Setor agropecuário prevê faturamento de aproximadamente R$ 670 bilhões em 2020

(Foto: Internet)

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) prevê uma alta de 9,8% na receita do setor em 2020, na comparação com 2019. A expectativa é que o Valor Bruto de Produção (VBP), índice que mede a receita “dentro da porteira”, totalize cerca de R$669,7 bilhões no próximo ano. Para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor a previsão é de um crescimento de 3% em 2020.

Segundo a CNA, o carro-chefe do faturamento será a agropecuária, com previsão de crescimento de 14,1%, equivalente a R$ 265,8 bilhões. Na avaliação da CNA, a perspectiva de aumento da produção fará com que 2020 seja considerado “o ano do setor”.

Para a produção de carne bovina, a expectativa é de expansão de 22,2% no VBP, atingindo receita de R$129,1 bilhões. Já para os suínos, espera-se aumento de 9,8% do VPB. A pecuária de leite deverá crescer 7,5% o VPB; e o frango, 7,1%.

LEIA MAIS

AgroNordeste ampliará acesso ao crédito de produtores do campo

Iniciativa identificará obstáculos que travam a competitividade de setores da agropecuária do Nordeste. Para a Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará do setor, medida proporcionará melhores condições a agricultores

O governo federal publicou nesta segunda-feira (19) no Diário Oficial da União uma portaria que busca desenvolver a agropecuária nordestina. A Portaria 164, de 16 de agosto,  constitui no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento o Plano de Ação para o Nordeste (AgroNordeste).

O plano vai apoiar a organização das cadeias agropecuárias da região para ampliar e diversificar os canais de comercialização, “atuando com pertinência social, ambiental e econômica e buscando aumentar a eficiência produtiva e o benefício social”.

A portaria pretende auxiliar na identificação de obstáculos que travam a competitividade de setores da agropecuária nordestina com potencial de crescimento e apoiar a melhoria dos sistemas produtivos, do beneficiamento e do processamento de produtos.

O AgroNordeste busca também o acesso dos produtores a crédito, assistência técnica e tecnologias, objetivando o desenvolvimento de produtos com maior valor agregado e de estratégias de convivência com a seca.

Nordeste ganha plano de ação para desenvolvimento da agropecuária

(Foto: Internet)

A agropecuária nordestina tem a partir de hoje (19) um instrumento importante para o seu desenvolvimento. A Portaria 164, de 16 de agosto, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, estabelece no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento o Plano de Ação para o Nordeste (AgroNordeste).

O AgroNordeste vai apoiar a organização das cadeias agropecuárias da região para ampliar e diversificar os canais de comercialização, “atuando com pertinência social, ambiental e econômica e buscando aumentar a eficiência produtiva e o benefício social”.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina busca selo de qualidade para ampliar mercado de produtos agropecuários locais

(Foto: Jaquelyne Costa)

Visando à adesão ao selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produto de Origem Animal (SISBI), representantes da Prefeitura de Petrolina participaram de reunião na Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (ADAGRO) na tarde de segunda-feira (8).

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Sistema determina o padrão dos procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inofensibilidade e segurança dos alimentos. Esse selo torna-se muito importante para Petrolina, principalmente, para que seja autorizada a distribuição de toda a produção de aves, caprinos e produtos derivados do leite em outros estados do país.

LEIA MAIS

Agropecuária lidera aumento de 16,6% das exportações do Brasil em outubro

As exportações agropecuárias cresceram 35,8% no período, com aumento de 17,2% nas vendas da soja e de 15,1% das carnes. (Foto: Internet)

As exportações brasileiras tiveram um crescimento de 16,6% em outubro, na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com dados da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgados hoje (26) no Rio de Janeiro, o principal responsável pela expansão foi o setor agropecuário.

As exportações agropecuárias cresceram 35,8% no período, com aumento de 17,2% nas vendas da soja e de 15,1% das carnes. Outro segmento que teve desempenho positivo foi a indústria extrativa, que cresceu 32,9% em outubro.

Segundo a FGV, fatores como a guerra comercial entre Estados Unidos e China e o aumento no preço de algumas commodities (mercadorias que funcionam como matéria-prima, produzidos em escala e que podem ser estocados sem perda de qualidade), como o petróleo, foram responsáveis pelo crescimento.

Commodities

LEIA MAIS

Agropecuária se destaca e faz com que Petrolina se torne a cidade que mais gera empregos em Pernambuco

(Foto: ASCOM)

Petrolina se destaca no Sertão do São Francisco e é a cidade que mais empregou no primeiro semestre de 2018 no estado de Pernambuco. O município bateu recorde de geração de postos formais de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão vinculado ao Ministério do Trabalho (MT).

Nos seis primeiros meses de 2018, o saldo de vagas foi de 2.296 oportunidades com carteira assinada.  Com 350 mil habitantes, Petrolina também é destaque na região, ocupando a 4ª posição no Nordeste.

LEIA MAIS

Junho termina com déficit na geração de emprego, aponta levantamento do Caged

O mês de junho terminou com mais desligamentos do que contratações no Brasil. Enquanto houve 1.167.531 admissões o número de demissões foi de 1.1268.192, o que representa saldo de -661 postos de trabalho. De acordo com o Cadastro  Geral de Empregados e Desempregados (Caged), esse foi o primeiro resultado negativo de 2018.

No acumulado do ano, o saldo é positivo com mais 392.461 empregos, o que representa crescimento de 1,04% em relação ao primeiro semestre de 2017.

