Em nota, prefeitura afirma que transtornos durante obra da Bacia do Dom Avelar são inevitáveis

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Desde a última quinta-feira (6), moradores do bairro Dom Avelar estão sofrendo com os transtornos provocados pelas obras de saneamento, realizadas por uma empresa terceirizada, contratada pela prefeitura de Petrolina. Devido a um processo de desobstrução, alguma ruas do bairro ficaram alagadas, após o descarte da água feito diretamente nas vias.

LEIA TAMBÉM

Avenida do Dom Avelar continua alagada e moradores estão indignados

O Blog Waldiney Passos tem acompanhado a situação dos moradores do Dom Avelar, que já não sabem mais o que fazer. Comerciantes locais estão perdendo clientes, e a população tentando driblar o caos que se instalou na localidade. Em nota enviada ao Blog, a prefeitura municipal informou que os serviços de drenagem são necessários e que os transtornos são inevitáveis. Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Com previsão de entrega até maio, Miguel Coelho vistoria obra na bacia do Dom Avelar

Prefeito vistoriou obra (Foto: Alexandre Justino/Ascom PMP)

O prefeito Miguel Coelho (MDB) visitou o bairro Dom Avelar nessa segunda-feira (13), para acompanhar as obras do saneamento na comunidade. O serviço entra em uma nova etapa, adentrando no São Jorge, São Joaquim e Santa Luzia.

A previsão da gestão municipal é entregar a obra na bacia do Dom Avelar até maio desse ano. As equipes estão fazendo o trabalho de implantação da tubulação e construção de poços, 97 no total e 846 caixas de passagem de esgoto.

“Estamos fazendo um esforço muito grande para terminar esse trabalho logo, pois é uma intervenção que ficará na história dessa região e mudará a qualidade de vida de tanta gente que sofreu por anos com o abandono“, comentou durante a vistoria dessa manhã.

A obra é realizada pela Prefeitura de Petrolina, através do investimento de R$ 4,6 milhões. A bacia do Dom Avelar contempla os bairros Dom Avelar, Terras do Sul, Santa Luzia, São Jorge, São Joaquim e Padre Cícero, beneficiando mais de 40 mil pessoas.

Leitor chama atenção para vala aberta na Avenida Principal do São Joaquim, em Petrolina

Morador chama atenção para buraco na avenida (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma vala aberta na Avenida Principal do bairro São Joaquim, em Petrolina, tem chamado a atenção da comunidade. O buraco tem uma largura considerável e percorre boa extensão da via. Os pedestres que precisam passar no local improvisaram madeiras para poder atravessar.

De acordo com um morador, que preferiu não ser identificado, essa vala está aberta há vários meses e nenhum órgão tomou providências. “Não sei se foi a Compesa, se foi a Prefeitura ou os próprios moradores que fizeram isso. É arriscado alguém cair, muitas crianças passam pelo local e se você não prestar atenção, cai“, relatou à nossa Produção.

LEIA MAIS

Por recomendação do MPPE, Compesa não deve se envolver no saneamento do Dom Avelar

Prefeitura resolveu sanear bairro após impasse com Compesa (Foto: Jonas Santos)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) não deve se envolver na obra de saneamento do bairro Dom Avelar, em Petrolina. A orientação veio do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na última sexta-feira (11). O MPPE recomendou à Companhia não concluir a licitação n° 193/2019, já que o serviço está em execução por parte da Prefeitura.

Segundo a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Petrolina, Rosane Cavalcanti, o MPPE identificou que tanto o projeto do município quanto o da Compesa preveem a recuperação da rede de esgotamento sanitário já existente no Dom Avelar. A única diferença no projeto da Compesa é a ampliação da rede.

“O Ministério Público, tendo conhecimento de que existem dois projetos para a mesma área, tem o dever de buscar uma solução mais eficiente para o emprego dos recursos públicos. O município já iniciou os serviços no Dom Avelar. Como a Compesa tem um objeto mais amplo para o Dom Avelar é razoável que ela direcione os recursos para a parte do projeto que não será coberta pelas obras do município”, argumentou a promotora.

Cavalcanti disse ainda que a situação do Dom Avelar já é alvo de um inquérito civil instaurado pelo MPPE e conforme apuração do órgão, os problemas operacionais do equipamento estão gerando danos ambientais, incluindo o despejo de esgoto sem tratamento no Rio São Francisco.

