Alvorlande Cruz celebra volta a Câmara e defende aprovação do Plano Diretor 

Vereador assumiu cadeira após celeuma com Domingos (Foto: Blog Waldiney Passos)

O ano de 2019 foi de reviravoltas na vida do vereador Alvorlande Cruz (PSL). Suplente na eleição de 2016, o edil assumiu a cadeira após a cassação do mandato de Domingos de Cristália (PSL). Pouco depois, Domingos conseguiu reverter e novamente foi derrotado.

Se o começo do mandato, já em meados de 2019, foi tumultuado, Alvorlande celebrou a paz no final desse ano. “Deus me oportunizou [estar na Câmara], é a terceira vez que venho a essa Casa, fiz um trabalho anteriormente derrubamos a cobrança de estacionamento do Shopping, fui criticado por algumas coisas, mas ação, nós trouxemos as pessoas para dentro do empreendimento”, disse durante coletiva de imprensa.

Aliado de Miguel Coelho (MDB), Alvorlande já deixou claro. Para 2020 há um objetivo principal, a aprovação do Plano Diretor Municipal. “Com fé em Deus no próximo ano iremos aprovar o Plano Diretor para que a gente tenha condições de ampliar a questão do zoneamento”, afirmou.

“Tenho o desprazer de ter você como colega de partido”, dispara Gabriel sobre Alvorlande

Vereadores trocaram farpas durante a sessão desta terça.

Após o embate com o vereador Alvorlande Cruz, Gabriel Menezes rebateu o discurso do colega de legenda – ambos são do Partido Social Liberal (PSL) – e afirmou que não preza pelo parlamentar. Os vereadores entraram em um embate após a apresentação de um requerimento a respeito da Avenida Sete de Setembro de autoria de Gabriel.

LEIA TAMBÉM

Requerimento sobre Avenida Sete de Setembro gera embate entre Gabriel Menezes e Alvorlande Cruz

Em um determinado momento, Alvorlande falou citou a decisão de Gabriel de ser contra a reeleição. Em resposta, Gabriel reafirmou seu posicionamento, disse estar de passagem em sua cadeira de vereador e disparou contra Alvorlande.

Requerimento sobre Avenida Sete de Setembro gera embate entre Gabriel Menezes e Alvorlande Cruz

Vereadores protagonizaram embate na Casa nesta terça.

Durante a sessão desta terça-feira (10) na Câmara Municipal de Petrolina, os vereadores Gabriel Menezes (PSL) e Alvorlande Cruz (PSL) protagonizaram um embate após a apresentação de um requerimento a respeito da duplicação da Avenida da Sete de Setembro, de autoria de Gabriel.

O requerimento n. 418/2019, que pode ser acessado clicando aqui, solicitava que o prefeito Miguel Coelho que envidasse esforços junto ao Governo Federal, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para corrigir “falhas na execução da duplicação da Avenida Sete de Setembro”.

“Eu quero dizer ao prefeito, quando quiser colocar alguém para dar de testa, coloque alguém mais qualificado. Vossa Excelência vem falar em engenharias. Das engenharias que você está acostumado a fazer eu quero é distância. Eu entrei pela porta da frente, eleito, de cabeça erguida. Prefeito Miguel Coelho, coloque alguém que a gente tenha gosto de ir para o embate, Alvorlande não, faça esse favor”, disse Gabriel.

Câmara aprova orçamento de 2020, mas rejeita emenda de Cristina Costa

Orçamento de 2020 será de quase R$ 1 bilhão (Foto: Jean Brito/Ascom CMP)

R$ 948.053.290,00, esse será o orçamento de 2020 para Petrolina. O projeto da Lei Orçamentária Anual  (LOA) e o Plano Plurianual (PPA) foram aprovados na sessão de terça-feira (3), por 22 votos a zero. Sem muitas polêmicas, o debate se concentrou nas emendas parlamentares.

Nesse ano foram apresentadas 378 emendas de todos os edis. Duas modificativas – uma de Cristina Costa e outra de Gilmar Santos, ambos do PT – foram rejeitadas ainda na Comissão de Finanças. Gilmar ainda teve nove emendas refutadas, enquanto Costa, mais uma.

O maior debate foi em relação às emendas modificativas, já que tratava do limite de 40% à abertura de créditos adicionais. Costa e Gilmar solicitaram a limitação de 20%, como acontecia no governo de Julio Lóssio. Em sua justificativa, a vereadora ironizou Alvorlande Cruz (PSL), ex-aliado de Lóssio.

