Sport encara o Fortaleza de olho na classificação antecipada à próxima fase

sport

A partida desta quarta-feira, contra o Fortaleza, no Estádio Castelão, às 21h50, pela 5ª rodada da Copa do Nordeste, será a 11ª do Sport na atual temporada. E pode ser a primeira com o técnico Paulo Roberto Falcão repetindo a equipe. Sem novos problemas de lesões ou suspensões, o treinador leonino, se quiser, poderá escalar a mesma equipe que entrou em campo no último domingo, no clássico contra o Náutico, pelo Campeonato Pernambucano. Entrosamento que pode render ao Leão um passo quase que definitivo rumo à classificação para as quartas de final da competição regional.

Com oito pontos, o Sport, que defende uma invencibilidade de oito jogos (cinco vitórias e três empates) pode garantir matematicamente a liderança do Grupo D e consequentemente a vaga à próxima fase em caso de vitória na capital cearense, aliada a um tropeço do River-PI, diante do Botafogo-PB, amanhã, em João Pessoa. No entanto, independente da outra partida da chave, muito provavelmente os 11 pontos já serão suficientes para os rubro-negros assegurarem uma vaga, mesmo que sendo entre um dos três melhores segundos colocados.

Por conta disso, a partida vem sendo encarada como a primeira grande decisão do Sport no ano. Tanto, que apesar da maratona de jogos, a ideia é mandar força máxima para Fortaleza. Com os jogadores que mais entraram em campo pelo clube na temporada. Dos 11 prováveis titulares, pelo menos nove já entraram em campo entre sete e dez vezes pelo Leão. O lateral-esquerdo Renê e o volante Luiz Antônio foram os únicos que atuaram em todas as partidas da temporada.

As exceções são o meia Gabriel Xavier, que vai para a sua quarta partida pelo clube e o atacante Vinícius Araújo, que após estrear contra o Náutico tem boas chances de ser mantido no time. Com isso, Túlio de Melo, artilheiro da equipe com quatro gols em sete partidas, deve continuar no banco de reservas.

Um dia antes da partida, Vinícius foi o único jogador a conversar com os jornalistas. E deixou transparecer que tem boas chances de começar o confronto. “O primeiro jogo é sempre mais difícil, tem aquele friozinho na barriga, ainda mais estreando em um clássico, um jogo importante para a torcida e para o clube. Mas já passou e agora as coisas tendem a acontecer naturalmente. Tenho certeza que amanhã vou ficar mais solto e mais a vontade dentro de campo”, afirmou o atacante, de 23 anos.

Fortaleza

Apresentado na última segunda-feira, o técnico Marquinhos Santos, 36 anos, é a principal novidade do Fortaleza para a partida contra o Sport. Ex-treinador das seleções brasileiras sub-15 e sub-17, e com passagens por Bahia e Coritiba, ele substitui Flávio Araújo, que teve 14 jogos à frente do Fortaleza, somando nove vitórias, dois empates e três derrotas. Só uma vitória interessa ao Tricolor do Pici em busca da classificação.

Com informações de Super Esportes

Deixe uma resposta