Artistas de Juazeiro podem ter auxílio emergencial municipal, avalia prefeita

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Após uma indicação do vereador da bancada de oposição, Salvador Luiz de Carvalho (PC do B) do município de Juazeiro, a prefeita Suzana Ramos informou ao Blog Waldiney Passos, durante entrevista, que está estudando a possibilidade de disponibilizar um auxílio emergencial municipal para os artistas, primeira classe a parar de trabalhar por conta da pandemia do novo coronavírus.

“A gente está estudando, a questão está com o jurídico, nós somos sensíveis a essa causa porque essa classe foi a primeira a parar, a situação é bem delicada… O social já ajudou com cestas básicas, mas não é o suficiente,” disse a prefeita de Juazeiro.

LEIA MAIS

Casa Bolsa: revisões cadastrais seguem suspensas até setembro

(Foto: Ascom/PMP)

A atualização de dados cadastrais no Cadastro Único (CadÚnico) seguem suspensas por 180 dias em todo país e a Prefeitura de Petrolina orienta aos beneficiários de programas federais a não terem calma. Isso porque, com a determinação federal, a suspensão segue até 28 de setembro deste ano.

Até esse prazo também ficam paralisados os bloqueios, suspensões e/ou cancelamento de pagamentos do Bolsa Família. A decisão de suspender o atendimento presencial é uma estratégia para evitar aglomeração de pessoas nas unidades.

“É muito importante que as famílias saibam que elas não precisam correr para fazer nenhuma atualização por agora, uma vez que, não haverá repercussão na situação do Bolsa Família ou Auxílio Emergencial. Essa ação do Ministério foi feita justamente para que as pessoas não precisem sair de suas casas e cumpram assim as regras de prevenção à covid-19”, explica a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina, Gláucia Andrade.

LEIA MAIS

Pagamento do Auxílio Emergencial começou nesta terça-feira; veja o calendário

(Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)

A primeira parcela da nova rodada do novo auxílio emergencial começará a ser paga pela Caixa nesta terça-feira (6). Seguindo o mesmo modelo de 2020, os pagamentos serão realizados de acordo com a data de nascimento do beneficiário. Assim, as pessoas nascidas em janeiro devem receber o valor ainda hoje.

Segundo a Caixa, foram contratados 7,7 mil colaboradores para atuar em cerca de 4,2 mil agências no país e reforçar o atendimento aos beneficiários. Confira o calendário de pagamento para o mês de abril:

LEIA MAIS

“Não existe o crime em específico”, afirma delegado sobre venda de vagas na fila da Caixa

(Foto: Drone AMMPLA/Ascom)

O pagamento do auxílio emergencial de 2021 começa nesta terça-feira (6) e ainda há dúvidas sobre a questão de venda de vagas nas filas da Caixa Econômica Federal. Para sanar dúvidas dos petrolinenses, o delegado da Polícia Civil de Pernambuco, Daniel Moreira concedeu uma entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina.

LEIA TAMBÉM

Auxílio emergencial será pago a partir da próxima semana, confira o calendário

“A princípio não existe o crime em específico, a pessoa não está enganando, ela está oferecendo aquele serviço. Mas a pessoa que se sentir ofendida por ter sua vez sido postergada por conta dessa venda clandestina, ela pode procurar o pessoal da segurança do banco para denunciar“, disse o delegado.

LEIA MAIS

Pagamento do novo auxílio emergencial deve começar na próxima terça-feira

(Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)

No calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal, os pagamentos do novo auxílio emergencial começam na próxima terça-feira, 6 de abril, para os trabalhadores que fazem parte do Cadastro Único e para os que se inscreveram por meio do site e do aplicativo Caixa Tem.

Os depósitos serão feitos na conta poupança digital da Caixa, acessada pelo aplicativo Caixa Tem. O beneficiário do auxílio emergencial terá direito, primeiramente, à movimentação digital e, posteriormente, aos saques. Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos começam em 16 de abril e seguirão o calendário de pagamento do benefício.

Em 2021, serão pagos R$ 43 bilhões a 45,6 milhões de brasileiros que atendem aos requisitos exigidos. Do montante, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa (28,6 milhões de beneficiários), R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal (6,3 milhões) e mais R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Programa Bolsa Família (10,6 milhões).