Presidente de Sindicato celebra emenda que destina recursos para gratificar técnicos administrativos de Petrolina

Presidente do Sindicato celebra emenda para categoria (Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma das emendas apresentadas e aprovadas na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 destina R$ 3,5 milhões para a gratificação de servidores municipais de Petrolina. E os contemplados serão nada menos que trabalhadores renegados no passado: os auxiliares técnicos administrativos.

LEIA TAMBÉM:

Vereadores de Petrolina começam a discutir orçamento de 2020

Presidente da Associação dos Técnicos da Administração do Município de Petrolina, Rosicleide Soares estava na sessão acompanhando a votação da LOA e não escondeu a felicidade ao tomar conhecimento da emenda. “Esse vai ser o maior presente para nós servidores, nós somos os cartões postais da Prefeitura. Tem categoria que tem mais de 20 anos de luta”, disse.

Vereadores aprovam Moção de Solidariedade a Gilmar Santos, mas Elias Jardim se abstém

Vereadores se solidarizaram com vereador Gilmar (Foto: Jean Brito/Ascom CMP)

Como era de se esperar, a Câmara de Vereadores de Petrolina deu destaque à ocorrência do último domingo (24), quando o edil Gilmar Santos (PT) foi algemado e levado para a delegacia. Membros da bancada da Oposição e Situação se uniram para apoiar o colega, pela forma que ele foi tratado.

Companheira de partido, Cristina Costa apresentou uma Moção de Solidariedade a Gilmar e a Companhia Biruta. Na justificativa, Costa alegou que a ação do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp) foi “desnecessária, gratuita e repugnante ação”. Maria Elena de Alencar (PRTB) lembrou que o vereador é uma autoridade que sabe dialogar com todos os poderes, mas foi vítima do abuso da Polícia Militar de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM:

Tenente do 2º BIEsp explica ação da PM no Rio Corrente e nega abuso dos policiais

Gilmar Santos critica truculência de policiais; PM rebate e diz que agentes foram agredidos

Alvoerlande Cruz (PSL) cobrou uma investigação da PM sobre a ação dos policiais da ROCAM. Seu irmão, o líder do Governo na Câmara, Aero Cruz (PSB) foi categórico: a solidariedade a Gilmar não diz se a polícia está certa ou errado.

Alvorlande provoca “existe vereador que surrupiou a EPTTC”, Valgueiro rebate “não tenho medo de macho nenhum”

O vereador Alvorlande Cruz, que assumiu recentemente o mandato na Câmara Municipal de Petrolina, disse ontem durante a sessão plenária que na mesma medida que a oposição bater vai levar  da situação “se bater nas pernas vai receber nas pernas, na cintura e na cabeça isso é só um recado”, afirmou.

Neste sentido, o edil, sem citar nomes, denunciou existir vereador na Casa Plínio Amorim que surrupiou a EPTTC  (hoje Ampla). “Eu não discuto pessoas, eu discute ideias, mas toda ação tem uma reação. Corre à boca miúda,  que eu não acredito, que aqui tem um vereador que surrupiou EPTTC, eu não acredito, eu não quero crer…. Se tem alguém que serve aqui de marica de recado, que só serve para trazer recado e assinar carta, assinar nota, não fez um projeto, faz um mandato medíocre, da forma que está aí vai beber água”, alfinetou.

Em resposta o vereador Paulo Valgueiro disse que a EPTTC colocou na Câmara dois vereadores com votação significativa, mas que responde por si só. “Não tenho nenhum medo de colocar a abertura da minha gestão à frente da EPTTC e  desafio o vereador, vamos nós dois no Ministério Público, a gente abre o nosso sigilo fiscal, telefônico e o que e tiver de sigilo. Eu e ele para ver quem é que tem alguma coisa a esconder. Não tenho medo desse tipo de ameaça pequena, não vai me amedrontar jamais, Deus não me deu tamanho, mas me deu coragem, fez com que eu nascesse lá em Floresta do Navio, não nasci na rua de baixo não, nasci em Floresta do Navio e nunca queimei minha língua com papa quente. Não tenho medo de macho nenhum, não me amedronto com ameaça de quem quer que seja”, disse.

Após ser chamado de vereador que surrupiou mandato, Alvorlande dá recado: “Toda ação requer uma reação”

Alvorlande foi curto e grosso, Valgueiro não se calou

Alvorlande Cruz (PSL) e Paulo Valgueiro (MDB) se estranharam na sessão da última terça-feira (3) durante a votação do Requerimento sobre a demissão de professores contratados na rede municipal. Tudo começou com uma fala do líder da Oposição.

Valgueiro afirmou que “temos nessa Casa 23 vereadores, temos até alguns que surrupiaram o mandato de quem foi eleito”, em referência à chegada de Alvorlande após a cassação de Domingos de Cristália (PSL). O colega não deixou barato e respondeu o emedebista em tom de ameaça.

