Comércio em geral e academias voltam a funcionar em Juazeiro e demais cidades baianas nesta segunda-feira

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de se reunir com prefeitos, o governador da Bahia, Rui Costa, publicou novo Decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) na última sexta-feira (2) trazendo novidades sobre as medidas restritivas para combater o novo coronavírus. Uma delas é a redução do toque de recolher, que passa a valer das 20h às 5h, em todo o estado, no período de 5 a 12 de abril.

Veja outras regras que devem ser seguidas de acordo com o novo Decreto Estadual:

Academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas podem funcionar, de 5 de abril até 12 de abril, desde que limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade do local, observados os protocolos sanitários estabelecidos;

LEIA MAIS

Câmara de Petrolina aprova projeto que garante acesso gratuito a personal trainer em academias

Profissionais poderão sim entrar nas academias sem pagar custo adicional

Além do projeto de reajuste salarial aos servidores municipais da educação e saúde, a Câmara de Petrolina aprovou por 20×0, na terça-feira (16), o Projeto de Lei n° 015/2021. A matéria garante acesso aos profissionais de educação física (personal trainer) devidamente registrados na classe, de forma gratuita em academias de ginástica.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Petrolina aprova reajuste salarial dos servidores municipais

Dessa forma, as academias não poderão cobrar custo adicional dos alunos ou do próprio personal trainer. O texto assegura ainda que o acesso desse profissional é apenas para orientação das atividades e que quaisquer lesões provocadas no aluno – com exceção das que ficarem comprovadas ter sido causadas por falha nos equipamentos – a responsabilidade é do personal.

LEIA MAIS

Câmara de vereadores de Juazeiro pode reconhecer academias como serviço essencial

(Foto: Ascom/CMJ)

O presidente da Câmara de Vereadores de Juazeiro, Berg da Carnaíba, recebeu, na manhã desta terça-feira (9), o presidente do Conselho Regional de Educação Física da 13ª Região (CREF), Rogério Mora, para conversar sobre o Projeto de Lei nº 3660/2021 que tramitará na Casa visando reconhecer as academias como serviço essencial em tempos de crises ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus (Covid 19).

O Projeto de Lei do Legislativo, proposto pelo presidente Berg da Carnaíba, e os colegas vereadores Clésio Alexandre de Carvalho e Lourival Quirino, reconhece a prática da atividade física e do exercício físico essenciais desde que, ministrados por um profissional de educação física credenciado e realizado em estabelecimentos prestadores de serviços destinados ao exercício físico, bem como em espaços públicos, que cumpram as normas sanitárias exigidas de combate ao vírus.

LEIA MAIS

Bahia: apenas atividades coletivas estão suspensas nas academias até abril, esclarece Governo

(Foto: Ilustração)

Ao contrário do que foi informado em grupos de WhatsApp, as academias de ginástica não serão proibidas de funcionar na Bahia. O Governo do Estado informou em nota que apenas as aulas coletivas, como dança, boxe entre outras, estão suspensas até o dia 1º de abril.

Ou seja, a prática individual de musculação será liberada na capital e Região Metropolitana na próxima segunda-feira (8). Até lá, as unidades situadas nas regiões mencionadas estão impedidas de abrir até 5h. A determinação consta no Artigo 7 do último decreto estadual.

“Ficam suspensos, ainda, eventos e atividades, em todo o território do Estado da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica no período de 03 de março a 1º de abril”, explica o Governo Estadual.

Bares, restaurantes e academias de ginástica voltam a funcionar nesta segunda-feira em Sobradinho

O prefeito de Sobradinho, na região norte da Bahia, Luiz Vicente Berti anunciou que a partir da próxima segunda-feira (10), os bares, restaurantes e academias de ginástica da cidade voltam a funcionar.

“Vamos avançar agora para a segunda etapa de funcionamento dos serviços não essenciais. Reabrimos o comércio no último decreto do dia 30 de julho, e, monitorando a evolução do número de casos no município, que está sob controle, com o último óbito registrado no dia 7 de julho, decidimos estender a permissão de funcionar também para o setor do ramo alimentício que também estão sofrendo as repercussões desta pandemia”, declarou o Prefeito Luiz Vicente Berti.

Proprietários, funcionários e clientes devem seguir normas de higiene e distanciamento para evitar contaminação pelo coronavírus.

Com apoio da Vigilância Sanitária de Petrolina, CREF12 interdita mais de 20 academias no Sertão de Pernambuco 

(Foto: Divulgação/CREF-12)

A equipe de Fiscalização do Conselho Regional de Educação Física da 12º Região – Pernambuco (CREF12/PE) deflagrou na última segunda-feira (27), a “Operação Carcará”, percorrendo 33 municípios do Sertão Pernambucano. A ação contou com o apoio da Polícia Militar e Vigilância Sanitária de Petrolina.

LEIA TAMBÉM

Academia de musculação é interditada no bairro José e Maria

Ao todo, as cinco equipes visitaram 120 estabelecimentos, e 22 academias que não possuíam profissional de educação física atuando no local foram interditadas, além de outras 55 que foram notificadas por funcionarem clandestinamente. Entre as pessoas fiscalizadas, 21 foram notificadas por exercício ilegal da profissão.

LEIA MAIS

Vigilância Sanitária interdita academias em Petrolina

(Foto: Ilustração)

(Foto: Ilustração)

Nesta quarta-feira (26) a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), em ação conjunta com o Conselho Regional de Educação Física 12ª região Pernambuco e Alagoas (CREF12 PE/AL), interditou três academias de ginástica nos bairros José e Maria, Portal da Cidade e Fernando Idalino. Os estabelecimentos estavam descumprindo normas sanitárias.

Durante a fiscalização foram constatadas a ausência de profissionais com registro no Conselho da categoria, caracterizando o exercício ilegal da profissão, e a falta, em algumas, da Licença Sanitária de funcionamento.

LEIA MAIS