Dois garotos são encontrados mortos no povoado de Pedro Baiano, em Petrolina

Corpos de dois garotos foram encontrados, na tarde desta terça-feira (5), na localidade de Pedro Baiano, zona rural de Petrolina (PE).

A informação foi confirmada pelo delegado Gabriel Sapucaia, da Delegacia de Homicídios. De acordo com a autoridade policial, os corpos ainda não foram identificados, as vítimas, segundo a Polícia Civil, são menores.

Os meninos foram vítimas de arma de fogo. A motivação e autoria do crime são desconhecidas. A Polícia investiga o caso.

Meninos desaparecidos

Dois meninos, residentes em Juazeiro (BA), estão desaparecidos desde a manhã de ontem (4). Segundo informações preliminares, os garotos saíram com destino à região do Salitre, e até então, não se tem mais notícias do paredeiro deles.

Notícias que circulam nas redes sociais dão conta que os corpos encontrados são os garotos que estavam desaparecidos. No entanto, a Polícia Civil não confirma essa informação, e afirma que os corpos ainda não foram identificados. O Blog Waldiney Passos segue acompanhando o caso.

Polícia Militar apreende dois adolescentes por tráfico de drogas no bairro Alto da Aliança em Juazeiro

(Foto: Divulgação/PETO 76)

No último sábado (20), por volta das 17h, guarnições do PETO 76 realizavam rondas nas imediações do canal do bairro Alto da Aliança em Juazeiro (BA), após avistarem as viaturas, dois indivíduos saíram correndo de dentro de um matagal e atravessaram o canal em direção ao Park Marvalle.

Os policiais atravessaram o canal em perseguição aos mesmos, enquanto as viaturas com seus respectivos motoristas fizeram o cerco dos suspeitos, que foram alcançados na Avenida Irmã Dulce II, nas proximidades do Bairro Jardim das Acácias.

LEIA MAIS

Audiência aproxima adolescentes e justiça em Petrolina

(Foto: Divulgação/Sedesdh)

Para avaliar o cumprimento das medidas de ressocialização dos adolescentes em conflito com a lei, a Prefeitura de Petrolina, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Petrolina (Creas) e a Vara da Infância e Juventude promoveu uma audiência de concentração nesta sexta-feira (31/08). A atividade é realizada em todas as Varas Regionais que possuam em sua circunscrição Unidades de Atendimento Socioeducativo. A audiência reuniu dezenas de jovens e seus familiares na sede do Creas.

É através das audiências que os adolescentes podem conquistar a extinção da medida socioeducativa ou regressão da pena, que implica em liberdade assistida. Em casos onde as medidas não estão sendo seguidas, o Ministério Público poderá determinar a manutenção da pena.

Durante o encontro, os socioeducandos e seus responsáveis ouviram atentamente as orientações do Juiz da Vara da Infância e Juventude, Marcos Bacelar. Em sua fala o magistrado pontuou a importância do poder público e também da comunidade e da família dos adolescentes. “Esse momento da audiência trata justamente dessa multidisciplinaridade, buscando a conjuminação de esforços, onde cada um dos atores sociais possam atuar de forma positiva na construção da cidadania desses jovens “, disse.

A coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Petrolina (Creas), Idalina Araquã da Silva, ressaltou o trabalho da prefeitura para contribuir com a ressocialização desses jovens. “É de suma importância para a sociedade reinserir esses adolescentes no convívio com a comunidade. No Creas eles são estimulados a participar de cursos e diversas atividades socioeducativas. O objetivo da prefeitura é possibilitar novas oportunidades para esse jovens”, afirma.

Guarda Civil de Petrolina apreende duas adolescentes de 14 anos com drogas

Guardas civis de Petrolina apreenderam na tarde desta quinta-feira (12), duas adolescentes de 14 anos que estavam em uma casa, com drogas, no bairro Jardim Petrópolis, em Petrolina (PE). A Guarda Civil foi acionada por populares durante rondas que faziam naquela comunidade.

Segundo a denúncia, na casa indicada havia comércio de drogas e corrupção de menores para venderem o produtos. Após autorização, os agentes da Guarda Municipal entraram na residência e encontraram 5 trouxas de maconha, 3 cigarros de maconha, a quantia R$ 1.294,00 em espécie, um rolo de fita adesiva e duas tesouras. As menores informaram que uma mulher havia fugido ao perceber a chegada da viatura.

Os pais das jovens foram acionados e todos os envolvidos foram conduzidos a delegacia da Polícia Civil para prestarem esclarecimentos.

Em busca do Selo Unicef, prefeitura discute cidadania com adolescentes de Petrolina

(Foto: ASCOM)

Com objetivo de fomentar políticas públicas, a Prefeitura de Petrolina (PE) está mobilizando jovens da cidade para participar das discussões promovidas no Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca). As ações tiveram início na última semana quando foi realizada uma reunião com cerca de 30 jovens do bairro João de Deus.