“Toda ação requer uma reação. Eu vim para essa Casa porque a Justiça decidiu que teve corrupção eleitoral, como suplente eu vim. [Valgueiro] faz um mandato medíocre, o jogo daqui vai ser o seguinte: se bater nas pernas, é nas pernas, na cintura e na cabeça”, afirmou Alvorlande.

Alvorlande também disse que iria investigar a EPTTC (atual AMMPLA), fazendo referência à época na qual Valgueiro foi o diretor-presidente no governo de Julio Lóssio. O líder da Oposição não se calou e rebateu. “Não tenho nenhum medo de colocar a abertura da minha gestão a frente da EPPTC e desafio o vereador, vamos nós dois ali no Ministério Público, a gente abre nosso sigilo fiscal para ver quem tem o que esconder”, disse.

“É normal o direito de espernear”, diz Alvorlande sobre declarações de Domingos de Cristália após cassação

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (22) na Câmara Municipal de Petrolina, o vereador Alvorlande Cruz (PSL) – que voltou à Casa Legislativa após Domingos de Cristália ter seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) – falou sobre suas expectativas para a legislatura.

O parlamentar disse estar cumprindo, como suplente, uma determinação da justiça, e criticou algumas declarações de Domingos, que classifica sua cassação como perseguição política. “É normal o direito de espernear. Ele pode fazer esse questionamento e aceito com naturalidade as colocações dele, que tem o direito de recorrer. O que a justiça determinar a gente está aqui para cumprir”.

Alvorlande se diz tranquilo com liminar do TSE que devolve cargo de vereador a Domingos de Cristália

Alvorlande Cruz (PSL). (Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Alvorlande Cruz (PSL) falou, nesta terça-feira (06), durante sessão ordinária, sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinou a manutenção de Domingos de Cristália (PSL) no cargo de vereador de Petrolina (PE).

De acordo com o TSE, que acatou uma liminar, Domingos deve permanecer vereador “até a publicação do aresto a ser proferido pelo TRE/PE nos aclaratórios opostos na AIME 1-54 e na AIJE 443-65”.

LEIA TAMBÉM

Aero Cruz diz que Alvorlande vai atender a justiça após decisão que devolve cargo a Domingos de Cristália

“Sentimento de que a justiça está sendo feita”, diz Domingos de Cristália após decisão do TSE

Liminar suspende cassação do vereador Domingos de Cristália

“Se depender de mim, levarei o PSL para as fileiras do governo”, disse Alvorlande Cruz durante a posse

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Dois dias após o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) determinar a cassação do mandato do vereador Domingos de Cristália (PSL), acusado de cometer irregularidades durante a campanha de 2016, Alvorlande Cruz (PSL) tomou posse na tarde desta quinta-feira (11).

“É um reforço para a nossa bancada, esperamos que ele venha para somar, que venha apoiar os projetos do executivo, discutir boas indicações, e que  agente tenha um bom debate com a oposição, respeitando, mas colocando as nossas posições. […] A gente tem muito que apoiar o governo para que a gente possa continuar crescendo e dando a estrutura que Petrolina tanto espera”, disse o vereador Aero Cruz (PSB), irmão de Alvorlande.

Em meio ao recesso das atividades parlamentares da Câmara Municipal de Petrolina, no Gabinete da Presidência, rodeado de apoiadores, familiares, e demais convidados, Alvorlande Cruz (PSL) mais uma vez tomou posse, e assumiu uma cadeira no legislativo municipal.

“Eu me sinto honrando, me sinto feliz de estar aqui junto de vocês, não feliz por que é um momento onde um vereador perde o mandato. É uma decisão judicial, e eu tenho é que ter aqui a visão de trabalhar pelo município de Petrolina”, ressaltou Alvorlande.

Posse de Alvorlande Cruz acontece nesta quinta-feira em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Após decisão do TRE-PE pela cassação do vereador Domingos de Cristália (PSL), acusado de cometer irregularidades durante a campanha de 2016, Alvorlande Henrique da Cruz, Suplente de Vereador pelo Partido Social Liberal – PSL, da Coligação Para Continuar Melhorando, tomará posse nesta quinta-feira (11).

“Em atendimento à determinação judicial contida no Ofício n° 001/2019-ZE083/TER-PE, da lavra de Sua Excelência Dr. Cícero Everaldo Ferreira Silva, Juiz Eleitoral em Substituição da 83ª Zona-Petrolina, venho convocar V.Sa. para posse no mandato de vereador, em face da cassação do diploma do Sr. Domingos Sálvio Coelho Alencar, consoante acórdãos, relatórios e votos dos processos RE nº 1-54.2017.6.17.0083 e RE nº 443-65.2016.6.17.0144, perante o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco,” diz um trecho do ofício assinado pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Osório Siqueira.

