Cadeirante denuncia condutores que estacionam em rampas de acessibilidade em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Ana Paula é moradora do bairro Alagadiço, e denunciou através das redes sociais, a infração cometida por condutores que estacionam veículos nas rampas de acessibilidade, em vias de Juazeiro, principalmente, no Centro da cidade.

A denunciante relatou as dificuldades enfrentadas e cobra providências do poder público municipal.“Sou cadeirante e venho sempre passando por esses constrangimentos, todos os dias os carros ficam estacionados na porta da minha casa”, disse Ana Paula.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a prefeitura de Juazeiro, para saber quais medidas serão tomadas com o objetivo de resolver o problema. Até o momento a gestão municipal não se pronunciou sobre assunto.

Presidente da ASP pede mais políticas públicas aos surdos de Petrolina

Associação de Surdos de Petrolina cobra mais políticas públicas na cidade (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Dia Nacional dos Surdos foi celebrado ontem (26) e um grupo esteve na Câmara de Petrolina na sessão de quinta-feira, para cobrar apoio do Legislativo. A Associação dos Surdos de Petrolina (ASP) quer mais políticas públicas ao grupo e solicita o cumprimento das leis já existentes.

Presidente da ASP, Maria Elena Soares conversou com a imprensa com apoio da intérprete Maria Soares e avaliou a situação de Petrolina. “Hoje é o dia que nós comemoramos e temos nesse dia uma gratidão pelas pessoas que lutaram pelos surdos. Hoje é um dia feliz, mas é lógico que temos muitos problemas. Temos uma lei apresentada na Câmara em 2015 para incluir a disciplina de LIBRAS na grade curricular de ensino inicial, não tem e falta essa acessibilidade”, afirmou.

Obstáculos

De acordo com Elena, os surdos enfrentam muitas dificuldades na convivência com os cidadãos, já que muitos não entendem a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), resultado de poucas políticas públicas municipais e nacionais. “A gente ainda sente muita dificuldade. Acessibilidade nos hospitais a gente não tem, o município só tem uma Central de LIBRAS e é importante que a gente tenha esse apoio. Algumas pessoas nem conhecem os surdos, há uma barreira e um sofrimento muito grande“, destacou.

LEIA MAIS

Após denúncia de leitor, Celpe emite nota sobre acessibilidade na unidade de Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na segunda-feira (16) o Blog mostrou a queixa do leitor Tadeu Plínio sobre a falta de acessibilidade na unidade da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), localizada no Centro de Petrolina. Hoje (17) a Celpe encaminhou uma nota comentando o fato.

LEIA TAMBÉM:

Leitor denuncia Celpe por dificultar acesso de deficientes na unidade de Petrolina

De acordo com a Companhia, o cliente deficiente ou com dificuldade de locomoção “tem a sua disposição dois acessos à Loja Celpe Petrolina, sendo um deles adaptado para acessibilidade” e que há “um profissional para facilitar a acessibilidade, caso necessário”.

Leia a seguir a resposta da Celpe:

LEIA MAIS

Leitor denuncia Celpe por dificultar acesso de deficientes na unidade de Petrolina

Deficientes têm que solicitar acesso na Celpe, relata leitor (Foto: Reprodução/WhatsApp)

“Tá difícil”. É assim que Tadeu Plínio, deficiente e conselheiro estadual da FCD – entidade que luta pelo direito das pessoas com deficiência em Pernambuco – relatou mais um problema enfrentado por ele em Petrolina. Hoje (16) logo pela manhã ele estava na unidade da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) no Centro da cidade e se deparou com mais um obstáculo.

“Algumas instituições têm negligenciado a lei e o acesso à pessoa com deficiência. Hoje de manhã estive na Celpe para rever uma situação de uma conta e tentei acessar a porta de acessibilidade, fui informado que essa porta só poderia ser aberta se fosse solicitado. Isso é contra a lei”, relatou ao Blog.

LEIA MAIS

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

(Foto: Internet)

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, todas as salas de cinema do país serão obrigadas, sob pena de multa, a oferecer aparelhos de acessibilidade para deficientes visuais e auditivos. A determinação está na Instrução Normativa 128/2016, da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Até o dia 16 de setembro deste ano, os exibidores precisam ter atingido a meta de 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores.

