Municípios do Sertão registram forte chuva e somam prejuízos

Ruas de Serra Talhada ficaram alagadas (Foto: Reprodução/Farol de Notícias)

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) alertou sobre a possibilidade de forte chuva no Sertão Pernambucano e isso se concretizou em vários municípios da região em Lagoa Grande e Serra Talhada.

Somente no Distrito de Jutaí, zona rural de Lagoa Grande choveu nas últimas 24 horas 136,78 mm. Em Serra Talhada, onde houve alagamento do Centro da cidade. Mesmo com o alerta da Defesa Civil, comerciantes tiveram prejuízos por conta da água acumulada nas ruas.

Nessa semana outra cidade da região, Afogados da Ingazeira, teve chuva de 128 mm, registrando destruição de pontes e 20 famílias ficaram desabrigadas. Para hoje (26) a Apac renovou o alerta de chuvas tanto no Sertão do São Francisco, quanto no Sertão de Pernambuco.

Afogados da Ingazeira registra quase 130 mm de chuva e cidade contabiliza prejuízos

Choveu 128 mm na cidade (Foto: Alisson Nascimento/Cortesia)

Afogados da Ingazeira (PE) ganhou destaque em 2020 pelo desempenho do time da cidade, mas nessa quarta-feira (25) voltou aos holofotes por conta da forte chuva registrada entre a noite de ontem (24) e a madrugada de hoje.

De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), chegou 128 mm hoje. A barragem da cidade cedeu diante da água acumulada, duas pontes na PE-292 ficaram destruídas, casas foram alagadas e há relatos também de desabamentos com feridos.

Desde o começo da semana a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) vem alertando sobre a possibilidade de forte chuva no Sertão, fato já concretizado em cidades como Sertânia e Afogados. A orientação aos moradores é que sigam as recomendações da Defesa Civil e busquem os abrigos municipais.

Forte chuva deixa parte Sertânia submersa nessa segunda-feira

A segunda-feira (23) de quarentena começou com forte chuva no município de Sertânia (PE). De acordo com o portal Tribuna do Moxotó, o canal da cidade não suportou a quantidade de água caída do céu e inundou residências próximas.

Imagens divulgadas nas redes sociais dimensionam o estrago causado pela força da água. Carros ficaram submersos, residências foram invadidas, muros caíram e até mesmo parte da BR-232 ficou destruída.

Na última segunda-feira (16) a cidade registrou 111,7 mm de chuva, quase a metade do acumulado de março: 273,8 mm. O Blog Waldiney Passos pediu mais informações à Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) acerca do volume de chuva no município. Contudo, até o encerramento da matéria não tivemos retorno.

Juazeiro registra vários pontos de alagamento após chuva dessa manhã

Leitores flagraram vários problemas

Chuva é sempre bem-vinda no Sertão, contudo, em alguns pontos sem a infraestrutura adequada a água acumulada acaba causando transtornos aos moradores. É o caso de Juazeiro (BA). Após a chuva dessa quarta-feira (18), diversos bairros tiveram problemas.

No Centro, várias ruas ficaram submersas e há inclusive registros de carros que não conseguiram continuar a travessia por debaixo da Ponte. Nos bairros periféricos, a exemplo do Quidé moradores chamam atenção para o lixo, lamaçal e cobram mais atenção do poder público.

O Blog Waldiney Passos procurou a Prefeitura de Juazeiro para saber quais medidas estão sendo adotas de forma emergencial, contudo até o momento não recebemos uma resposta.

Petrolina: mesmo debaixo de chuva comunidade do Maria Tereza se une para abrir vala e fazer esgoto escoar

Moradores da zona rural enfrentam problemas

Que a chuva é uma bênção aos sertanejos, isso é fato. Mas a falta de estrutura em algumas localidades acaba transformando essa dádiva em uma dor de cabeça sem fim. No Projeto Maria Tereza, zona rural de Petrolina, nessa quarta-feira (22) a luta de quem reside nas Ruas 36, 37 e 38 é tentar fazer com que o esgoto escoa.

Isso porque a forte chuva que cai desde as primeiras horas da manhã se misturou a água suja, tomou parte da via pública e deixou o local intransitável. E para os próximos dias eles já preveem mais problemas. “A situação é bem complicada, além de todos os transtornos com as ruas alagadas, a gente fica sem energia por várias horas e sem água nas torneiras por vários dias“, relatou um morador.

Na sede a situação ficou complicada nos bairros sem pavimentação asfáltica, a exemplo do Jatobá e no João de Deus. Nessa comunidade os moradores da Vila da Fé, uma invasão sempre afetada pelas chuvas, tiveram prejuízos materiais e esperam o céu se acalmar para contabilizar os prejuízos.

IPA contabiliza chuva de 133 mm em Lagoa Grande apenas nessa quarta-feira

Mais cedo o Blog mostrou a forte chuva registrada em Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco, na manhã dessa quarta-feira (22). De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), que também monitora as chuvas no interior do Estado, somente hoje foram contabilizados 133 milímetros.

