Natal Solidário da Agrovale beneficia nove instituições do Vale do São Francisco

(Foto: Divulgação)

O Natal Solidário da Agrovale, edição 2019, fez a alegria de crianças e idosos em nove instituições nas cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). As instituições beneficiadas foram EMEI Edivânia Santos Cardoso (bairro João XXIII), EMEI – Gentil Damásio do Nascimento (bairro Alto da Aliança), Flores do Amanhecer (bairro Argemiro,) Escola Municipal De Educação Infantil Antônio Guilhermino (bairro Antônio Guilhermino), EMEI Vanda Guerra (bairro João Paulo II) e EMEI Manoel Alves da Mota (Distrito de Maniçoba), Lar São Vicente de Paulo, APAE de Juazeiro e APAMI.

Tradicionalmente, o Natal Solidário da Agrovale distribuiu guloseimas, kits de higiene pessoal e brinquedos. No total, foram entregues às crianças cerca de dois mil presentes, entre brinquedos e kits de guloseimas. Tudo com a presença do palhaço ‘Paçoquinha’ que divertiu a criançada com apresentações teatrais e brincadeiras.

Agrovale ajuda Juazeiro a ser cidade mais empregadora da Bahia

Agrovale é destaque em geração de empregos.

A Agrovale foi um dos grandes destaques de geração de emprego, segundo os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego. A empresa foi a que mais contribuiu para que Juazeiro (BA) ficasse com o primeiro lugar na Bahia.

Os números foram anunciados na última quarta-feira (27) e de um total de 4.273 empregos de carteira assinada o segmento da agricultura, a Agrovale responde com 1.757, ficando a indústria em segundo com 1.510 e a área de serviços com 1.127.

Ampliando sua participação, ano a ano, no saldo de contratações com carteira assinada, a Agrovale teve relevante contribuição na geração de empregos e renda para a região em 2019, especificamente entre os meses de janeiro a outubro.

Agrovale conquista selo e prêmio estadual de Boas Práticas de Aprendizagem Profissional

(Foto: Divulgação)

A Agrovale recebe nesta terça-feira (5), em Salvador (BA), duas importantes condecorações. O Prêmio Reconhecimento das Boas Práticas da Aprendizagem Profissional, concedido pelo Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional – FOBAP e o Selo das Boas Práticas da Aprendizagem Profissional conferido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR-BA. A solenidade de entrega acontece no Teatro Castro Alves durante a III Feira de Aprendizagem Profissional da Bahia.

Escolhida entre empresas selecionadas em todo Estado, a Agrovale vem desenvolvendo um projeto de qualificação profissional onde os funcionários e colaboradores são incentivados na busca constante de aprendizagem e de autodesenvolvimento. De acordo com a gestora de Recursos Humanos (RH) da Agrovale, Roberta Santos, a conquista do prêmio e do selo é o resultado do trabalho diário de uma equipe dedicada e bastante afinada.

Ronaldo Silva critica clima “político” contra Agrovale: “Sempre trouxe a prosperidade para nossa cidade”

Ronaldo Silva defendeu Agrovale (Foto: Blog Waldiney Passos)

Para o vereador Ronaldo Silva (PSDB) a população petrolinense está sendo injusta com a Agrovale. O edil citou as recentes queixas de petrolinenses na imprensa local, criticando a presença de fuligem em suas residências. Para Ronaldo, essa onda de manifestação é política.

LEIA TAMBÉM:

Incêndio destrói 7,14 hectares de cana-de-açúcar da Agrovale; empresa afirma que ação foi criminosa

“Quando cheguei aqui em 87 foi a Agrovale que me acolheu me dando oportunidade para que eu pudesse trabalhar e construir uma família. Meu sogro foi um dos primeiros gerentes. Hoje a Agrovale emprega mais de 5 mil funcionários direto, mais de 20 mil funcionários indiretos. A Agrovale joga na economia da nossa região mais de R$ 200 milhões em salário”, destacou o edil.