Entre os setores, o comércio (fechou 20.971 vagas) foi o que mais perdeu postos de trabalho, enquanto a agropecuária (abriu 40.917 vagas) foi a que mais criou. Por região, o Centro-Oeste liderou a geração de empregos.

8.366 vagas foram criadas naquele local, seguido por Sudeste (3.612), Nordeste (3.581) e Norte (930). Apenas na região Sul o saldo foi negativo, com o fechamento de -17.150 postos.

Câmara anuncia ações para a agropecuária do Estado

Paulo Câmara anunciou, nesta quinta-feira, um pacote de ações durante a abertura da II Feira da Avicultura do Nordeste

Em São Bento do Uma, no Agreste Meridional, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou um pacote de ações durante a abertura da II Feira da Avicultura do Nordeste. Entre os investimentos, estão a reestruturação da Agência Estadual de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Adagro); assinatura do decreto de operação da rastreabilidade do ovo; abertura de seleção temporária para contratação de 74 técnicos de defesa agropecuária; concurso público para contratação de 50 fiscais agropecuários; e entrega de equipamentos.

“Temos que estar muito junto no campo e nos arranjos produtivos, buscando gerar emprego e renda, fazendo com que a produção avícola de Pernambuco continue a crescer, a se desenvolver e a nos orgulhar. Nesse sentido, a Adagro tem um papel fundamental: o de orientar, de fiscalizar e fazer parcerias em favor de uma agropecuária de qualidade, que proteja as pessoas que adquirem os produtos e, ao mesmo tempo, dê boas condições de trabalho aos fornecedores”, afirmou o governador.

O gestor também frisou que Pernambuco é o maior produtor de ovos do Nordeste e que este novo sistema de rastreabilidade é pioneiro no Brasil. Durante o evento, o chefe do Executivo estadual visitou os estandes, cumprimentou os expositores da feira e os participantes da Corrida das Galinhas.

Valor da produção agropecuária encerra 2016 em R$ 527,9 bilhões

(Foto: Arquivo)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou hoje (13) que o valor bruto da produção agropecuária encerrou 2016 em R$ 527,9 bilhões. O montante ficou 1,8% abaixo do registrado em 2015. Tanto a pecuária quanto as lavouras contribuíram para a queda.

O valor da produção para a pecuária caiu 3,2% e para as lavouras 1%, segundo o ministério. Na pecuária, as carnes bovina ( queda de 5,6%), suína (10,7%) e o leite (7,8%) foram afetados pelos preços mais baixos. Nas lavouras, houve retração no valor da produção de produtos como o tomate (47,9%), mamona (41%), fumo (29,1%), uva (13,4%), cacau (14,7%), algodão (12,1%), amendoim (11,3%), cebola (11,3%) e arroz (9,5%).

Para o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do ministério, José Garcia Gasques, o aspecto mais marcante de 2016 foram as secas, que afetaram as atividades principalmente no Cerrado e no Nordeste.

LEIA MAIS

Transporte da produção agropecuária em Lagoa Grande será facilitado com a recuperação de estrada

(Foto: Arquivo)

Prefeitura de Lagoa Grande vai recuperar estrada(Foto: Arquivo)

Visando facilitar o transporte da produção agrícola e pecuária, além de oferecer uma melhor qualidade de vida à população rual, a Prefeitura de Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), iniciou no último domingo (19) as obras de recuperação da estrada que liga o povoado de Cristália, aos assentamentos Lagoa das Baraúnas, Lagoa das Caraíbas e Pocinhos, zona rural da cidade.

A recuperação da estrada é um desejo antigo de quem trafega diariamente pelo local. A realização da obra traz a possibilidade de levar progresso por meio da agronegócio. Os trabalhadores da região estão ansiosos pelo término da obra, que terá uma extensão de 12.8 km e deve ser concluída em 20 dias.

O Secretário Municipal de Agricultura, José de Oliveira, acredita que ações como esta, tornam a vida do homem do campo mais fácil e alavanca a economia local. “Fico feliz em ver o sorriso no rosto do trabalhador rural ao receber os benefícios do poder público municipal. Recuperar estradas do interior significa potencializar a economia de nossa Lagoa Grande, que vive potencialmente do agronegócio”, declarou.

Com informações da ASCOM

Curso técnico em Agropecuária está com vagas abertas no IF de Floresta

if sertao logo

O campus Floresta reabriu o processo seletivo complementar para o curso técnico em Agropecuária, na modalidade Ensino Médio Integrado. A seleção destina-se ao preenchimento de 15 vagas no primeiro semestre de 2016: 3 vagas para o turno matutino e 12 para o vespertino.

De acordo com edital, as inscrições estarão abertas até 11 de março, das 8h às 17h, e deverão ser realizadas diretamente com a comissão responsável pela seleção. Para se inscrever, é necessário ter concluído o 9º ano (antiga 8ª série) do Ensino Fundamental ou a 4ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA), além de apresentar a documentação requerida.

Em qualquer caso, os candidatos serão classificados a partir da avaliação do histórico escolar individual, sendo contabilizadas as médias aritméticas das disciplinas Língua Portuguesa e Matemática. O resultado final da seleção será divulgado no dia 14 de março e as matrículas deverão ser efetuadas na Secretaria de Controle Acadêmico do campus Floresta, nos dias 17 e 18 de março, das 8h às 17h.

Para mais informações, acesse aqui a reabertura do edital nº 05/2016.

Com informações de IF Sertão/Ascom