Segundo o secretário-executivo da Ancine, João Pinho, o dia 16 de junho foi o primeiro prazo para o cumprimento das metas, com a exigência de 15% das salas de grandes complexos oferecendo os recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras) para quem solicitar.

LEIA MAIS

Casa Nova: Festa do Interior terá espaço exclusivo para pessoas especiais

Festa do interior acontece na próxima semana.

A 30ª Festa do Interior, que vai acontecer entre nos dias 12,13 e 14 de julho, reservou um espaço vip para pessoas cadeirantes e pessoas especiais. Denominada de “Lounge da Acessibilidade”, a área compreende vias de acesso facilitado, atendimento especializado com profissionais da rede municipal e atendimento diferenciado pelos barraqueiros.

“Atendemos uma demanda das pessoas que se utilizam dos serviços de assistência social da prefeitura. O Prefeito Wilker Torres abraçou a ideia e vamos testar pela primeira vez, em uma festa pública. É o respeito aos que tem necessidades especiais e têm todo o direito de participar das festas populares, com o devida segurança e tranquilidade”, disse a secretária de Ação Social, Maria da Silva.

O “Lounge da Acessibilidade” ficará localizado em frente ao palco e para receber o passe de acesso será necessário ir à Secretaria de Ação Social munido de documento de identidade original e carteirinha especial.

LEIA MAIS

Juazeiro: portador de necessidades especiais reclama da estrutura física de clínica particular e afirma ter sido destratado pela recepção

Tadeu Plínio da Silva, reclama da estrutura de clínica particular e denúncia que foi destratado por atendente da recepção (Foto: Blog Waldiney Passos)

Desde 2013, após ter sofrido um acidente, e consequentemente adquirido uma deficiência física, Tadeu Plínio da Silva, de 52 anos, é assistido por médicos da clínica particular Multimagem, localizada em Juazeiro (BA). Na tarde de hoje (18), o assistente de biblioteca procurou o Blog Waldiney Passos para fazer uma reclamação sobre a estrutura física da clínica e o tratamento dado a ele pela recepção da empresa.

Segundo Tadeu, a clínica não dispõe de uma estrutura que facilite a locomoção de pacientes com necessidades especiais, como é o caso dele que tem dificuldades para subir escadas, entre outras limitações. Ele afirma que a escada da clínica não possui corrimão.

De acordo com Tadeu, outro problema é o atendimento prestado aos usuários pela recepção da clínica, ele se diz vítima de preconceito pela sua condição física e e denuncia ter sido destratado por uma das atendentes da clínica.“Me ligaram hoje pela manhã pedindo que eu voltasse lá pra pegar uma requisição para que eu pudesse fazer uns exames de creatinina e ureia, e pedir pra reagendar a ressonância magnética, e a atendente, não sei se por que eu estava soando, me destratou. […] Assim como eu que tenho mobilidade reduzida, outras pessoas que têm deficiência precisam de atendimento de qualidade, que não tenha diferença a outros atendimentos.”

“As atendentes muitas vezes são muito mal-humoradas, como lá é um local aparentemente muito sofisticado, uma pessoas simples, ou um deficiente, ao perceber isso já começa a surgir a primeira discriminação, e quando aborda, automaticamente já não nos dão atenção. É a segunda vez que isso acontece comigo. Eu não estou reclamando me fazendo inferior a ninguém, eu estou reclamando um direito que eu tenho, que está na lei no Estatuto da Pessoa com Deficiência”, completou.

Ao se sentir destratado, Tadeu procurou a Direção da Clínica, mas foi informado por funcionários que no momento não haviam profissionais responsáveis pelo setor que pudessem atendê-lo. Insatisfeito, ele foi embora sem conseguir marcar o exame de ressonância.

LEIA MAIS

Sétima edição da ‘Mostra 14 de Dança’ será realizada na próxima semana

(Foto: Ascom)

Entre os dias 11 e 16 de dezembro a Mostra 14 de Dança chega a sua sétima edição e nesse ano tem como foco a acessibilidade. Com o tema ‘Como viver junto?’, a cia de dança Qualquer Um dos 2 busca provocar questionamentos no público sobre o afeto e ética.

A programação será iniciada no Sesc, com a oficina ‘Práticas de Ajuntamento’ ministrada por Mariana Pimentel, vinda do Rio de Janeiro. Os espetáculos serão apresentados no Teatro Dona Amélia, Janela 353 e espaços da cidade, a exemplo do Colégio Auxiliadora.