Incêndio destrói 7,14 hectares de cana-de-açúcar da Agrovale; empresa afirma que ação foi criminosa

(Foto: Ilustração)

Um incêndio de grandes proporções devastou 7,14 hectares de cana-de-açúcar da Agrovale, em Juazeiro (BA), na noite do último sábado (19). Segundo informações da empresa, a área atingida pelo fogo fica no lote 12 do Campo São Carlos, uma das partes do canavial mais próximas das cidades de Juazeiro e Petrolina (PE).

“A direção da empresa tomou uma série de providências logo que detectou o sinistro e após o registro de um Boletim de Ocorrência (BO), junto à delegacia de Polícia Civil, em Juazeiro, informou o ocorrido também aos órgãos ambientais de competência, INEMA e o IBAMA”, diz um trecho da nota da Agrovale divulgada há pouco.

Escola municipal de Juazeiro recebe doação para criação de horta comunitária

(Foto: Divulgação)

Cerca de 390 alunos da Escola Municipal Prefeito Aprígio Duarte, no Residencial Juazeiro I, que atende alunos também dos residencias Juazeiro II e III, em Juazeiro -BA, tiveram uma grata surpresa  na manhã desta sexta-feira (6).

Em meio ao anúncio do início dos trabalhos para implantação de uma horta comunitária, a criançada vibrou com a chegada dos equipamentos que vão permitir o cultivo de hortaliças, legumes e ervas medicinais nas dependências da escola.

A ação, que mobilizou os estudantes da Educação Infantil e Fundamental I, com idades entre 3 e 9 anos, faz parte do projeto ‘Horta na Escola’, desenvolvido pela Agrovale que pretende implantar mais três unidades em Juazeiro e Petrolina (PE), até o final deste ano.

“Adubo doce”, melaço da cana-de-açúcar eleva produtividade agrícola no Vale do São Francisco

(Foto: Ascom)

O melaço da cana-de-açúcar tem permitido o aumento da produtividade na região do Vale do São Francisco. O produto obtido através da mistura de sacarose e sais minerais está sendo utilizado nos pomares de uva, resultando no crescimento de 15% na produtividade local.

A mistura é aplicada na agricultura por meio da fertirrigação – para cada 200 litros de água é adicionado 5 litros do produto – o fertilizante natural multiplica os microorganismos do solo, melhora a coloração das folhas e dos frutos e dá mais qualidade na vida das plantas com o uso recomendado em praticamente todas as culturas. Geralmente são aplicados 25 litros por hectare durante uma safra.

Apelidado de “adubo doce”, o melaço garante também economia ao agricultor. “Quando utilizado juntamente com um agente de controle de pragas o melaço aumenta a eficiência gerando economia para o produtor”, explicou o engenheiro agrônomo e consultor agrícola, Pedro Ximenes.

Produtores baianos serão contemplados com palhada doada pela Agrovale

(Foto: Ascom/Agrovale)

A palhada, alimento animal oriundo da casa de açúcar produzida pela Agrovale – beneficiará cerca de 36 mil pequenos produtores rurais dos municípios baianos de Casa Nova e Tucano. Desde junho de 2018 15 mil pequenos agricultores já foram contemplados, tanto na Bahia quanto em Pernambuco.

De acordo com a Agrovale, a palhada é alimento forrageiro com elevados índices produtivos e altos teores de carboidratos. O produto é utilizado na alimentação de rebanhos caprinos, ovinos e bovinos em Campo Formoso, Senhor do Bonfim, Jaguarari, Itiuba, Sobradinho, Andorinha e Petrolina.

O secretário de Agricultura de Casa Nova, Pedro dos Santos Costa, celebrou a parceria com a Agrovale. “Este será um benefício para aproximadamente 28 mil pequenos produtores rurais. Temos o maior rebanho caprino do Brasil com 269 mil cabeças. A palhada da Agrovale com certeza também vai fazer a diferença na alimentação animal de Casa Nova”, disse.