LEIA TAMBÉM

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

Para se ter uma noção da força da precipitação, em todo mês o município somou 169.5, 133 apenas com os números desas quarta, até 12h. Sem cessar, a chuva causou transtornos, alagando bairros já que a água não consegue escoar e baixar. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) renovou o alerta de “Perigo Potencial” na cidade, até às 10h desta quinta-feira (23).

O INMET alerta para a forte chuva em poucas horas, o que pode desencadear queda de árvores e descargas elétricas. Quem tiver alguma demanda urgente deve acionar a Defesa Civil através do número 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Moradores de Juazeiro registram problemas causados pela chuva; Defesa Civil disponibiliza telefone para emergências

A forte chuva dessa quarta-feira (22) também deixou vários bairros de Juazeiro (BA) alagados. Leitores enviaram fotos do Antônio Guilhermino, Residencial Mairi e Dom José Rodrigues. Eles alegam que quando chove sempre acontecem os mesmos problemas: as ruas não conseguem dar conta da água acumulada e as residências são afetadas.

LEIA TAMBÉM

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

“Tem uma comunidade atrás do cemitério que provavelmente também vai inundar. Eles não estão nem aí pra população”, desabafou uma moradora da cidade baiana. O Blog Waldiney Passos procurou a Prefeitura de Juazeiro para saber quais medidas emergenciais a Defesa Civil está adotando, a fim de amenizar os danos.

“A Defesa Civil informa que, assim que a chuva diminuir fará um breve levantamento/diagnóstico das situações de risco para que as medidas necessárias sejam tomadas a fim de preservar a vida da população. A população pode entrar em contato coma Defesa Civil através do telefone (74) 9 9198 0813“, informa a nota enviada à nossa Produção.

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

Ruas de Lagoa Grande ficaram alagadas (Foto: Ninho Poeta/Reprodução)

A chuva que chegou durante a madrugada dessa quarta-feira (22) também foi registrada em Juazeiro (BA) e Lagoa Grande (PE). Na cidade pernambucana a precipitação provocou alagamentos em diversos bairros da cidade, causando transtornos aos motoristas e pedestres que se deslocavam ao seus trabalhos.

Confira o vídeo registrado pelo radialista Ninho Poeta:

Em Juazeiro há relatos de alagamentos nos bairros mais periféricos, como Castelo Branco, Antônio Guilhermino e Sol Nascente. Até mesmo no Centro da cidade foram contabilizados pequenos transtornos, especialmente nesse começo da manhã quando as pessoas estão se deslocando aos seus trabalhos.

Prefeitura traça estratégias preventivas para atender pontos sujeitos a alagamentos em Petrolina

Além de intensificar a limpeza de canais, equipe vistoriou locais e conversou com a população a fim de diminuir possíveis transtornos causados pela chuva. (Foto: ASCOM)

Em pleno feriado em homenagem à Proclamação da República, as equipes da Prefeitura de Petrolina foram às ruas para realizar ações preventivas para os possíveis transtornos causados pela chuva. A ideia é estruturar a cidade cada vez para que ela esteja preparada para este período chuvoso, que normalmente vai do fim de novembro até o início de abril.

Por isso, uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) deu início nesta quarta-feira (15) à limpeza do canal do bairro Rio Corrente. Além disso, na última terça feira (14), outra equipe aproveitou para visitar pontos que estão sujeitos a alagamentos em alguns bairros da zona oeste.

A vistoria começou na Avenida dos Tropeiros, na zona oeste. Lá, uma equipe trabalha na desobstrução de um dreno para que se resolva o problema de alagamento das ruas 36 e 37 do bairro Alto do Cocar II. Em seguida, foi a vez de verificar a situação do canal que passa pelo Cacheado. Por lá, foi observada uma grande quantidade de lixo, que deve ser retirada o quanto antes.

LEIA MAIS

Chuvas causam alagamentos em Fortaleza-CE

Ruas alagadas em Fortaleza-CE/Foto: Nah Jereissati

A capital do Ceará, Fortaleza, foi surpreendida na manhã de ontem (31) com as fortes chuvas. Ruas e avenidas ficaram alagadas. Em alguns cruzamentos da cidade, os semáforos se apagaram e outros permaneceram intermitentes devido a problemas na rede elétrica.

Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as precipitações atingiram 43 municípios do Estado. Em Fortaleza, o órgão registrou, de 0h de terça-feira (31) até o fim da manhã, chuva de 70 mm.

A previsão para hoje (1º) é de nebulosidade variável com chuvas em todas as regiões do Estado do Ceará.

Chuvas causam alagamentos e mortes no Rio de Janeiro

Chuvas Rio de Janeiro

Duas pessoas morreram após o desabamento de uma residência na comunidade Chácara do Céu, na zona sul do Rio de Janeiro, causado pela forte chuva que deixou a cidade em estágio de crise na noite deste sábado (12).

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma outra pessoa estaria desaparecida no bairro Rocha Miranda, zona norte, na proximidade da avenida dos Italianos, após ser levada por uma correnteza. Outros dois desabamentos foram registrados nos morros da Mangueira e do Turano. Não houve feridos.

De acordo com o Centro de Operações da prefeitura, às 3h deste domingo (13) a cidade retornou ao estágio de atenção. Durante a madrugada o órgão registrou chuva fraca em pontos isolados, que deverá continuar de forma moderada nas próximas horas.