A solenidade de posse marcada para às 16h, acontece no Gabinete da Presidência, Praça Santos Dumont, s/n, Centro de Petrolina.

Petrolina: Alvorlande Cruz pode ser empossado vereador ainda nesta quinta

Alvorlande Cruz pode ser empossado ainda nesta quinta (Foto: Blog Waldiney Passos)

Segundo informações oficiosas obtidas pelo nosso Blog, o presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Osório Siqueira (PSB), teria sido notificado, na manhã desta quinta-feira (11), pelo Tribunal Regional da Justiça Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), sobre a decisão que cassou o mandato do vereador Domingos de Cristália (PSL).

LEIA TAMBÉM

Por unanimidade, TRE-PE decide cassar mandato do vereador Domingos de Cristália

Além disso, ainda de acordo com nossa fonte, Alvorlande Cruz (PSL) pode ser empossado vereador ainda nesta quinta. A chegada do parlamentar na Câmara Municipal fortalece a bancada governista e, consequentemente, enfraquece a oposição na Casa Legislativa.

Cassação de Domingos

Domingos é acusado de cometer irregularidades durante a campanha de 2016, quando foi eleito vereador por Petrolina.

Na ação, o TRE-PE alega que o parlamentar fez abuso de poder econômico, cometeu fraude e corrupção no pleito passado. Além da cassação, a corte impôs ao vereador uma multa no valor arbitrado na decisão, nos termos do voto da turma.

Ronaldo Silva acusa assessor especial da Prefeitura de fazer manobra na escolha das Comissões Permanentes

Ronaldo Silva acusou Tolentino de fazer manobras nas comissões (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão de terça-feira (12) foi marcada por mais uma confusão na base do governo municipal, que desde o retorno das atividades legislativas na última semana tem demonstrado publicamente que falta harmonia entre os pares da situação.

Ronaldo Silva (PSDB) discursou na Tribuna Livre e expôs aos edis da oposição, imprensa e comunidade presente uma suposta “manobra” imposta na eleição das Comissões Permanentes, articulada pelo assessor especial do prefeito Miguel Coelho, Orlando Tolentino.

“Pessoas do próprio Governo que trabalharam [para criar atrito na base]. Da mesma forma que fazia comigo chegava para o vereador Elias Jardim, pro vereador Alex de Jesus e pro vereador Gaturiano Cigano dizendo que eu queria usar. Eu não brinco com o sentimento das pessoas. Aqui está o nosso assessor especial do nosso prefeito, o secretário Orlando Tolentino. Você que se diz meu amigo, que fez tudo isso e chegava essa confusão todinha [das comissões], não foi oposição nem nada, foi você que chegava e fazia isso. Isso não acontecerá mais”, afirmou Ronaldo Silva.

Após pedido de cassação, Domingos afirma: “Eu posso ter minha voz fina, mas eu tenho minhas mãos limpas”

(Foto: Divulgação)

Em meio aos discursos de fim de ano na sessão de quinta-feira (20), a última de 2018, o vereador Domingos de Cristália (PSL) chamou atenção por ser a primeira vez que se pronunciou no plenário em relação ao pedido de cassação do seu mandato, deferido nessa semana.

O edil afirmou ter confiança na Justiça, mas disse que recorrerá da decisão até a última instância e reafirmou ter as mãos limpas. “Eu posso ter minha voz fina, mas eu tenho minhas mãos limpas. Nunca vocês ouviram falar em um ato de corrupção desse vereador”, afirmou Domingos.

LEIA TAMBÉM:

Justiça Eleitoral de Petrolina decide cassar mandato do vereador Domingos de Cristália

Segundo o vereador que é membro da bancada de oposição, a decisão é uma manobra para tirá-lo do Legislativo e abrir espaço a outro membro da situação, no caso o suplente Alvorlande Cruz (PSL). “Eu acredito na Justiça, decisão judicial ela tem que ser cumprida, se for determinado amanhã que eu tenho que me afastar desse cargo eu vou me afastar, mas eu vou lutar até o último minuto. Eu não vou entregar aquilo que ganhei por direito, da vontade do povo e das graças de Deus pra uma pessoa que quer o meu lugar de fina força. Vou deixar um recado pra ele: guarde seu paletó que em 2020 a gente concorre”, destacou.

Domingos alegou não ter comprado votos como alega a Justiça Eleitoral e voltou a se dizer inocente. “O povo reconhece o meu trabalho e vai continuar reconhecendo. Pode ter certeza que eu vou continuar até 2020”, finalizou.

12