivindicar o rateio de recursos destinados ao monitoramento e rastreamento da covid-19. O Sindicato dos Servidores Municipais (Sindsemp) afirma que a gestão recebeu o recurso em outubro desse ano.

Após uma reunião com representantes da Prefeitura, o Sindsemp foi informado que o Poder Executivo está aguardando um parecer técnico do Ministério Público Federal (MPF) e Estadual (MPPE), o que atrasou o rateio com a classe.

Em nota, a Secretaria de Saúde disse que “junto com a Procuradoria Geral do Município, a Secretaria de Saúde está buscando verificar se existe uma forma legal de utilização do recurso, que é de R$ 528 mil, valor pago em parcela única”.

Confira a seguir a resposta da Saúde:

“A Secretaria de Saúde de Petrolina informa que foi procurada, na manhã desta sexta-feira (20), pelos servidores públicos municipais, junto com o sindicato da categoria, para tratar a respeito de um recurso oriundo do governo federal destinado ao rastreamento de novos casos da covid-19.

Junto com a Procuradoria Geral do Município, a Secretaria de Saúde está buscando verificar se existe uma forma legal de utilização do recurso, que é de R$ 528 mil, valor pago em parcela única.

Em tempo, a gestão municipal se coloca à disposição para eventuais dúvidas dos servidores”.

Deixe uma resposta