Em 15 dias, SEMAURB recolhe 18 animais de grande porte em Juazeiro

(Foto: Ascom)

Na primeira quinzena de novembro as ações da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) estiveram voltadas para apreensão de animais de médio e grande porte que circulavam pela zona urbana e bairros da cidade. Além da retirada de abelhas presentes em locais públicos e residências.

Entre cavalos, jumentos, vacas e mulas a equipe de apreensão de animais retirou dos logradouros públicos 18 animais de grande porte. De janeiro até a presente data, mais de 180 animais já foram recolhidos das vias públicas. De acordo com o Art 74 do Código de Polícia Administrativa, os animais encontrados nas vias e logradouros públicos, ainda que devidamente identificados, serão apreendidos e recolhidos ao curral municipal. Esses animais só saem mediante pagamento de multa que é aplicada por unidade. As multas têm uma variação de um a cinco VRF (Valor de Referência Fiscal) que descrito em espécie varia de R$ 129,05 a R$ 645,25.

SEMAURB intensifica apreensões de animais e retirada de abelhas em Juazeiro

(Foto: Ascom)

Durante o mês de outubro, as ações da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) estiveram voltadas para apreensões de animais de médio e grande porte que circulavam pela zona urbana e bairros de Juazeiro. Outro ponto intensificado pela secretaria foi a retirada de abelhas presentes em locais públicos e residências, esta ação é em parceira com o ‘Projeto Abelha Viva’ que desde 2016 vem capturando estes insetos da área urbana e direcionando para apiários na zona rural.

Até quinta-feira (31), foram apreendidos 15 animais de médio e grande porte. As espécies mais recolhidas são: cavalos, jumentos e burros. De janeiro até a presente data, mais de 160 animais já foram recolhidos das vias públicas. De acordo com o Art 74 do Código de Polícia Administrativo, os animais encontrados nas vias e logradouros públicos, ainda que devidamente identificados, serão apreendidos e recolhidos ao curral municipal. Esses animais  só saem mediante pagamento de multa que é aplicada por unidade. As multas têm uma variação de um a cinco VRF (Valor de Referência Fiscal) que descrito em espécie varia de R$ 129,05 a R$ 645,25.

Quanto ao trabalho de retirada das abelhas, este acontece em parceria com o ‘Projeto Abelha Viva’ e retirou 10 enxames ao longo dos 31 dias de outubro, estes distribuídos nos bairros: João Paulo II, Alagadiço, Alto da Maravilha, Piranga, Maria Gorete, Santo Antônio, Dom José Rodrigues, Antônio Guilhermino e na noite desta quinta-feira (31) foi feita a remoção de um enxame presente no Cemitério Central da cidade.

Prefeitura de Petrolina busca parcerias para combater mortandade de abelhas na região

(Foto: Jaquelyne Costa)

A situação de mortandade das abelhas tem chamado atenção ao redor do mundo e também no Vale do São Francisco. O tema vem mobilizando a Prefeitura de Petrolina, órgãos ambientais e demais seguimentos como o Ministério Público de Pernambuco.

Para discutir ações no intuito de evitar a extinção de variadas espécies de abelhas nativas da Caatinga o secretário de Governo e Agricultura (SEGOA), Simão Durando e o diretor-presidente da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), Marcelo Gama, estiveram reunidos com o coordenador geral do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga), Luiz Cezar Pereira e a ecóloga e pesquisadora do Centro, Aline Andrade.

Prefeitura de Petrolina busca parcerias para combater mortandade de abelhas na região

A situação de mortandade das abelhas tem chamado atenção ao redor do mundo e também no Vale do São Francisco. O tema vem mobilizando a Prefeitura de Petrolina, órgãos ambientais e de demais seguimentos como o Ministério Público de Pernambuco.

Para discutir ações no intuito de evitar a extinção de variadas espécies de abelhas nativas da Caatinga o secretário de Governo e Agricultura (SEGOA), Simão Durando e o diretor-presidente da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), Marcelo Gama, estiveram reunidos com o coordenador geral do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga), Luiz Cezar Pereira e a ecóloga e pesquisadora do Centro, Aline Andrade.

A parceria entre o Cemafauna e a Prefeitura de Petrolina rendeu. Desde setembro do ano passado, a formação do ‘SOS Abelhas’, um grupo formado por 36 membros com participação de outras instituições como o IF Sertão Petrolina, realiza resgate de abelhas, evitando que muitos enxames sejam exterminados, o que de acordo com a legislação brasileira se configura crime ambiental.

A sede do SOS Resgate de Abelhas da Cidade de Petrolina-PE funciona no Centro de Controle de Zoonoses em Petrolina e disponibiliza telefone para contato: (87) 3867-4774.

Petrolina: morte de grande número de abelhas leva MPPE a instaurar inquérito para descobrir as causas

Uma das causas prováveis do aumento da mortalidade coletiva das abelhas, nas proximidades de área de irrigação, é a utilização de agrotóxicos

Devido à observação dos criadores de abelhas da região de Petrolina de que um grande número desses insetos estão aparecendo mortos, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou um inquérito civil para investigar o motivo das mortes. Assim, o MPPE fez uma parceria com o Centro de Manejo de Fauna da Caatinga da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Cemafauna – Univasf) para colher dados e esclarecimentos científicos sobre o caso.
Uma das causas prováveis do aumento da mortalidade coletiva das abelhas, nas proximidades de área de irrigação, é a utilização de agrotóxicos. Segundo as primeiras análises da Cemafauna, existe a presença de substâncias químicas nas áreas cuticulares (pele) de abelhas que têm correlação com os pesticidas usados em lavouras agrícolas.