Prefeitura inicia obras da Bacia do Dom Avelar que vai beneficiar seis bairros de Petrolina

(Foto: Jonas Santos)

Depois de décadas, uma das obras mais aguardadas pelos moradores da zona norte de Petrolina saiu do papel. A prefeitura iniciou na última segunda-feira (23), os trabalhos para recuperar a bacia do bairro Dom Avelar e oferecer saneamento a mais de 40 mil moradores dos bairros Dom Avelar, Terras do Sul, Santa Luzia, São Jorge, São Joaquim e Padre Cícero.

A obra conta com investimento de R$ 4,6 milhões e foi anunciada pelo prefeito Miguel Coelho como parte da programação pelo aniversário da cidade. Já na segunda-feira, o diretor presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município (Armup), Rubem Franca, esteve no local reunido com representantes da empresa executora para acompanhara o início dos trabalhos que devem ser concluídos em 10 meses.

Serão construídos 97 poços de visita e 846 caixas de passagem do esgoto. No total, serão mais de 55 km de tubulação percorrendo o subsolo dos seis bairros. A intervenção é para recuperar a rede de esgoto existente que foi construída há mais de 10 anos, porém, nunca foi concluída e ativada.

Com direito a bolo e “Parabéns”, moradores da Zona Norte de Petrolina cobram saneamento

Moradores de três bairros se reuniram em protesto (Foto: Reprodução/WhatsApp)

17 anos. Por pouco os moradores dos bairro São Jorge, São Joaquim e Terras do Sul não comemoravam a maioridade do saneamento básico que deveria contemplar as comunidades, através da Bacia do Dom Avelar. Nessa segunda-feira (16) eles se organizaram para protestar de forma irônica contra as autoridades.

Festa teve direito a bolo

A ideia? Fazer uma “festa” na Avenida do Petróleo com cartazes, teve direito a bolo, “Parabéns” e “Com Quem Será?”, chamando atenção da Prefeitura de Petrolina e da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre a situação.

“Fizemos essa manifestação reivindicando melhorias nos bairros. A gente vê obras em outros locais como Orla e Bodódromo e aqui com essa lagoa de esgoto não tem nada. A gente pede para olhar para a Zona Norte que é esquecida“, contou Pedro Elias, morador e liderança comunitária do Terras do Sul.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina divulga empresa vencedora da licitação para recuperar bacia do Dom Avelar

A Prefeitura de Petrolina cumpriu mais uma etapa do processo que visa reduzir os problemas crônicos de esgotamento sanitário na cidade. Após vários impasses da Compesa, a prefeitura divulgou na última segunda-feira (2), a empresa vencedora do processo licitatório para execução das obras que irão recuperar a bacia do bairro Dom Avelar.

A  obra irá beneficiar mais de 40 mil pessoas que residem em seis bairros da zona leste de Petrolina, são eles: Dom Avelar, Terra do Sul, Santa Luzia, São Jorge, São Joaquim e Padre Cícero. Os serviços relativos à  ampliação  e  recuperação  do  sistema  de esgotamento  sanitário  da  Bacia  Dom  Avelar serão executados pela empresa Leenne  Construções  Ltda-EPP a qual apresentou a melhor proposta.

“A questão do Dom Avelar é uma das mais antigas e crônicas da nossa cidade. A gestão fez várias tentativas de diálogo com a Compesa mas, finalmente a população poderá respirar melhor com este processo licitatório que deve solucionar o problema. Há uma preocupação muito grande em buscar qualidade dos serviços e é por isso que a prefeitura segue o processo para contratar uma nova empresa”, disse o diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (Armup), Rubem Franca.

Compesa quer continuar operando em Petrolina, segundo Miguel

O prefeito Miguel Coelho afirmou, durante a entrega de ruas pavimentadas no bairro Loteamento Recife, na sexta-feira (17) que recebeu uma ligação do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, solicitando a manutenção da empresa em Petrolina (PE) sem participar do processo de licitação.

LEIA TAMBÉM:

Após impasses com a Compesa, Prefeitura anuncia investimento de R$ 6 milhões para recuperar saneamento do Dom Avelar

“O presidente da Compesa me ligou querendo que a gente aceitasse um acordo, que não fosse para licitação”, disse. Em resposta, Miguel teria dito que “a população de Petrolina não aceita qualquer acordo com a Compesa que não seja o melhor e maior investimento na nossa cidade”.

LEIA MAIS