Os encontros também fazem parte das mobilizações em prol do Selo Unicef que recomenda a implantação do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), para que os mesmos possam refletir e discutir sobre cidadania.

Os adolescentes interessados em participar podem se inscrever para um novo encontro que acontecerá nesta sexta-feira (19), a partir das 9h, no Telecentro do bairro João de Deus, localizado na Avenida Terezinha Campos. As inscrições já podem ser feitas das 8h às 17h no local do encontro. Podem participar das reuniões pessoas de 12 a 19 anos.

O Selo Unicef é um instrumento utilizado pela instituição para incentivar os municípios a criarem políticas públicas que assegurem às crianças e adolescentes um espaço de cidadania.

As cidades que alcançarem as metas propostas ganham a certificação do Selo do Unicef que é um reconhecimento internacional. Municípios certificados com esse Selo avançam mais na melhoria dos indicadores sociais do que os outros municípios de características socioeconômicas e demográficas semelhantes que não foram certificados ou participaram da iniciativa.

Alunos mortos são enterrados e juíza determina a internação provisória de atirador de Goiânia

Os quatro estudantes baleados, durante o atentado, seguem internados em hospitais da capital. (Foto: Reprodução)

Durante a manhã de sábado (21) os corpos de João Pedro e João Vitor, vítimas do atentado no Colégio Goiyases, foram enterrados em cemitérios de Goiânia. A juíza plantonista Mônica Cézar Moreno Senhorello acatou recomendação do Ministério Público do Estado de Goiás e determinou a internação provisória do aluno que atirou contra colegas.

O adolescente, de 14 anos, que matou dois e deixou outros quatro feridos, está apreendido na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), o menor deverá se apresentar ao Juizado da Infância e Juventude na segunda-feira (23).

“Eu tomei a medida de representar pela internação provisória dele por 45 dias até que termine o processo. Essa medida deve ser retocada de certos cuidados em virtude de ser filho de policiais militares para não colocar no meio de elementos perigosos que possam causar algumas represálias”, disse o promotor de Justiça Cássio Sousa Lima.

Os quatro estudantes baleados, durante o atentado, seguem internados em hospitais da capital. Um deles tem quadro grave e os outros estão regulares. Três dos feridos – duas meninas e um garoto – estão internados no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Yago Marques, de 13 anos, tem estado de saúde considerado regular em um leito de enfermaria. Ele está consciente e respira espontaneamente. Isadora de Morais, 14 anos, levou um tiro no tórax que perfurou o pulmão e já foi operada. Marcela Rocha Macedo, 13 anos, não teve informações divulgadas a pedido dos familiares.

105 casos de automutilação em escolas públicas de Petrolina preocupa Vara da Infância e Juventude

Os casos estão sendo monitorados pela Vara Regional da Infância e Juventude. (Foto: Internet)

Uma marca preocupante tem chamado a atenção da Vara Regional da Infância e Juventude de Petrolina, principalmente pelo fato de estarmos no mês de prevenção do suicídio, setembro amarelo.

A unidade do Poder Judiciário está acompanhando 105 ocorrências de adolescentes que apresentam comportamento autodestrutivo nas escolas públicas da cidade. Os casos estão sendo monitorados pela instituição.

Em maio, a Vara da Infância e Juventude encaminhou a Orientação 001/2017 para profissionais de educação e de saúde sobre os procedimentos a serem adotados em situações que envolvam comportamentos autodestrutivos em crianças e adolescentes. A ação faz parte do Projeto Previne (Prevenção de Violência nas Escolas) e tem o objetivo de minimizar este tipo de demanda no ambiente escolar.

De acordo com a psicóloga do Núcleo Psicossocial, Andrea de Gois Alcântara, as ações contribuem para preservar a integridade física e mental dos jovens. “Eles precisam de atendimento especializado e os pais e educadores precisam de orientação para identificar os sinais e buscar ajuda profissional”, explica a psicóloga.

A Vara da Infância encaminhou para as escolas ficha de monitoramento para identificar mais rapidamente os casos de vulnerabilidade. Nos meses de outubro e novembro serão realizadas palestras e oficinas para orientar os pais dos jovens que forem enquadrados nessa situação.

Hoje é o Dia D da campanha de multivacinação para crianças e adolescentes

(Foto: Internet)

Hoje é o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, os postos de saúde estão abertos em todo o país. Cerca de 47 milhões de crianças e adolescentes menores de 15 anos estão convocados para atualizar a caderneta de vacinas. Segundo o Ministério da Saúde, 53% desse público não estão com a vacinação em dia.