Para saber se foram incluídos no auxílio emergencial 2021, os trabalhadores poderão fazer a consulta no Portal de Consultas da Dataprev. Para isso, o cidadão deverá informar CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Quem já recebe o Bolsa Família e inscritos no CadÚnico não estarão na lista da Dataprev já que, nesses casos, as parcelas serão depositadas automaticamente – desde que o beneficiário se encaixe nos critérios de elegibilidade do auxílio.

Cabrobó: Auxílio Empreendedor deve ser pago a todos contemplados até terça-feira

(Foto: Internet)

O Auxílio Empreendedor, anunciado pela Prefeitura de Cabrobó (PE) começou a ser pago aos profissionais que tiveram suas atividades prejudicadas diante do lockdown de março, imposto pelo Governo de Pernambuco. A expectativa da gestão é disponibilizar o dinheiro a todos os contemplados até terça-feira (6).

A ajuda foi aprovada pela Câmara de Vereadores no final de março. O projeto prevê o pagamento de uma ajuda aos micro e médios empresários, em parcela única de até R$ 500,00. Após votação na Casa Legislativa, os cabroboenses precisaram efetuar um cadastro na Prefeitura, para verificação da real necessidade do auxílio.

“Quero agradecer o empenho de todos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, aos Vereadores pela aprovação do projeto, aos presidentes da CDL e Associação de Feirantes“, destacou o prefeito Galego de Nanai (Avante).

Saiba se você tem direito ao novo auxílio emergencial

Milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social começam a receber, na próxima terça-feira (6), a primeira das quatro parcelas do novo auxílio emergencial. O governo federal prevê conceder o benefício a cerca de 45,6 milhões de pessoas, este ano.

Os recursos serão depositados nas contas digitais que abertas pela Caixa para os beneficiários no ano passado.

Conforme destacou o ministro da Cidadania, João Roma, durante o anúncio desta manhã, as quatro parcelas de, em média, R$ 250, serão pagas a uma pessoa por família, sendo que mulheres chefes de família receberão R$ 375, enquanto indivíduos que vivem só – família unipessoal – receberão R$ 150.

LEIA MAIS

Auxílio emergencial será pago a partir da próxima semana, confira o calendário

O Governo Federal confirmou o início do pagamento do Auxílio Emergencial para a próxima terça-feira (6). O anúncio foi feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), durante entrevista coletiva na manhã de hoje (31). Ele estava acompanhado do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães e do Dataprev, Gustavo Canuto.

A versão 2021 do benefício será pago a trabalhadores informais de baixa renda e aqueles inscritos em programas sociais como o Bolsa Família, caso o novo benefício seja mais vantajoso. Serão quatro parcelas. Os pagamentos seguem as datas de nascimento dos beneficiários. Veja o calendário na seguir:

LEIA MAIS

Governo publica regras do Auxílio Emergencial 2021

O Governo Federal detalhou as regras para pagamento do Auxílio Emergencial 2021. As determinações estão disponíveis no Diário Oficial da União de sexta-feira (26), em edição extra. Terão direito trabalhadores informais de baixa renda e aqueles inscritos em programas sociais como o Bolsa Família, caso o novo benefício seja mais vantajoso.

A previsão do Governo é iniciar os pagamentos em 4 ou 5 de abril, conforme o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já havia informado. A edição 2021 do benefício será pago em quatro parcelas de R$ 250 (valor médio). No balanço da União, o auxílio contemplou 68 milhões de brasileiros.

Segundo o decreto, as parcelas do auxílio serão pagas independentemente de novo requerimento, desde que o beneficiário atenda aos requisitos estabelecidos na Medida Provisória aprovada neste mês de março. O governo vai utilizará a base de dados de quem se cadastrou para o programa no ano passado, pelo aplicativo ou pelo site da Caixa Econômica Federal, além daquelas pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e no Bolsa Família.

Bolsonaro assina MPs que liberam nova rodada do auxílio emergencial

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou nesta quinta-feira (18) duas MPs (medidas provisórias) que liberam a nova rodada do auxílio emergencial a trabalhadores informais. O texto traz a previsão de recursos e os detalhes do programa, que terá quatro meses de duração e parcelas mais baixas do que em 2020.

As medidas ainda não foram publicadas. Pelo plano do governo, os valores pagos por beneficiário dependem da formação familiar. Cada parcela terá valor padrão de R$ 250. Para mulheres chefes de família, o valor será de R$ 375 –50% mais alto do que o benefício básico.