Reunião discute fortalecimento da cadeia produtiva do mel em Petrolina

Reunião com grupo de apicultores. (Foto: ASCOM)

Atendendo ao convite da Associação dos Apicultores do Roçado, em Petrolina, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, participou de uma reunião com os associados da instituição.

O objetivo do encontro, realizado pelos associados, foi apresentar uma pauta com as necessidades mais urgentes dos criadores daquela localidade, dentre elas, a aquisição de colmeias e a construção da Casa do Mel para viabilizar e baratear as despesas na produção do mel, que é usado também na merenda escolar das escolas municipais.

O secretário José Batista agradeceu o convite e disse da preocupação da atual gestão do prefeito Miguel Coelho em conhecer de perto às demandas da população e, dos mais diversos setores da sociedade. “Quero dizer que vou levar às demandas que aqui foram apresentadas no intuito de solucionar as questões”, informou.

Ainda na ocasião, o secretário convidou todos os presentes a conhecer o trabalho da Agência do Empreendedor (AGE), que fomenta o desenvolvimento dos Micros Empresários da cidade e proporciona o desenvolvimento dos seus empreendimentos.

Atualmente a Agência do Empreendedor (AGE), oferece três linhas de crédito com juros de 1% ao mês e com até 10 meses para quitar o financiamento, de acordo com a linha de crédito escolhida: POPULAR, PLUS e MEGAPLUS, cada uma com suas características e exigências específicas.

Centro de Controle de Zoonoses fará remoção de enxame 

Durante a remoção das abelhas, via ficará interditada/Foto:ASCOM

Durante a remoção das abelhas, via ficará interditada/Foto:ASCOM

O Centro de Controle de Zoonoses de Petrolina (CCZ), em parceria com apicultor da região e a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), realizará na próxima sexta-feira (10) a remoção de enxame localizado entre as ruas das Ingazeira e do Jasmim, no bairro Areia Branca, área leste do município. A ação acontecerá das 15h30 às 18h30.

“Pedimos a colaboração da população para que não transite nessas ruas durante a retirada do enxame. As vias estarão interditadas para que não haja nenhum acidente. Com certeza será mais uma ação de sucesso”, afirma o médico veterinário do CCZ, Washington Luiz Gonçalves.

Após a remoção, as abelhas serão encaminhadas para uma propriedade da zona rural. Em casos de enxame  em qualquer localidade, a população pode acionar o órgão através do 3867-4774.

Com informações da Assessoria

Remoção de abelhas deve ser concluída nesta quarta-feira

Ilha do Fogo

Na última terça-feira (29), foi iniciado o processo de retirada do enxame que ocasionou o fechamento, temporário, da Ilha do Fogo. A ação, coordenada pela Secretaria-Executiva de Turismo, conta com o apoio do Corpo de Bombeiros e da mestra Eva Mônica, professora do curso de Zootecnia da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

A operação envolveu também dois estudantes de Zootecnia e Engenharia Agronômica da Univasf, o subcomandante, Major Weltman, tenente Almery Edmário, cabo Luna e soldado Geusicarlos.

 O processo da retirada das abelhas será finalizado nesta quarta-feira (30) devido a dificuldade de acesso ao local do enxame. A excisão não envolve extermínio e sim o manejo produtivo ao extrair a abelha rainha para dispersar as operárias. As abelhas são os principais agentes polinizadores para o meio ambiente. Após serem retiradas do Balneário, os insetos serão encaminhados para UNIVASF.

Segundo o secretário-executivo de Turismo, Iuric Pires, a Ilha do Fogo é um ambiente propício para a existência de abelhas. “Na Ilha temos flores, sombra e água, ambiente perfeito para as abelhas, afinal é seu habitat. Monitoraremos toda a área para observar a presença de novos enxames e evitar outros incidentes”, afirma o secretário, endossando a necessidade de que os usuários se conscientizam sobre a necessidade de preservar todo o território do balneário e os animais que lá vivem. “É de extrema importância que os usuários se conscientizem que a Ilha é um espaço que precisa ser preservado, inclusive preservando a convivência com a vida nativa da flora e fauna”, reforça. Segundo Iuric, a previsão é que a Ilha seja reaberta já nesta quinta-feira (31).

Entenda o caso

No domingo (20) banhistas foram atacados por abelhas na Ilha do Fogo e com a autorização da Prefeitura de Petrolina, os portões da ilha foram fechados para a segurança da população e solucionar o problema. De acordo com relatos de testemunhas, o ataque ocorreu logo após um grupo de usuários da Ilha terem atingido o enxame que ficava na parte superior do balneário.

Com informações Ascom

Veja vídeo do ataque das abelhas na Ilha do Fogo

Quem procurou nesta segunda-feira (21) a Ilha do Fogo para fugir do calor teve que voltar do meio do caminho porque os portões de acesso ao local foram fechados devido a um ataque de abelhas a banhistas no último domingo (20).

Apesar do susto ninguém saiu ferido gravemente, duas pessoa picadas e levadas para atendimento médico sem maiores problemas.

Agora o balneário só será reaberto quando os enxames forem retirados por um profissional em apicultura, mesmo assim, segundo o secretário-executivo de turismo de Petrolina, Iuric Pires, a tendência é que as abelhas voltem ao local, porque lá é o habitat natural delas.