Sobrou para o governador. No Recife Paulo Câmara é criticado em ato contra Dilma.

PAULO CÂMARA - CRITICAS

As manifestações de protesto contra Dilma, no Marco Zero, no Recife, dedicaram até uma faixa ao governador Paulo Câmara, que tem dito não ver fundamentação jurídica contra a presidente. Há muita gente vestida de verde e amarelo no Recife Antigo, embora menos do que em Boa Viagem. Carros de som ampliam a fala de políticos de oposição, como Mendonça filho e Jarbas Vasconcelos.

Pelo face, os organizadores locais do evento, chamado de esquenta para o impeachment, pedem carga sobre o governador e o vice.

“Temos muitos motivos para comemorar. Uma vez iniciado o processo de impeachment, dificilmente ele vai ser freado. Agora é ladeira abaixo! Mas agora, mais de que nunca, e com a esperança renovada, precisamos voltar as ruas e pressionar nossa classe política! Temos que pressionar a todos, abaixo vai uma lista daqueles que apoiam o impeachment, daqueles que não apoiam e daqueles que ficam em cima do muro. Paulo Câmara – Governador de Pernambuco(PSB): É contra. PRESSÃO NELE! É CONTRA O POVO! Raul Henry – Vice Governador de Pernambuco(PMDB): EM CIMA DO MURO – PRESSÃO NELE!”

Em protesto no Recife Antigo, Jarbas Vasconcelos diz que Temer vai unificar o Brasil

O homem que produziu a faixa não aceitou identificar-se e disse que o nome era “zé do povo”. Já o desempregado Cláudio Anderson Cardoso não teve receio de dar o nome e apontar a faixa. Ele disse que havia votado em Paulo Câmara e que estava decepcionado com seu apoio à petista.

Apesar de esperarem por um público menor, os movimentos apostam novamente na pulverização dos atos Brasil afora.

Gustavo Gesteira, porta-voz do Vem pra Rua no Nordeste, falou sobre os motivo pelo qual está conclamando a população a sair às ruas: “Inciso 5º do artigo 85 que enseja o crime de responsabilidade previsto na Lei 1.790, de 1950 [que regula o impeachment]”.

“As pessoas comuns estão indignadas com a corrupção e os deSmandos na economia praticados por esse governo”, diz. Segundo ele, o movimento tem crescido na região, um tradicional reduto petista.

A manifestação foi marcada às pressas logo depois do presidente da Câmara acolher o pedido de impeachment assinado pelos juristas Helio Bicudo, Miguel Real e Júnior e Janaína Paschoal, que imputa à presidente o crime de responsabilidade pela prática das pedaladas fiscais neste ano e em 2014.

CRITICAS MANIFESTAÇÕES

(JC ONLINE)

Deixe uma resposta