Sport encara o Central para reencontrar o caminho das vitórias

sport

O adversário não poderia ser mais apropriado para o Sport colocar ponto final na sequência de três partidas sem vitória (dois empates e uma derrota) e assim encaminhar sua vaga às semifinais do Pernambucano. Na 3ª posição, com 10 pontos, os rubro-negros recebem na Ilha do Retiro, neste sábado (12), às 17h, pela sétima rodada, o Central, lanterna do Hexagonal do Título com modestos 6% de aproveitamento (um ponto).

Apesar da fragilidade do adversário, o Sport vai a campo com força máxima. O técnico Paulo Roberto Falcão não quer dar chance ao azar de um novo tropeço em casa. Na última vez em que atuaram na Ilha, no dia 2, pela Copa do Nordeste, os leoninos frustraram o seu torcedor com um empate por 2×2 com o Ríver-PI. Já os centralinos vem de um 0x0 contra o Santa Cruz, sábado passado, no Arruda.

Como é de hábito no Leão, Falcão fechou à imprensa o último treino antes da partida, não concedeu entrevistas e muito menos anunciou o time que mandará a campo. A principal interrogação é se manterá ou não a formação ofensiva que iniciou no meio de semana contra o Fortaleza, na Arena Castelão, pela Copa do Nordeste. Na ocasião, foram quatro homens mais adiantados: Gabriel Xavier, Reinaldo Lenis, Vinícius Araújo e Túlio de Melo. O mais provável é que mexa no sistema, retornando com o volante Luiz Antônio na vaga de um deles.

Outra mudança possível é no sistema defensivo. O zagueiro Matheus Ferraz cometeu contra o Fortaleza seu terceiro erro que resultou em gol para o adversário nessa temporada. Com a saída dele, quem deve ganhar a sua segunda chance como titular no Sport é o colombiano Oswaldo Henríquez, formando o miolo de zaga ao lado do veterano Durval.

“Falcão não falou a escalação de amanhã (hoje), mas sabemos que não fomos bem na partida contra o Fortaleza. Tivemos uma atuação muito abaixo no primeiro tempo e não podemos entrar da mesma forma contra o Central. Independentemente de quem iniciar, é o Sport que está jogando. Temos que fazer o nosso papel”, disse o volante Luiz Antônio. “De certa forma, é bom pegar um adversário que não está vindo embalado para que a gente possa ganhar e recuperar o moral. Mas acreditamos que vai ser um confronto difícil”, completou.

Para a partida, Falcão ainda não poderá contar com o meia Mark González e o atacante Johnathan Goiano, ambos vetados pelo Departamento Médico.

CENTRAL

O Central promete uma postura agressiva contra o Sport. O técnico Flávio Barros deve promover a entrada do atacante Candinho, formando o sistema ofensivo ao lado de Lourival, com o veterano Araújo centralizado na criação do meio-campo. Os desfalques da Patativa são os zagueiros Vinícius Santos e Henrique e o volante Daniel Paraíba, todos suspensos.

Deixe uma resposta