Jovem morre afogado na Orla de Juazeiro

Jovem mergulhou no rio e não voltou à superfície (Foto: 9º GBM/Divulgação)

Um jovem de 21 anos morreu afogado nesse sábado (21), na Orla II de Juazeiro (BA). A ocorrência foi registrada por volta de 6h, nas pilastras que são utilizadas por jovens para mergulhar no rio São Francisco. A vítima foi identificada como Luciano Bezerra, natural de Arcoverde (PE).

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, a vítima estava com um grupo de jovens. Acredita-se que eles passaram a noite ingerindo bebida alcóolica e foram para a Orla mergulhar no rio. Luciano pulou, mas não conseguiu voltar à superfície.

“Um pulou e não voltou, se afogou. A equipe de mergulho já foi acionada. A causa do afogamento foi imprudência“, destacou o tenente-coronel do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros, Tarcísio Ribeiro.

Migração de abelhas para zona urbana de Juazeiro é provocada por mudanças climáticas

Abelhas estão migrando para zona urbana (Foto: TV Bahia/Reprodução)

A migração das abelhas do interior a sede de Juazeiro foi destaque no Bahia Rural do último domingo (18). A matéria, veiculada a nível estadual, destacou as capturas dos enxames e também os fatores que influenciam na ida dos insetos a zona urbana.

As abelhas são do tipo africanizadas, resultado do cruzamento da africana com a europeia. Ou seja, são dos tipos defensivas e atacam para se defender. A migração para a zona urbana é reflexo das mudanças climáticas, somada à degradação ambiental da caatinga.

“Pode ser uma consequência do desmatamento, o impacto é óbvio. Nós temos o risco humano e animal. E nós podemos ter um impacto sobre as abelhas, porque em várias situações os enxames precisam sofrer intervenções”,  explica a bióloga do Centro de Conservação e Manejo de Fauna (Cemafauna Caatinga), Aline Andrade.

O Corpo de Bombeiros registrou 30 ocorrências apenas em setembro. O 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros (9º GBM) atua no suporte das remoções, que é feito pela ONG Abelha Viva e da Prefeitura de Juazeiro.

Após três dias de trabalho, Bombeiros encerram combate a incêndio em Campo Alegre de Lourdes

Trabalho foi encerrado de forma exitosa (Foto: 9º GBM/Cortesia)

A equipe do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar (9º GBM), de Juazeiro (BA), concluiu os trabalhos de combate a um incêndio florestal registrado no interior de Campo Alegre de Lourdes (BA). As chamas tiveram início na sexta-feira (9).

LEIA TAMBÉM

Bombeiros conseguem controlar incêndio florestal no interior de Campo Alegre de Lourdes

De acordo com o tenente-coronel Tarcísio Freitas, do 9º GBM, foram dois dias de combate às chamas. E após concluir de forma exitosa os focos, a equipe permaneceu no local para monitorar a situação. A área do incêndio fica localizada a 36km da sede de Campo Alegre de Lourdes.

Não há informações sobre o tamanho da área devastada. “Foi uma equipe com quatro soldados, sob o comando do Soldado Carneiro que é formado em curso de operações de incêndio. Foco de incêndio agora é zero”, disse ao Blog.