A 7ª edição da Mostra 14 de Dança tem o incentivo do Funcultura e o apoio da TV Grande Rio, Sesc, Abajur Soluções em Audivisual e o Café de Bule. Mais informações sobre a programação completa e inscrições para oficinas basta acessar as redes sociais da companhia: Facebook: qualquerumdos2/ Instagram: @qualquerumdos2 e o Youtube: qualquerumdos2.

São João: inscrições para o ‘Lounge da Acessibilidade’ são prorrogadas em Petrolina

O ‘Lounge da Acessibilidade é promovido pela Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. (Foto: Jonas Santos/Ascom)

As pessoas com deficiência que desejam curtir o São João de Petrolina com o devido conforto ganharam mais tempo para garantir uma vaga no ‘Lounge da Acessibilidade’. É que a prefeitura prorrogou o prazo de inscrições até a próxima quarta-feira (13) na Secretaria Executiva da Mulher e Acessibilidade.

As inscrições podem ser feitas das 8h às 13h, na sede da Secretaria, localizada na Avenida Gilberto Freire, na Vila Mocó. Para fazer o cadastro é necessário: xerox do RG e CPF, documento que comprove a deficiência (emitido há no máximo 1 ano),  e xerox do documento oficial com foto do acompanhante, comprovante de residência, número de telefone para contato.

LEIA MAIS

Prefeitura reúne entidades para discutir acessibilidade nas ruas de Petrolina

Entre as principais demandas apresentadas pelos presentes, estão locais de lazer como a orla de Petrolina, balneários e o Parque Municipal Josepha Coelho.

Um encontro realizado nessa quarta-feira (21), em Petrolina, reuniu diversas entidades e pessoas com deficiência com um objetivo comum: ampliar os pontos de acessibilidade nas ruas da cidade. Durante toda a manhã, representantes da prefeitura ouviram as demandas de comunitários para mapear os locais de difícil acesso e assim buscar as melhorias necessárias.

Durante o encontro, as pessoas com deficiência e familiares detalharam os pontos que precisam de mais atenção e puderam dar sugestões sobre a acessibilidade. Segundo a secretária executiva da mulher e acessibilidade, Talita Andrade, a ideia é ouvir as demandas e construir um documento no qual serão estabelecidas as prioridades com relação à acessibilidade.

“Nós já temos avanços nas ruas de Petrolina a exemplo da implantação dos sinais sonoros, mas estamos trabalhando para melhorar ainda mais. É justamente por isso que estamos aqui ouvindo as sugestões para que estas melhorias sejam implantadas”, disse.

LEIA MAIS

Acessibilidade: inscrições para evento em Petrolina começam hoje (29) e seguem até o dia 16/02

Começaram hoje (29) as inscrições para o evento que discutirá a acessibilidade em Petrolina. As inscrições podem ser feitas presencialmente até o dia 18/02, no Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), na Avenida Gilberto Freire, Vila Mocó, via email ([email protected]) ou pelo telefone (87) 3867-3516.

O encontro é promovido pela secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e está marcado para o dia 21 de fevereiro, no auditório do Ceam. O objetivo do encontro é discutir melhorias nas calçadas e vias públicas de Petrolina.

Acessibilidade para pessoas com deficiência nas ruas de Petrolina será discutida em evento

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina (PE), vai realizar um evento em fevereiro para promover um debate com a sociedade sobre acessibilidade nas ruas da cidade.

O objetivo é que durante o encontro, as pessoas da comunidade participem da discussão e colaborem com o mapeamento dos pontos de difícil acesso nas ruas da cidade

O evento acontece no próximo dia 21 de fevereiro, a partir das 9h, no auditório do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), localizado na Av. Gilberto Freire, s/n, Vila Mocó.

Segundo a secretária executiva da mulher e acessibilidade, Talita Andrade, durante o evento, as equipes da prefeitura irão ouvir a população no intuito de identificar os locais de difícil acesso para as pessoas com deficiência.

“Nós estamos trabalhando para garantir a acessibilidade nas ruas da nossa cidade, mas para isso, nós queremos ouvir a população, saber quais são as suas reivindicações para que a partir daí, possamos construir juntos as melhorias necessárias”, disse.

As inscrições para o encontro acontecem entre os dias 29 de janeiro e 16 de fevereiro e podem ser feitas presencialmente, das 8h às 16h, no local do evento. Também é possível se inscrever através do email: [email protected] ou ainda pelo telefone: 3867-3516.