Em 2016, o Brasil registrou a menor cobertura vacinal dos últimos dez anos, por isso, a meta do ministério é resgatar todas as crianças e adolescentes não vacinados e, com isso, iniciar ou completar os esquemas de imunização. Com o slogan Todo mundo unido fica mais protegido, a campanha começou no dia 11 de setembro e vai até o dia 22 de setembro em cerca de 36 mil postos fixos de vacinação.

LEIA MAIS

Casa Nova busca certificação do selo UNICEF para melhorar as condições de vida das crianças e dos adolescentes

Cosme Coelho ao lado do prefeito de Casa Nova, Wilker Torres, encarando novo desafio com UNICEF. (Foto: ASCOM)

Indicado pelo prefeito Wilker Torres para Articulador no município, Cosme Coelho, garantiu que “realizaremos todas as ações possíveis para conseguir a certificação de Município Aprovado. Já estamos encaminhando contatos com as secretarias que vamos envolver diretamente nas ações, com o Poder Legislativo e Judiciário. Vamos conversar com as associações e clubes de serviço. Encaramos esta tarefa que nos foi dada pelo prefeito Wilker Torres como um desafio que vamos vencer” .

Cosme Coelho foi designado articulador na data da assinatura do termo de adesão de Casa Nova à Articulação do Selo UNICEF, Edição 2017/2020. Assinaram o termo o prefeito Wilker Torres e a Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. Na mesma data, Jaílson da Silva Santana foi designado Mobilizador de Adolescentes e Jovens.

LEIA MAIS

Adolescentes são apreendidos com arma de fogo no bairro Jardim Vitória, em Juazeiro

(Imagem ilustrativa)

Policiais da 73ª CIPM apreenderam dois adolescentes nesta terça-feira (15) com arma de fogo no bairro Jardim Vitória, Juazeiro.

A apreensão aconteceu durante ronda pelo bairro, e os dois jovens transitavam em uma bicicleta em atitude “suspeita”. Com a aproximação da equipe policial os dois tentaram fugir, mas foram alcançados. Na abordagem os suspeitos foram identificados como menores e com eles, encontrado um revólver calibre .32 com munição, que seria usado na prática de delitos.

Os acusados foram conduzidos, junto com a arma para uma Delegacia de Polícia.

Delegado fala sobre prisão do pastor evangélico que praticava abuso sexual contra adolescentes em Petrolina

(Foto: Arquivo)

O delegado Marceone Ferreira falou na manhã dessa quarta-feira (31), durante entrevista ao programa ‘Super Manhã’, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, sobre a atuação e a prisão do pastor evangélico acusado de praticar abuso sexual contra adolescentes da igreja “Monte Moriá”, localizada no Loteamento Recife, em Petrolina (PE).

De acordo com as vítimas, o pastor Carlos André da Silva, de 38 anos, abusava de meninos com idade entre 13 e 14 anos dentro do seu gabinete. As vítimas alegaram ainda que o pastor pedia para eles tirarem as roupas alegando que precisava cuidar da saúde deles.

Marceone falou sobre o andamento das investigações que levaram à prisão do pastor. “As vítimas procuraram o Ministério Público e fizeram as denúncias, que foram encaminhadas à delegacia de polícia. A gente instaurou o inquérito e passamos a fazer as investigações. Após ouvir todas as vítimas, que contaram com riqueza de detalhes dos abusos sofridos, a gente entendeu que haveria a necessidade da decretação da prisão do pastor. Foi dado cumprimento também a um mandado de busca na igreja, onde ele residia, e foram apreendidos alguns computadores, uma pequena porção de maconha, que estava no escritório e no seu quarto. Ele foi recolhido para o presídio e está à disposição da justiça”.

Ainda de acordo com o delegado, os abusos aconteciam há cerca de três anos. Além disso, provavelmente a igreja seja fechada, já que o proprietário solicitou a entrega do imóvel.

“Os relatos é que há aproximadamente três anos aconteciam os abusos, mas somente agora as vítimas se reuniram e resolveram denunciar. O proprietário do prédio já solicitou a devolução do imóvel e, provavelmente, a igreja será fechada. As pessoas que frequentavam a igreja, após a denúncia, relataram que percebiam um comportamento não correto do pastor”.

Abuso em outras cidades

Segundo o delegado, há relatos de que o pastor já praticava os abusos em outras cidades do estado de Pernambuco. “As investigações apontam que ele já foi pastor em Recife, Salgueiro e há relatos de que nessas cidades também poderia ter ocorrido abuso a jovens da igreja. As vítimas são sempre meninos, até agora”.