Agrovale realiza leilão de máquinas e equipamentos usados nesta quarta-feira 

A Agrovale vai leiloar nesta quarta-feira (24) mais de 100 itens entre máquinas e equipamentos usados. Serão 38 lotes com utensílios, a exemplo de tratores de esteira e agrícolas, motoniveladoras, pás carregadeiras, guindaste, escavadeiras hidráulicas, carregadeiras de cana, distribuidores de calcário e adubo e rodas motriz de borracha para trator.

As máquinas e equipamentos disponíveis podem ser conferidos pela internet. De acordo com a empresa, para participar do leilão é necessário se habilitar por meio de um cadastro realizado no site www.deseulance.com.

Agrovale contrata 60 novos aprendizes; jovens farão parte do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana’

(Foto: Ascom)

A disputa por uma vaga no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada, refletindo diretamente nos iniciantes. Em Juazeiro (BA), o campo é o setor que mais oferece emprego, embora a mão de obra qualificada esteja desfalcada. De olho nisso, começou na manhã da última quinta-feira (28) a quarta turma do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana-de-Açúcar’, desenvolvido pelo Centro de Excelência em Fruticultura do SENAR e a Agrovale.

A empresa juazeirense contratou 60 jovens aprendizes, com idade entre 18 e 24 anos, que devem ter 960 horas de jornada teórico-prática até março de 2020. Na aula inaugural, a turma foi recepcionada pela coordenadora adjunta do SENAR, Liziane Rocha, e depois recebeu material didático e instruções sobre o funcionamento do curso. De acordo com Liziane, eles estarão prontos para o módulo prático na Agrovale a partir de outubro deste ano.

“Este ano o programa terá dois grupos, um com 30 alunos no período da manhã e outro com mais 30 na parte da tarde. A ideia é desenvolvermos habilidades básicas e específicas voltadas para o cultivo da cana-de-açúcar, com os aprendizes tendo contato direto com a empresa, absorvendo melhor o conhecimento que eles adquirirem aqui [no SENAR] no módulo teórico”, ela explica.

Policiais militares e instituições de Juazeiro realizam doação de presentes e cestas básicas

(Foto: ASCOM)

O fim de ano chegou e as crianças e famílias carentes do bairro Itaberaba, em Juazeiro (BA), podem continuar acreditando na Magia do Natal. Policiais militares da 75ª Cia Independente uniram-se à Associação de Mães e a empresas como a Agrovale para distribuírem mais de 200 cestas básicas e 580 brinquedos. A ação faz parte do projeto ‘Natal Sem Fome’, que beneficia moradores da periferia da cidade há 21 anos.

A entrega dos donativos ocorreu na última sexta-feira (21). Uma apresentação de capoeira do grupo ‘Embondeiro’ também teve o objetivo de fazer o Natal de 2018 mais especial. Nas cestas, os gêneros alimentícios eram de primeira necessidade, como: arroz, feijão, macarrão, óleo, biscoito, farinha, 2 kg de açúcar, entre outros.

Natal Solidário da Agrovale alegra crianças e idosos de Petrolina e Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Cerca de 200 pessoas, entre crianças e idosos de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA)  tiveram um dia muito especial na última sexta-feira (07). A edição 2018 do “Natal Solidário da Agrovale” começou às 8h na escola Flores do Amanhecer, no bairro do Argemiro, em Juazeiro.

Depois de muitas brincadeiras e entrega de presentes aos pequenos alunos e alunas da escola, o “palhaço Cheirozinho” cruzou a ponte com a equipe da empresa e foi à Petrolina fazer a alegria da criançada e de alguns idosos no Centro de Oncologia Dr. Muccini, na Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (APAMI).

Pequenos produtores rurais de Campo Formoso também serão beneficiados com doação da palhada da Agrovale

(Foto: ASCOM)

Sobe para oito o número de municípios atendidos pelo programa socioambiental da Agrovale que vai doar 80 mil toneladas de palhada (alimento animal volumoso decorrente da produção de cana-de-açúcar) a mais de 15 mil pequenos produtores rurais baianos e pernambucanos até o final da safra de 2019.