Denúncia: morador de Juazeiro desfaz rampa para cadeirantes no bairro Piranga

(Foot: WhatsApp)

Um fato inusitado e de péssima educação foi registrado no bairro Piranga, em Juazeiro (BA). Segundo denúncia, após a prefeitura da cidade realizar a manutenção de calçadas e meio-fio e implantar uma rampa de acesso a cadeirantes, um cidadão fechou a rampa refazendo um meio-fio e impedindo a acessibilidade garantida aos cadeirantes.

Segundo informações, a ação teria sido de um homem que tem seu comércio em frente ao local onde foi implantada a rampa. O estabelecimento do homem fica na Travessa da Comissão do Vale, mais conhecida como Travessa da Codevasf.

O blog entrou em contato com a secretaria municipal e aguarda resposta sobre qual será a atitude do Governo Municipal para solucionar a situação.

Projetos de Lei movimentam sessão na Câmara de Vereadores de Petrolina nesta quinta

Os vereadores votaram 12 Projetos de Lei durante a sessão desta quinta. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão ordinária da manhã desta quinta-feira (17), na Câmara Municipal de Petrolina, foi bastante movimentada. Além dos habituais requerimentos e indicações apresentadas pelos vereadores, 12 Projetos de Lei seguiram para apreciação dos parlamentares. A sessão seguiu até às 13h. Todos os projetos foram aprovados.

Os projetos apresentados tratavam de entrega de honrarias, como medalhas e títulos, abusos cometidos contra professores da rede pública de ensino, sinalizações e placas, acessibilidade, saúde, dentre outros.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

5% das mesas para deficientes, idosos e gestantes

Os vereadores Gaturiano Cigano (PRP) e Alex de Jesus (PRB) apresentaram o Projeto de Lei 066/2017 dispôs sobre a obrigatoriedade na reserva de 5% (cinco por cento) de mesas para deficientes físicos, idosos e gestantes nas praças de alimentação dos shoppings centers, restaurantes e similares.

Para os parlamentares o Projeto de Lei “objetiva reduzir as dificuldades desses cidadãos e que por toda a cidade há uma infinidade de barreiras arquitetônicas, que impedem ou reduzem sua mobilidade”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Violência contra professores

O vereador Rodrigo Araújo (PSC) colocou para apreciação da Casa o Projeto de Lei 037/2017 que dispõe sobre medidas de proteção para os casos de violência contra profissionais da educação de escolas públicas municipais de Petrolina.

Na justificava do projeto, Rodrigo afirmou que “é notório que, em muitos casos, professores, diretores e outros profissionais acabam sendo reféns de educandos, cuja finalidade é o de atrapalhar o andamento das atividades escolares, prejudicando a si, aos demais que desejam estudar e o próprio funcionamento da instituição escolar”.

Programa Rua da Saúde

(Foto: Internet)

Outro Projeto de Lei apresentado foi o do vereador Júnior Gás (PR). O Projeto 077/2017 cria, no âmbito do município de Petrolina, o Programa “Rua da Saúde”.

O programa, segundo o parlamentar, “irá desenvolver e ordenar a prática de esportes e exercícios físicos pela população nas vias e logradouros públicos, preferencialmente naqueles situados nos bairros cujas topografias não favorecem essa prática com segurança”.

São João de Petrolina conta com ‘Camarote Acessível’ para pessoas com deficiência

(Cartaz Divulgação)

Serão abertas nesta segunda-feira (12), as inscrições para o Camarote Acessível que vai garantir acesso ao espaço inclusivo durante as festividades juninas em Petrolina.

As inscrições seguem até o dia 16 de junho e serão realizadas na Secretaria da Mulher e Acessibilidade, localizada na Avenida Gilberto Freire, Vila Mocó. Serão ofertadas 15 vagas por noite, sendo que cada pessoa terá direito a um acompanhante. As pessoas com deficiência terão prioridade para um dia do evento, mas ainda poderão se cadastrar em uma lista reserva para outros dias da festa.

Para efetuar a inscrição é preciso apresentar: documento que comprove a deficiência, documento oficial com foto da pessoa com deficiência e seu respectivo acompanhante, comprovante de residência, número de telefone para contato. Outras informações podem ser obtidas através do telefone: (87) 3867-3516.

12