Brasil reduz desigualdade, mas ainda tem 2,5 milhões fora da escola

(Foto: Internet)

Nos últimos dez anos, o Brasil aumentou o acesso de parcelas mais vulneráveis da população à escola, de acordo com levantamento do movimento Todos pela Educação (TPE). De 2005 a 2015,  o acesso daqueles que têm de 4 a 17 anos aumentou principalmente entre a população parda e negra, entre os de baixa renda e entre moradores do campo. Os avanços foram maiores que os registrados entre brancos, ricos e moradores da cidade.

O levantamento foi feito com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad). Entre os mais pobres, em 2005, 86,8% estavam na escola, contra 97% dos mais ricos. Em 2015, esses índices passaram, respectivamente, para 93,4% e 98,3%.

Entre aqueles que moram no campo, o acesso subiu de 83,8% para 92,5%, enquanto a taxa dos moradores de zonas urbanas passou de 90,9% para 94,6%. O crescimento do acesso entre negros e pardos – que passou, respectivamente, de 87,8% para 92,3% e de 88,1% para 93,6% – foi maior que o da população branca – que passou de 91,2% para 95,3%.

LEIA MAIS

Pernambuco: três adolescentes são mortos em unidade socioeducativa

A coordenadora do Conselho Tutelar Municipal, Tamires Maior, manifestou surpresa diante dos últimos fatos. (Foto: Internet)

Três adolescentes morreram asfixiados nesse domingo (2), durante um motim em uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), em Vitória de Santo Antão (PE), na Zona da Mata pernambucana. Dois dos jovens tinham 16 anos. A terceira vítima fatal tinha 17 anos.

Segundo a Funase, seis internos colocaram fogo em uma das alas do Centro de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Case) no meio da tarde de ontem. A Polícia Militar foi acionada e o fogo foi controlado pelos 11 agentes socioeducativos que estavam de plantão, com a ajuda dos policiais que atenderam a ocorrência.

Quatro adolescentes suspeitos de ter participado do motim já foram identificados e, de acordo com a Funase, serão indiciados pela Polícia Civil como autores do homicídio. Os quatro foram recolhidos à Unidade de Atendimento Inicial (Uniai), onde estão à disposição da Justiça.

O Case tem capacidade para 72 adolescentes e, de acordo com a Funase, abrigava 36. A fundação já começou a investigar as causas do motim e identificar os responsáveis pelo tumulto. Segundo a assessoria da Funase, o clima no Case, hoje (3), é tranquilo.

Há pouco mais de uma semana, um adolescente que cumpria medida socioeducativa de internação na mesma unidade de Vitória de Santo Antão foi morto por outros internos. Pelo menos 32 internos fugiram na ocasião.

A juíza titular da Vara Regional da Infância e Juventude da 4ª Circunscrição, com sede na cidade, disse que visita as instalações da Funase a cada dois meses e que, além de o Case não estar superlotado, oferece estrutura “adequada.”

LEIA MAIS

Dois adolescentes são apreendidos com drogas e arma de fogo no bairro João de Deus, em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Dois adolescentes de 15 e 17 anos, foram apreendidos nesta segunda-feira (13), no bairro João de Deus, em Petrolina.

A polícia informou que os adolescentes foram localizados na rua 04 do bairro João de Deus, com uma atitude suspeita, depois de uma revista os policiais encontraram: um revolver cal. 32 e duas munições intactas. Um dos adolescentes confessou que praticou diversos assaltos no bairro Jardim Amazonas. Com o outro adolescente os policiais encontraram 15 pedras de crack.

Os dois adolescentes e o material encontrado foram conduzidos para a 1ª Delegacia da Policia Civil onde foram apresentados e entregue a Autoridade Policial.

Câmara aprova projeto que libera divulgação fotos de adolescentes suspeitos

Para o relator da matéria, dizer que um adolescente teria o desenvolvimento prejudicado pela divulgação das imagens é “zombar das vítimas”/Foto: Internet

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (17/1), uma proposta que autoriza a divulgação de fotografias e informações de adolescentes com mais de 14 anos suspeitos de crimes graves (aqueles cujas penas superam dois anos de reclusão). Atualmente, a veiculação dessas imagens é crime, punido com multa, cujo valor varia de três a 20 salários mínimos.

Os deputados que compõem a Comissão seguiram o voto do relator João Rodrigues (PSD-SC). De acordo com ele, dizer que um adolescente, às vésperas de completar 18 anos, terá seu desenvolvimento e sua recuperação prejudicados pela divulgação da imagem é “zombar das vítimas”.
O texto aprovado é um substitutivo ao Projeto de Lei 7553/14, de autoria do deputado Marcos Rogério (DEM-RO). A matéria original previa a liberação da divulgação da imagens de crianças e adolescentes de qualquer idade, independente do crime que tivessem cometido.
Antes de entrar em vigor, a proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda precisa ser analisada por mais duas comissões: Seguridade Social e Família; e Constituição e Justiça e de Cidadania.
12