Nesta quarta-feira (24), a prefeita de Campo Formoso (BA), Rose Menezes, assinou o termo de parceria que vai beneficiar os rebanhos caprinos, ovinos e bovinos do município, no norte da Bahia. Campo Formoso e Juazeiro (BA), Senhor do Bonfim (BA), Jaguarari (BA), Itiúba (BA), Sobradinho (BA), Andorinha (BA) e Petrolina (PE) vivem atualmente sob o decreto de situação de emergência por conta da forte estiagem prolongada. Cada produtor será contemplado mensalmente com seis fardos de 400 quilos cada.

Segundo Rose Menezes, a doação da palhada chega em um momento bastante oportuno para os criadores e associações rurais do município. “Nossa secretaria de Agricultura vai organizar o cadastramento dos produtores estabelecendo uma ordem de entrega das doações de maneira que todos terão acesso”, adiantou a prefeita.

Impulsionado pela Agrovale, Juazeiro é pela segunda vez a que mais criou empregos em 2018

A Agrovale deu a maior contribuição com a assinatura de 1.494 carteiras.

Juazeiro contratou 2.462 trabalhadores e é a cidade baiana que mais criou vagas formais de emprego nos seis primeiros meses de 2018, segundo o novo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. A Agrovale deu a maior contribuição com a assinatura de 1.494 carteiras, de janeiro a junho deste ano.

Somente a empresa foi responsável por 61% das novas admissões, que colocaram o município no ranking dos três primeiros do Nordeste, ficando atrás apenas de Quixeramobim (CE) e São Luiz (MA). Com 221.773 habitantes, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Juazeiro também supera o desafio de, pela segunda vez consecutiva, ser a maior geradora de empregos da Bahia.

Para Denisson Flores, vice-presidente da Agrovale, os números positivos do Caged demonstram como a empresa está ligada ao crescimento do município e reforçam o comprometimento social e econômico que ela tem com a região. “Nós acreditamos que as conquistas da Agrovale estão associadas à melhoria da qualidade de vida dos juazeirenses, assim como o desenvolvimento, seja de Juazeiro ou de Petrolina [PE], nos motiva a avançar como empresa e contribuir produtivamente como geradora de emprego e renda”, afirma.

Ao todo, a usina possui 5.032 funcionários diretos, migrantes de todas as áreas do Vale do São Francisco. É a empresa que mais assina carteiras de trabalho no interior do estado, destacando-se na realização de pesquisas genéticas e de seleção de variedades de cana-de-açúcar adaptadas ao semiárido nordestino. A Agrovale produz açúcar, etanol e bioenergia, o que assegura sua autonomia energética e possibilita ainda o fornecimento regular de energia elétrica para uma cidade com aproximadamente 180 mil pessoas.

Agrovale firma parceria e doará 80 mil toneladas de palhada a pequenos agricultores

(Foto: Ascom)

A partir da próxima semana a Agrovale dará início a doação de 80 mil toneladas de palhada a pequenos agricultores de Juazeiro (BA). O material será entregue até 2020 para alimentação do rebanho. A doação foi firmada nessa semana (4), juntamente com a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano da Prefeitura de Juazeiro.

O alimento beneficiará rebanhos bovinos, caprinos e ovinos do município. De acordo com o diretor financeiro da Agrovale, Guilherme Colaço Filho, a parceria tem cunho social e ambiental.

“Fizemos um investimento extra de R$ 1,5 milhão para aquisição de maquinário, mão de obra e estrutura necessária visando a concretização desta iniciativa de reduzir a queima da palha da cana. Com a doação do suporte alimentar estaremos contribuindo para o fomento da cadeia produtiva dos pequenos pecuaristas e o desenvolvimento com sustentabilidade ambiental”, disse.

Segundo o secretário do Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, Agenor Souza, a parceria será importante. “A partir da semana que vem estaremos convocando os pequenos produtores já cadastrados e as associações da categoria para organizarmos a ordem da entrega das doações. Iremos providenciar os veículos para as coletas na empresa”.

123