LEIA MAIS

Pagamento do novo auxílio emergencial deve começar somente em abril

A nova rodada do auxílio emergencial deve ser paga a partir de abril em um valor médio de R$ 250. A MP (medida provisória) com as regras do benefício será publicada na próxima semana, após a promulgação da PEC (proposta de emenda à Constitucional) Emergencial.

O governo e a cúpula do Congresso chegaram a prever que o auxílio seria pago a partir de março, com possível duração de quatro meses, até junho. Atraso na votação da PEC e questões operacionais, porém, podem adiar os repasses em um mês.

LEIA MAIS

PEC do auxílio emergencial vai ser votada diretamente em plenário, diz presidente da Câmara dos deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), informou nesta terça-feira (2) que os líderes da Casa concordaram em adotar um rito acelerado para a proposta de emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial. Com isso, quando a matéria chegar à Câmara, será votada direto no plenário. O texto ainda precisa ser aprovado pelo Senado.

Segundo o presidente da Casa, a tramitação especial é uma maneira de viabilizar o auxílio emergencial já em março. A PEC contém uma série de medidas para evitar o desequilíbrio fiscal das contas públicas e é considerada um requisito para o pagamento do auxílio.

LEIA MAIS

Paulo Câmara aponta que auxílio emergencial temporário não justifica fim do piso na saúde e educação

A proposta de desvinculação dos gastos com saúde e educação, conforme apresentada na Proposta de Emenda à Constituição (PEC), pautada para possibilitar a retomada do auxílio emergencial, foi duramente criticada pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Segundo o gestor, em suas redes sociais, desvincular as receitas constitucionais para estas duas áreas, “fere o estado democrático de direito”.

“É uma ameaça à continuidade de programas importantes e gera um clima de insegurança quanto à destinação de verbas necessárias para esses dois setores tão importantes. Não se pode discutir a retirada de direitos constitucionais sob a justificativa de oferecer um auxílio emergencial temporário”, declara Paulo Câmara.

Ainda segundo o governador, a prioridade dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, é buscar soluções concretas diante do agravamento da pandemia da covid-19. “Temos que garantir a vacinação em massa, o fortalecimento do SUS e discutir um auxílio emergencial que dê alguma segurança às famílias impactadas pela crise sanitária, enquanto buscamos a retomada do crescimento econômico e a geração de emprego e renda para o nosso povo”, afirma o socialista.

Impedidos de trabalhar desde o início da pandemia, músicos de Petrolina cobram auxílio financeiro

Músicos estão sem trabalhar desde o início da pandemia (Foto: Wanderley Alves/Petrolina em Destaque)

Músicos de Petrolina estão reunidos na Praça Dom Malan, próximo a Igreja Catedral, no Centro da cidade, para chamar atenção do poder público sobre a situação da classe. Eles foram um dos primeiros afetados pelos decretos da pandemia, em 2020 e até hoje estão impedidos de realizar shows e apresentações em bares.

Diante do cenário preocupante, a classe clama por um auxílio capaz de abranger os que realmente necessitam, pois os critérios impostos na Lei Aldir Blanc teriam limitado a ajuda financeira, segundo os profissionais. Sem dinheiro das apresentações, muitos estão vendendo seus instrumentos para poder se alimentar.

LEIA MAIS

PEC para viabilizar auxílio emergencial deve ser apresentada hoje

Senador Márcio Bittar, relator da PEC que viabilizará o novo auxílio emergencial

O senador Márcio Bittar (MDB-AC) deve apresentar nesta segunda-feira (22) o relatório da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que viabilizará a concessão de uma nova rodada do auxílio emergencial associada a medidas de compensação fiscal. A expectativa é que a proposta seja votada nesta quinta-feira (25) no Senado, após acordo com líderes partidários.

O texto trará uma “cláusula de calamidade”, que abre espaço no orçamento para o pagamento do benefício de março a junho para famílias de baixa renda e trabalhadores informais, diante do recrudescimento da pandemia de coronavírus.

A medida permite a suspensão de parte das regras fiscais pelo tempo que for necessário para que o governo possa pagar despesas emergenciais, como o auxílio, fora do teto de gastos, regra que limita as despesas da União.

A retomada do benefício é um consenso entre o governo federal e os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), após pressão política e a escalada de casos de covid-19 no país. O programa, que terminou em dezembro, beneficiou 68 milhões de pessoas, com R$ 294 bilhões.

LEIA MAIS
123